sábado, setembro 22, 2012

BRB - NECRÓTICO

O quê dizer? Como explicar o terrível fato ocorrido durante o período de não mais que quinze minutos de sua ausência? E de quem era a culpa afinal, se todos os dias Bob/Rock/Blues tomava o seu banho de sol das nove na cadeira de descanso da garagem que também é alpendre? E o fiel cão Kuduro sempre ficou ali ao pé do decrépito dono. Latia para todo e qualquer que por ventura se aproximasse do portão usando a calçada ou até mesmo a rua à frente da casa. Se o individuo parasse então, aí sim o cão desatava a ladrar numa histeria demasiada até mesmo para um bicho primitivo como aquele.

Macarrão, azeitonas pretas, manjericão, tomates maduros e o iogurte natural, e mais as laranjas que haviam acabado. Quanto tempo se leva para apanhar essa meia dúzia de itens em um supermercado aonde se vai ao menos duas vezes toda semana, mês após mês, por mais de três anos? E o supermercado ficava a apenas duas quadras e meia da casa do patrão. Cinco minutinhos para ir e, à passo apertado, instintivamente preocupada com o velho que ficara sozinho, olho no relógio, duas sacolinhas leves, uma em cada mão, em menos de outros cinco minutos já estaria de volta. No estabelecimento, não teria gastado mais do que cinco minutos. Terça pela manhã então, naquele horário, um pouco antes das nove, nunca havia ninguém, além dos funcionários, no supermercado. Jogo rápido.

‘Meu Deus do Céu!, não fiquei nem cinco minutos no mercado. [...] Como é que foi acontecer uma coisa dessas? [...] Que horror! Um horror!’ [...] ‘E como é que eu vou explicar pro doutor Olavo um negócio desses? É capaz do homem enfartar. Enfarta o filho e enfarta o pai. Os dois. Um em seguida do outro.’ [...] ‘Meu Deus! Logo agora que eu fiz aquela prestação da máquina de lavar ainda devendo cinco parcelas da televisão de plasma.’ [...] ‘Eu não vou só perder o emprego não, eu vou é pra cadeia, isso sim. Meu Deus do Céu, o que foi que eu fiz pra merecer um destino desses, Senhor? Misericórdia! Misericórdia, Pai!’ Conjeturava Dorotéia com as sacolinhas das compras nas mãos arrebatada e abatida pela perplexidade diante do iracundo patrão que vociferava contra o cão Kuduro que o teria acordado fuçando no curativo do seu pé.

Kuduro, ao ver Dorotéia diante de seu dono e receber pra si em sua direção o terror nos olhos da cuidadora, catou o que roia e correu para o quintal através da porta da garagem. ‘Tanto trabalho pra curar o dedo do homem... Cachorro miserável. ’ Pensou Dorotéia ao ver o animal fugir lépido e com ares de traquinagem quintal adentro. Havia seis meses que Bob/Rock sofria com uma necrose avascular no grande artelho do pé direito, o hálux. Estava preto e com forte odor o dedão do pobre. Necrótico, diziam os médicos. Tudo começou com uma unha encravada, uma que achou jeito de complicar mesmo sem o homem botar outro calçado que não as confortáveis sandálias de tiras de couro marrom. Seis meses de tratamento, e o dedão do velho só piorava. Talvez pelo diabetes, que nunca havia meio de controlar e permanecer controlado. O fato é que o homem não tinha suprimento sanguíneo para o dedo e nem sensibilidade no mesmo. Um caso bastante complicado.

Dorotéia conteve o choro. Ainda segurava as sacolinhas com a garganta nodosa, com os olhos marejados, peito sufocado, coração comprimido e angustiado. E disse com voz terna ao patrão: ‘Mas o senhor não viu quando o cachorro começou a fuçar o seu pé, seu Bob/Rock?’ ‘Eu já não disse, criatura, que o bicho me acordou? Quando vi, ele já tinha bagunçado tudo a faixa e arrancado o chumaço de gaze que você botou no meu pé. Você não deve ter colocado isso direito. Vai ter que fazer outro curativo. Não consigo ver daqui se ele desfez tudo, mas o que ficou ele babou. Vai ter que fazer outro sim. E vê se não fica aí parada feito besta, sua múmia. Ande logo com essas sacolas e curativo que eu quero tomar meu sol lá na calçada. E vai ver o cachorro que ele tá com um troço esquisito na boca. Deve tá aprontando alguma.’

47 Comentários:

Blogger Lu Rosário disse...

Oh Jeferson, não consgeui não rir ao ler o texto..rs. Gostei.

Estarei sempre por aqui, visitando-o.

Beijos!

23 de setembro de 2012 05:23  
Blogger JAN disse...

Olá Jefh!
De repente minha "vidinha" ficou tão light!;-)

Abração e bom domingo!
Jan

23 de setembro de 2012 07:35  
Blogger Luciana Santa Rita disse...

Oi Jeph,

Tudo bem? Obrigada pela visita no Navegando no Cotidiano.

O seu texto, além de revelar o caráter intimista da vida como ela é, me permitiu revelações sobre o mundo do lado de quem controla ou pelo menos pensa.

Beijos,

23 de setembro de 2012 14:37  
Blogger Tsu disse...

Olá Jeferson!
Obrigada pelo comentário no blog!
Olha..primeira vez que entro em seu blog e o adorei..já o estou seguindo (se puder me segue, também). Gostei muito da sua escrita, acho que poderíamos trocar idéias.
Como você disse, Mãos de Teosura foi um ícone da década de 80, e ilustrou muito bem aquele "boom' da cena gótica na época, tanto que o personagem é fisicamente baseado no Robert Smith, vocalista do The Cure.
bjs

23 de setembro de 2012 15:26  
Blogger Kelvia disse...

hahaha, gostei da história e me fez rir um pouco com os nomes, parabéns, virei visitar mais vezes ^^

girlfatemusic.blogspot....

23 de setembro de 2012 16:27  
Blogger Bru e Patty disse...

OI Jeferson, tudo bem , é um prazer tê-lo em meu blog, e assim conheci o seu, boas estórias e escrita recheada de boas palavras.
Eu estou começando agora, resolvi escrever coisas e ensinos a respeito desse Deus maravilhoso que ainda anda fazendo maravilhas na vida de muitas pessoas inclusive na minha! forte abraço. se sempre que puder apareça para ler alguma novidade!

Bruno Bittencourt

24 de setembro de 2012 04:44  
Blogger lary disse...

Poucos textos me prendem até o final como o seu.
Gostei bstante

http://lary-di-lua.blogspot.com.br/

24 de setembro de 2012 07:31  
Blogger Maria Idelma Tunin Reinato disse...

Oi Jeferson, gostei o seu blog e do texto, parabéns.

24 de setembro de 2012 08:23  
Blogger Marina Morato disse...

Muito bom o seu texto, Necrótico, um estilo intimista. Gostei muito. Agradeço por ter visitado meu blog e peço que vá mais vezes lá. Escrevi uma série de crônicas sobre acontecimentos que mexeram comigo e foi uma maneira de exorcizar os demônios interiores:psicologamarina.blogspot.com.br. Abraços,
Marina

24 de setembro de 2012 12:25  
Blogger Catarina disse...

Como dizemos em Portugal: foi de partir o coco a rir!
Muito bom!

24 de setembro de 2012 13:29  
Blogger Tsu disse...

Olá Jeferson!
Muito obrigada pelo elogio! Vejo que o que abordo ao blog é algo que a maioria das pessoas ainda não conhece muito..mas com o blog, consegui apresentar o universo cosplay para muita gente, e essa gente passou a admirar tal coisa.
E eu acho que podemos trocar muitas idéias! Eu gosto de coisas antigas e meus gostos também são meio restritos...a maior prova disso são as bandas que eu ouço. Acho quep oderemos trocar diversas idéias..me parece uque você gosta de arte clássica. Já estou te seguindo no twitter! o/
Tentando vender seu blog á um editor? Nunca ouvi falar isso..como funciona?
abs!

24 de setembro de 2012 17:32  
Blogger Andreia Marques - www.contoseuconto.com.br disse...

Kuduro foi ótimoooo! kkkk
Parabéns pela criatividade!
Abs!

24 de setembro de 2012 17:34  
Anonymous Anônimo disse...

Oi Jeferson!...
Verdade, requer muita sabedoria para ficar entre os sobreviventes.
Obrigada. Fique a vontade.

Abraço.

25 de setembro de 2012 05:40  
Blogger Edna F. de Assis disse...

Farei outras visitas por aqui...Adorei o blog, é tudo de bom

25 de setembro de 2012 10:08  
Blogger Rose Galan disse...

Vim retribuir a visita !
E me deparei com essa historia , um pouco parecida com a que minha familia e eu estamos vivendo,virei varias vezes pois amo ler ,e vc é muito talentoso no que faz ,parabens ,ja sou sua seguidora ,abraços.

26 de setembro de 2012 05:35  
Blogger Thaíse Schmitz disse...

Bem criativo! Curti! Parabéns pelo texto.

26 de setembro de 2012 10:12  
Blogger Tina Bau Couto disse...

Retribuindo a visita e após ler seu texto me ocorreu o fundo musical e constatação de que cada uma leva sua vida como der ou puder ou quiser :)

26 de setembro de 2012 12:57  
Blogger Adriana Bonecas disse...

adorei,e tiro a seguinte conclusão nem tudo é ...
nem tudo acontece ... do jeito que pensamos ou queremos.
adorei sua visita, adorei sua literarias adorei seu jeito enovador de escrever ...vou estacionar aqui e lhe convido a fazer o mesmo , no meu blog,será uma grande honra.sinto que meu blog esta atraindo grandes personalidades,dia desses recebi a visita de um dj que fez autos elogios ao blog ,agora um grande escritor. obrigada,felicidades e que DEUS abençoe seus pensamentos pois precisamos de pessoas sábias e com propostas reais para pensarmos no melhor a fazer ao outro.
volte quando desejar,nem que seja para me informar de novos contos.
beijocas,fique bem.

26 de setembro de 2012 18:45  
Blogger Elisangela disse...

retribuindo a visita e olha, teu texto é muito maneiro, compartilhei no Google Plus (https://plus.google.com/103686347614075932303/posts)
procurei pelo teu nome lá mas não te achei :(
abraços!

27 de setembro de 2012 06:07  
Blogger Lorena Flor disse...

muito bom o blog, seguindo!
beijo ;*

http://lorena-flor.blogspot.com/

27 de setembro de 2012 10:17  
Blogger Denise Vieira Doro disse...

Seu texto é muito bom! Bem escrito, prende-nos a atenção e recheado de verdades vividas em algum momento de nossas vidas!
Parabéns! Beijos!

28 de setembro de 2012 07:05  
Blogger Maristela G Salgado disse...

Olá! gostei muito do texto, ótimo, parabéns!
Estou curiosa para saber que troço esquisito há na boca de Kuduro kkkkk
Gostei muito do seu blog! visitarei sempre! grande abraço!

28 de setembro de 2012 22:03  
Blogger Samanta Hilbert disse...

Oi Jefh...
Segundo Cristina Cairo, no livro "linguagem do corpo", unha encravada "simboliza tensão e excesso de preocupações com a própria individualidade e uma grande necessidade de segurança dentro do ambiente de atuação familiar"...
Isso quer dizer que além de ser um bom escritor (eu consegui imaginar a cena e ficar com vários "urgs" rsrs), vc me rendeu algumas reflexões sobre como a "pré - ocupação" pode gerar um tanto de podridão e insensibilidade... Veio a calhar e acho até que vai render um texto no meu blog... hehe.
Voltarei!!
Abraços

29 de setembro de 2012 09:19  
Blogger Rhaísa Lara disse...

Há tempo nao passava aqui.....
é sempre muito, muito bom te lerr!
um beijo, fica com Deus!

29 de setembro de 2012 16:14  
Blogger LariiiCouto disse...

Oi Jeferson!
Você escreve muito bem.
Parabéns viu? Ótimo texto.

Beijos

30 de setembro de 2012 07:58  
Blogger keico disse...

Parabéns ao blog gostei muito já estou te seguindo me segue também,,,adorei o post,,,você tem um bom vocábulário escreve bem continue assim ...boa semana!!!!!!!

1 de outubro de 2012 05:52  
Blogger Liana Utinguassú disse...

Jeferson, Mais uma vez, AGRADEÇO sua visita ao Blog desta caminhante da Terra..Você realmente sente,muito antes de pensar em escrever.Seu texto carrega infinidades de mensagens,de visões,de sentimentos..A "NATUREZA DO SER",está ali impressa.A NATUREZA NECRÓTICA, a NATUREZA DO SER ANIMAL HUMANO E DO HUMANO "ANIMAL"..O olhar através da Alma,que creio, fica por detrás do que se supõem "VER"..E, claro, a Dorotéia ,como Mulher, Mãe, e profissional neste Mundo de "TANTOS" Necróticos, e outros tantos "NÚCLEOS PSICÓTICOS" que o SER Humano, carrega 'ocultamente", ou explicitamente..Muito BOM seu texto!Sou uma eterna Aprendiz, de fato!Recém começo a expandir textos no blog.Escrevia também no Recanto das letras...'ENSAIOS'.Aguyjevete(agradecimento em Guarani)

1 de outubro de 2012 11:48  
Blogger Lara Reis disse...

Obrigada pela visita ao meu blog, já estou a seguir aqui.
Adorei o texto e o blog.
pequenomuffin.blogspot.com

1 de outubro de 2012 17:16  
Blogger Patty disse...

NOOOSSSAAA, EU AMEI ISSO AQUI, A MANEIRA COMO ESCREVE, E ME DEIXOU BEM PRESA NAS PALAVRAS, QUERIA SABER LOGO O DESFECHO, ADOREI.

OBRIGADA PELO SEU CARINHO EM MEU BLOG E SE QUISER TE CONVIDO A PARTICIPAR DOS MEU OUTRO BLOG, O PHOTOSHOP E ARTE, ONDE MOSTRO ALGUMAS LOUCURAS DOS MEUS PENSAMENTOS COMO DESIGN GRAFICO.

OBRIGADA, ABRAÇOS

PATTY!

2 de outubro de 2012 07:43  
Blogger Daiane Borsatto disse...

ótimo texto..consegui vivenciar a angustia de ambos os personagens,o q é super legal! Obrigado pela visita

Abraço

3 de outubro de 2012 05:43  
Blogger Jeniffer Brito disse...

Hahahahah adorei sentir o "desespero" na escrita!
Gostei muito do seu blog e da sua camisa na foto do perfil ;)

Bjs

3 de outubro de 2012 06:44  
Blogger Vanessa disse...

Eu achei o máximo seu texto! Parabéns.
Já estou seguindo seu blog!

Beijos.

3 de outubro de 2012 08:45  
Blogger Simone Horiqueri disse...

Olá muito obrigada pela visita em meu blog!
Parabens achei esse texto muito criativo e original...
Volte mais vezes a me visitar.
http://hmeducacaoinfantil.blogspot.com.br/
Abraços!

3 de outubro de 2012 15:39  
Blogger Tsu disse...

Olá Jefferson!
Legal, vc ter retornado ao meu blog =)
Opa? Eu não te add no twitter? Que estranho..bom me add no twitter então, @tsubs.
Sobre Nárnia..ebom, esse é um verdadeiro clássico infanto juvenil que encanta adultos.
Essa idéia de venda do blog é interessante, nunca havia ouvido falar disso. Ainda mais um blog como material impresso. Deveras interessante. Porém, penso que para isso seria necessário que o blog tratasse de um tema específico ou poderia ser variado?
Hoje em dia, ao mesmo tempo que parece fácil podermos desenvolver um livro e lançá-lo ao mesmo tempo é extremamente difícil....
bjs!

3 de outubro de 2012 17:05  
Blogger Celia disse...

Olá Jefferson!

Fazia um tempinho que não te via... ou melhor, que não te lia!!!
Muito obrigada pela visita em meu blog!
Parabens, achei seu texto muito legal... aliás, acho que vc deveria publica-los. Vc escreve muito bem!!
Volte mais vezes a me visitar.
http://divagandoalto.blogspot.com.br
Um abraço

3 de outubro de 2012 18:35  
Blogger Suzana Meireles disse...

Olá,
amei o texto, muito bom, lembra aqueles bons textos que líamos nos livros didáticos de não tão antigamente assim.

4 de outubro de 2012 07:04  
Blogger Solange disse...

Jefh!!
saudades daqui..
que delícia te ler..
claro que eu deduzi que o Kuduro estava comendo o dedão do velho..
mas como tudo é possível na blogosfera, quem sabe vc continua este conto e coloca um desfecho inesperado hã?

bjs.Sol

passa lá..

4 de outubro de 2012 18:17  
Anonymous Anônimo disse...

Se não for muito incômodo, muito me agradaria uma visita e um comentário lá no meu blog... Grato desde já!

https://textosemaistextos.wordpress.com/2012/09/13/reviver

4 de outubro de 2012 20:24  
Blogger Aline Thais disse...

Jeferson,
Obrigada pela visita no nosso blog...
http://garfadasblog.blogspot.com.br

Sucesso para nossos blogs.
Abraços
Aline

5 de outubro de 2012 04:54  
Blogger Gizelda disse...

Jeff, querido!...que lindo está seu blog. Clean, chic. E como você criou um estilo com leveza, bom humor, mesmo quando o assunto é árido....enfim,você é prova cabal de como se apura a escrita quanto mais se escreve.Tornou-se um cronista contemporâneo que nada deve aos medalhões.
Já votei em vc para o Top blog e estarei na primeira fila para que você novamente ocupe o podium.
Beijo...e obrigado por estar no meu Dessossego.

5 de outubro de 2012 06:38  
Anonymous Anônimo disse...

Olá Jeferson agradeço sua visita no blog d'As Cumades do RAP e te convido a conhecer mais sobre elas no facebook: http://www.facebook.com/ascumadesdorap e conhecer um pouco mais sobre o trabalho das meninas e nossas atividades. Estarei sempre por aqui visitando seu blog e participando do mesmo. Também tenho um outro blog o No Underground que Habito que também está super convidado a visitá-lo: noundergroundquehabito.blogspot.com.br
Lhe ter por lá visitando e comentando será maravilhoso. Abraços!

@jessica_alves_

5 de outubro de 2012 09:48  
Blogger Adryhana Trigueiro disse...

olá!!!!
Obg. pela visitinha no meu blog, vi retribuir!!!!
Meninoooooo q texto é esse? Trabalho numa agência de publicidade, vc é publicitário?kkkkkkkkkkkkkk
Kuduro foi ótimo!!!!
Blz.

5 de outubro de 2012 10:34  
Blogger Biibii ~ disse...

adooooorei seu texto!
e muito obrigada por visitar o www.japaobrasilnoticias.com
Grande beijo, sucesso! :*

5 de outubro de 2012 15:58  
Blogger betoacioli disse...

Olá, Jefh!
Vim lhe retribuir a visita e me deparei com este texto maravilhoso que me fez relê-lo de tanto que me agradou. Parabéns pelo blog e pelo texto! Voltarei para um tour blog adentro. Abraço!betoacioli.blogspot.com.br/

7 de outubro de 2012 11:17  
Blogger Profª Ana Lucia disse...

olá Jeefh!!! Li a Dorotéia e amei!!!! è realmente muito divertido!!!! Parabéns!!!!
Um abraço!
Profª Ana Lucia
meu blog- http://escolaealunos.blogspot.com
meu emai- analucyaprof@hotmail.com

9 de outubro de 2012 17:25  
Blogger Clesia Coelho disse...

Blog de cara nova!!! Adorei!!Como sempre me surpreende com seus belos textos. Andei mneio sumida porque depois da noticia da gravidez passei por um deserto terrível, mas já estou de volta para apreciar o blog dos amigos. Abraços e passe no meu cantinho para se informar do meu anjinho qque esta sendo gerado. sem mais

15 de outubro de 2012 08:31  
Blogger Edna Toffoli disse...

Olá Jefferson, li 3 dos seus textos e achei ótimos, vc é um artista das letras, porque não dizer das ideias! e vamos seguindo com as artes nesta vida!!!!!voltarei outras vezes para ler mais.
Parabéns!
Edna (do blog de arte postal)

18 de outubro de 2012 11:11  

Postar um comentário

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial