domingo, janeiro 19, 2014

KILL BILL

Não há tanto tempo assim e é claro que estamos todos presos em um minúsculo espaço do mesmo. E quando ocorre de seu inimigo mais íntimo já não dispor de energia e vigor para a batalha, o que fazer? Mas você trás dentro do peito um turbilhão de sentimentos revoltosos, os quais aguardam ocasião para emergir e partir feito facas afiadas lançadas rumo ao alvo certo.

Agora olhe como o seu inimigo transformou-se por completo. Veja, ele é apenas um arremedo do que te meteu medo e praticou contra você o mais puro e covarde terrorismo, o terrorismo da opressão, do exercício frívolo pelo gosto de amedrontar e inibir. Quem tem um inimigo tão íntimo despreza o escuro; em verdade, esconde-se na escuridão, até que a ira do inimigo se aquiete.

O dia está marcado. Enquanto arruma suas malas, pense no caminho que deverá percorrer até o tão aguardado acerto de contas. Não deixe que seu coração esmoreça agora e te traia. Você aguardou resignadamente por este momento e o simples fato da promessa de que um dia ele chegaria te sustentou de pé em meio a tantas e tantas tormentas de abalar gente que se diz sempre sã.

Renunciar à vingança e não levar ao encontro suas facas de laminas afiadas e reluzentes para seu intento mais secreto seria o mesmo que admitir anos de ordinária covardia travestida da espera da concretização de seu ideal supremo. Não é tempo de covardia e nem de compaixão, que aqui, no caso, significam a mesma coisa: significam apenas um arremate covarde, que não justifica o sacrifício do medo.

Não seja o suposto suspeito medroso de sempre. Vá em frente! Seja valente. Vá e mostre que seu silêncio trêmulo nas horas dos gritos nada mais foi que um inteligente artifício, pela sobrevivência, uma astuta camuflagem emocional. Diga o que tem a dizer e abra sua mala. Retire dela a faca mais afiada e enterre-a de uma vez por todas entre as costelas do seu adversário. Vencerás. Entenderás Kill Bill.

4 Comentários:

Blogger Victor Asckermann disse...

Hey, estou passando para te fazer um convite, pois está rolando uma super pesquisa de opinião sobre o retrocesso da internet, sua opinião é muito bem-vinda!

Abraços,
Revolução Nerd
http://www.revolucaonerd.com/

19 de janeiro de 2014 11:42  
Blogger JAN disse...

Jefh!!!! Se vc parar de brigar com seu inimigo mais íntimo, vai ficar muito chato...rsrsrs

Abração
Jan

19 de janeiro de 2014 14:46  
Blogger Jeferson Cardoso disse...

Ok! Obrigado!

20 de janeiro de 2014 06:24  
Blogger Jeferson Cardoso disse...

O exercício da vida em muito se assemelha ao exercício da guerra, eu não duvido. Beijo, Jan!

20 de janeiro de 2014 06:25  

Postar um comentário

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial