Amigos

quinta-feira, agosto 05, 2010

Os Namorados

Direi sobre o que vi e não inventarei nada. São quatorze anos dessa minha jornada como fisioterapeuta. Aprendo muito com todos. A minha profissão oferece isso. Você entra nas casas das pessoas, toma café em suas xícaras, água em seus copos, aplica as técnicas físicas, e ouve os seus desabafos.
A doença do homem era grave, muito grave. Era um casal tão bonito aquele! Ele um jovem senhor, ela uma jovem senhora. Filhos em idade pré-universitária, fortes, belos e saudáveis. Ele sempre trabalhou com afinco para oferecer os tais confortos de classe média à sua família. Ela sempre o apoiou e deu suporte para que ele pudesse trabalhar sem preocupar-se com as coisas dos meninos, da casa... Um dia uma dor. Outro dia a mesma dor. Um dia uma consulta, uma batelada de exames, um suspense mórbido que pairava no ar. Dias seguintes, um encaminhamento para um centro especializado em oncologia. Oh, que palavra triste essa! Nada mais seria como fora até então.
Vejamos agora o amor de verdade dar mais um passo para além das delícias da alcova, onde este já habitava, porém sem ser provado, testado. O jovem casal cultuava o vigor de outros dias e orgulhavam-se da beleza física que resistia ao tempo, nas coxas rijas, por academia, da jovem senhora, no manequim esbelto do jovem senhor, que vivia às voltas com os cuidados da alimentação, longas caminhadas e alongamentos. Tinham ciúmes um do outro. Ainda brigavam por questões do namoro que haviam iniciado vinte anos atrás, e até por questiúnculas que surgissem naqueles dias atuais, mesmo quando dentro do hospital. A coisa foi mudando de tanto em tanto; -e quando as coisas tomam este rumo inesperado aí é que vem a tal hora de provar se se ama de verdade ou apenas de aparência. Não que estas coisas não possam coexistir, reafirmo e deixo claro que sei que elas muitas vezes coexistem harmoniosamente, mas é que nem sempre elas estão presentes na proporção do amor de verdade, e é aí que mora a confusão do desejo físico para com o amor da alma. Coisas distintas. Verdade irrefutável.
O homem gritava de dor. O tumor era inoperável. De dia e de noite um monstruoso sofrimento intermitente arrastava aqueles dois a beira do precipício da insanidade. Ninguém dormia, a esperança murchava, o estresse se agigantava, e não havia como fazer o tal amor penetrante. Mas era justamente aí que eles praticavam o verdadeiro amor penetrante perfuro cortante do espírito, da alma. Na cama estreita de hospital, por mais de uma vez, eu os surpreendi com a bela senhora empoleirada ao lado de seu guerreiro gravemente ferido. Ela chorava quando não estavam próximos. Jamais chorava diante dele. Ele falava dela quando ela não estava presente. O nome dela era o que mais se ouvia na boca dele, tudo era motivo para pronunciá-lo, parecia trecho de uma das mais belas canções já cantadas. Um dia presenciei uma briga inusitada. O homem estava confinado ao leito por sua moléstia grave, mas estava, mesmo assim, furioso. Teve um desentendimento o casal. Ele a fez chorar. Era coisa de ciúmes, de vontade frustrada de serem novamente namorados amantes. Foi o que deu para captar no ar. Mas para o homem a coisa era seriíssima, mais séria que a própria doença; podem acreditar. Ele disse: _Chame Fulano, chame Cicrano, eu e ela vamos nos se-pa-rar. O homem falou tão serio que os anciãos da família, aflitos, já imaginavam o juiz de paz entrando ali no quarto do hospital para tentar conciliar o casal, e imaginavam também os advogados das partes em longas reuniões na sala de espera do hospital. Ficaram uns dois ou três dias naquela guerra encarniçada. Mas fizeram as pazes; sem namoro, sem umidade ou ereções fizeram as pazes. Foram felizes na alegria, e infelizes na dor, unidos na saúde e na doença, e relativamente separados pela "senhora" quando chegou o momento. Amor de verdade é mais que um culto às carnes, aos fluidos, a libido, aos desejos. Os românticos que me perdoem se fui ácido. Eu avisei na postagem anterior que poderia acontecer de eu ser. Mas só posso falar do que vejo. E é nessas horas de ferro e fogo que se prova se se possui um amor de verdade pelo outro. Paixão é muito bom, mas não é amor.

Obs. Clicando no selo do Top Blog, logo abaixo do meu perfil, e preenchendo os campos nome/email, você contribui para que este blog concorra ao Prêmio Top Blog 2010. E eu lhe agradeço grandemente.
ObsII. Estou agora, trôpego e errante, no twitter. Se quiser falar comigo lá é @Jefhcardoso74
ObsIII.Amigos, a Dóris nos enviou nos comentários um relato muito lindo que muito me emocionou. Indico que leiam todos os comentários, mas em especial este que a Dóris muito atenciosamente postou aqui. Abraço! Obrigado Dóris!

93 comentários:

  1. Amor é renuncia,
    sonho que voa com asas da doação
    mistério e clareza
    dia e noite
    serena tempestade
    coração partido
    mas inteiro por opção
    amar o amor sempre sem restrição.
    e amar o sonha de amar.

    ResponderExcluir
  2. Meu querido amigo
    Uma história comovente, realmente nas horas más é que se avalia o amor.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. Você então é fisioterapeuta...que legal.
    Estou em fase de recuperação de uma cirurgia no fêmur. Eu cair de moto e hoje uso uma placa e 10 parafusos. A minha primeira cirurgia foi ano passado, logo após a queda...tive uma recuperação tranquila (como muita fisio..que me ajudou muito), porém a calcificação estava muito lenta...estava colado um lado do osso, mas o outro esta lento demais.
    Com 09 meses (já esse ano), tomando banho dentro do banheiro cair e quebrei a placa...graças a Deus só foi a placa. O meu osso permaneceu da mesma forma, alinhado e colado um lado.
    Fiz uma outra cirurgia para troca da placa e o médico aproveitou e fez um enxerto ósseo, segundo ele para acelerar o processo de calcificação. Tenho 24 dias já em recuperação e esta sendo boa..graças a DEUS.

    Como funciona o enxerto? Você poderia me explicar um pouco, diante da sua pratica como fisio...?


    Abraços
    de luz e paz

    Hugo

    ResponderExcluir
  4. Oi Jéferson!
    Poxa, como é bom ler isto. Mesmo na dor encontra-se beleza, e a beleza a qual me refiro é o amor.
    Isto que você presenciou, eu também já presenciei, porém sem brigas, apenas o amor e carinho, e a união mesmo na dor. No início do mês de julho, meu primo teve que retirar um tumor do lábio. Como eu sou a desocupada da família, sempre me pedem para acompanhar os parentes nas internações, ou em simples consultas. O centro oncológico ficava em uma cidade distante apenas 40Km da nossa, mesmo não precisando que eu ficasse no hospital com ele, eu tinha que dirigir para ele após a cirurgia, mas acompanhei ele o tempo todo. Meu primo para não usar o plano de saúde, resolveu fazer a cirurgia pelo SUS, pois achou que faria a retirada do tumor e no mesmo dia iria voltar para casa, ledo engano o dele. Internação pelo SUS quer dizer ficar em quarto coletivo...em um centro de oncologia, somente pacientes com câncer. Bem, no quarto em que ele ficou havia mais um senhor, jovem senhor, 56 de idade, 4 meses antes tinha se submetido a uma cirurgia para retirada de um dos pulmões...somente dor. É estranho, mesmo sem me conhecer a esposa deste doente me contou toda a trajetória de dor. Como é terrível ver a dor de duas pessoas repletas de amor, que se amam, a esposa ver que a derradeira hora está batendo a porta, e mesmo assim tirar forças não se sabe de onde para apenas transmitir calma e carinho para o amado. Te garanto que foi uma longa noite, por sorte o paciente não viu as lágrimas da esposa, mas sei que as sentia, ajudei no que pude aquela senhora, e escutava os delírios do paciente, com sua voz fraca ele falava da luz, que a luz estava vindo. Ele tinha muita falta de ar, o oxigênio não ajudava, então eu me revesei com a esposa dele e ficava abanando ele, quando ele conseguia abrir os olhos e me via, ele falava: menina tu vais te cansar, teu braço vai ficar doendo, eu apenas sorria e brincava com ele falando: se eu cansar eu chamo o meu primo que está dormindo para ele nos ajudar, então ele sorria, e este sorriso dele para mim era gratificante. Apenas pela manhã ele foi levado para o CTI, ao nos despedir dei um forte abraço na esposa dele, desejando a ela apenas PAZ. Na semana seguinte quando voltei ao centro oncológico para que meu primo se submetesse à retirada dos pontos, fiquei sabendo que aquele senhor havia falecido logo após ter ido para o CTI, mesmo sabendo que ele não ia longe, assim mesmo fiquei triste, não por ele, pois ele atingiu sua PAZ, ficou sem dor, mas triste pela esposa que ficou, e pelos filhos. A dor da perda é sempre muito difícil de entender, ainda mais quando existe o verdadeiro amor.
    Jeferson, espero que não post este comentário, ele é muito longo, comentei contigo apenas para que tu entendas o que presenciei, porque sei que é verdadeira tua história.

    Um grande e forte abraço repleto de PAZ e serenidade para que tu possa transmitir isto aos teus pacientes, pois sei tbm, que muitas vezes a fisio ainda deixa mais uma parte do corpo dolorida, mesmo sendo feita da melhor maneira possível.

    ResponderExcluir
  5. ola, adorei o blog... tem um ar diferente

    dá uma passada no meu depois, ok?

    http://otaviomsilva.blogspot.com/

    forte Abraço

    ResponderExcluir
  6. Nossa que texto bonito... É o amor é algo muito inexplicavél...
    Andei meio sumida mas voltei, aparece pra me visitar
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Você não é acido... é verdadeiro.

    ResponderExcluir
  8. Olá Jefh! Como vai, amigo?!

    Faz tempo que não venho aqui! Ando mais agora escrevendo no Recanto do que aqui no blog.
    Emocionante esse texto, pois é fruto de algo recolhido da tua experiência. Há muita sabedoria quando se alcança esse entendimento de almas que se amam, um amor que vai além do prazer físico. Por isso que sempre digo que o verdadeiro amor não se reduz ao físico nem ao romântico, o verdadeiro amor é a aceitação de tudo o que o outro é, do que foi, do que será e...do que já não é...

    Fique com Deus, meu amigo das belas crônicas!

    ResponderExcluir
  9. Bom Dia Jefh,

    Simplesmente emocionante!
    Não foi ácido, não! foi real... este é o Amor real sem o mito do Amor romântico como Romeu e Julieta. Tudo que ocorre durante a relação é para o amadurecimento do Amor... e em se tratando das coisas ruins elas são igualmente importantes. Ultrapassamos estágios que mostram de fato nosso Amor pelo Amado(a)! Podemos perceber se é um Amor físico, financeiro ou Amor de verdade! É incrível, mas tem muitas pessoas que passam anos vivendo ao lado de alguém sem saber o que é um namoro ou um Amor real. Eu só vivi cinco e espero não mais encontrar este tipo de Amor. Com o tempo aprendemos a conhecer as pessoas e atitudes, fica mais difícil nos enganarmos... salvo, se a pessoa tiver uma carência muito grande e não souber administrar isso. Mas eu desejo para o mundo, somente Amor de verdade. Para o mundo e para mim!


    Um abraço com amizade e admiração meu amigo!!

    ResponderExcluir
  10. quando a gente ama..entrega-se a si mesmo pelo outro..
    não apenas para o companheiro(a),
    mas para todos aqueles que passam pelo nosso caminho..
    e como amar desse jeito?
    simples..
    estar em sintonia com o próprio amor..
    Deus.

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pela linda história Jefh. Iluminou o meu dia!

    http://omundoparachamardemeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pra ti também! Teu blog está muito bom!!
    Agradeço o carinho da visita e comentário.
    Estou te seguindo aqui agora!
    Beijo Azul!
    RO

    ResponderExcluir
  13. Esse é o verdadeiro amor. Aquele que nunca espera e sempre dá. Tenho medo de envelhecer ou adoecer e não ter quem cuide de mim... Pronto, falei.

    Beijos na alma!
    Layla Barlavento
    culpadowalter.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Que história linda! Concordo com vc, paixão não é amor. bjs!

    ResponderExcluir
  15. Obrigada pelo comentário.
    Faz todo o sentido, mas como é uma história inventada, a realidade só vive na mente de quem a lê.
    http://identidadepeculiar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. um desabafo um tanto veridico sempre é bom. parabens pelo espaço. http://twitter.com/adrielle_drih

    ResponderExcluir
  17. Sim, nas horas mais difíceis e que verdadeiramente o amor aparece; conheci um caso tão semelhante, o casal ficou firme e demonstrou todo amor do mundo, até o final.
    Que pena q teve um :( abraços.

    ResponderExcluir
  18. História linda.
    Deve ser difícil passar por uma barra dessas, e realmente concordo com voce, qdo você diz que é ai que sabemos quem nos AMA de verdade.
    Paixão, acredito que seja coisa que chega de uma vez, aquele sentimento que te dê deixa louca, desejo ..
    O amor é algo mais leve, que não te traz fogo, mas te traz paz.
    Você sente paz quando está com a pessoa amada!
    Saber se é paixão ou amor, não é tão fácil.
    Eu sofro as vezes com isso, mas voltando a parte boa.
    Amor é essencial, seja ele,amor de irmão, amor de mãe, namorado, amigo, enfiim ^^

    adoreeei seu blog, e to seguindo =D
    Obrigada pelo coments no meu

    ResponderExcluir
  19. É, realmente é uma história de amor de botar inveja em qualquer roteirista de novela!

    O amor tem muitas faces, se veste de várias capas, provoca as mais diversas sensações e transformações, nos faz tirar forças de onde nem sonhávamos possuir. O amor verdadeiro é doação, é renúncia, é entrega, é sentir o coração do outro bater em si.

    Beijo doce!

    ResponderExcluir
  20. Olá Jefh,belíssimo texto, falou de amor da maneira emocionante. Gostei mesmo. parabéns!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  21. Jefh...
    Acho que Amor...
    não se avalia...
    em hora nenhuma...
    Amor...
    se vive...nas horas...
    boas...ardentes...
    más...pedantes...
    paradas...vulcânicas...

    beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  22. Valvesta, lindo o seu modo de ver o amor. Parabéns! Grande abraço e obrigado por enriquecer este espaço!

    Sonhadora, obrigado por participar a sua comoção! Grande abraço e que viva o amor em nossas vidas!

    HSLO: poxa Hugo, que pedaço difícil você vem atravessando, amigo. Força, cara! E boa recuperação, com a graça de Deus, meu querido! O enxerto faz a ponte óssea, ele liga uma extremidade à outra, isso para evitar que ocorra o fenômeno da pseudoartrose (consolidação das extremidades separadas), e também minimiza algum encurtamento que possa resultar da fratura, mas tudo isso é muito relativo. Casos só podem ser avaliados particularmente e criteriosamente. Aqui comentei apenas as questões básicas de uma enxertia. Obs. Qualquer coisa mais relacionada ao assunto, se eu puder ajudas, add o meu hotmail. É jefhcm@hotmail.com (uso muito pouco, entro raramente, mas seria um prazer conversar em alguma ocasião) Abraço, Valoroso Hugo!

    Dóris, é lindo o seu trabalho na sua família. É dos mais importantes para a família, não tenha dúvida. Estranho o relata assim, sem conhecimento prévio, porém as pessoas precisam compartilhar suas dores, Dóris.
    Termino de ler sua postagem e, mesmo eu que convivo diariamente com essas realidade, emocione-me. Pensei: “Deus te abençoe muito Dóris, pois você é linda!”
    É isso Dóris, precisamos mesmo amar as pessoas. Amar os nossos amores. Amarmos a nós mesmos. E quem acha que o mundo é apenas frieza, deveria dar uma chance aos olhos da alma. Dóris, eu adoraria postar o seu comentário, mas como você disse que talvez não desejasse eu aguardarei uma autorização sua. Fique à vontade. Mas se me permitir farei mais; gostaria de colocar uma obs. ao final da postagem chamando a atenção para ele. Aguardo sua resposta. Abraço, linda!

    F. Otavio M. Silva, sentiu a atmosfera? São meus amigos. (sorrio). Obrigado pela visita, e será um prazer atender ao seu convite. Abraço!

    Luális Rosa, eu navego muito pouco. Faço uma média de 5 visitas ao dia para divulgar o blog, mas adoro lhe visitar. Não repare quando não vou. Não é por faltar saudade. E não some mais não. Senti a sua falta. Abraço!

    Gabiii, obrigado pela compreensão, linda! Abraço!

    Oh! Ester, linda! O amor é essa aceitação prévia, perene/futura. Lindo o seu amor! Some não. Você é muito importante para este blog. E muito obrigado pelo carinho para com minhas crônicas. Grande abraço!

    Pat. , fico honrado por você sentir amizade ao ponto de compartilhar aqui neste espaço algo tão seu. Que você encontre todo o amor do mundo. A admiração é toda minha por você. Grande abraço, linda!

    Solange, sim. Deus é o amor. Falarei disso na próxima postagem. Falarei de Coríntios. Abraço, querida, e muito obrigado por sua atenção!

    Dani Gomes, que coisa linda. Que o seu dia brilhe sempre, sempre, sempre... Obrigado! Abraço!

    RosanAzul, muito obrigado por sua atenção e generosidade para com o blog. Beijos azuis, Ro!

    Layla Barlavento, não tenha receio em dizer. Compartilho igualmente do seu medo. (rindo bem). Beijos, linda!

    Soraya, paixão é muito bom, mas o amor é essencial. Abraço!

    Hellen G., sim, isso é mesmo verdade quanto à ficção, porém hoje eu só fiz contar um fato ocorrido. Pode crer, linda. Abraço e obrigado por toda sua atenção!

    Adrielle, fico feliz que tenha achado bom. Obrigado por sua atenção. Lhe visitarei no twitter. Até!

    Celinha, eu também lamento quando um grande amor termina assim. Lamento sempre. Abraço e obrigado!

    Loirinha;*, sim, sentimos paz junto de nosso amor. Isso foi muito bom de ler. Abraço e muito obrigado por compartilhar aqui e apoiar este blog. Abraço!

    Pérola, sim. “O amor é sentir o coração do outro bater em si”. Muito obrigado linda. Beijo doce!

    Brunno Leal, obrigado, cara. Fico feliz que tenha gostado. Um grande abraço, amigo!

    Leca, amor pra toda hora. É isso aí. Beijo, linda!

    ResponderExcluir
  23. Sempre me emociono com as histórias dos pacientes, reconciliações, conversas sinceras, é sempre bom, infelizmente muitas pessoas precisam passar por essas situações para dar valor a algumas coisas ou perceber o que realmente sentem. Belo texto.

    ResponderExcluir
  24. Linda história , belo texto. Blog incrivel Parabéns!
    Um super beijo!

    ResponderExcluir
  25. Definitivamente a paixão não é amor.
    E claro que os românticos são mais reconhecidos dentro de um amor abstrato. O que se viu nesse relato foi a dura pena dos dias, a realidade que nos aponta o dedo na cara. Não acredito que o amor necessariamente precise de provas, apenas uma autentificação de companheirismo, que no final, é a única coisa que sustenta um relacionamento de longos anos.

    Obrigado pela visita. Vou voltar sempre por aqui.

    ResponderExcluir
  26. Estou me tornando leitora assídua do seu blog! ;)
    E essa história é linda! Estou buscando entrar no curso de medicina, é difícil, mas eu acredito que vou conseguir! Então, espero encontrar na minha caminhada como médica que serei, histórias lindas como essas, e também viver um amor bonito!
    beeijos
    larissatenorio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Jefh,
    Meio que vagando por entre as diversas abordagens possíveis ao seu relato (emocionante, por sinal), fiquei pensando...

    A Paixão é o ensaio do Amor, mesmo. A Paixão é o ensaio de uma peça definitiva do Teatro da Vida.

    A Coragem e a Altivez do Guerreiro, bem como a inteligência e a leveza da Donzela (virgem e casta, mesmo que de coração, o que é o mais importante) se misturam como ideais na Paixão. Quando, já na Paixão, esses ideais se desvirtuam ou deixamos que sejam sufocados pelo egoísmo e falta de entrega, a Paixão acaba e a peça é frustrada, torna-se um aborto. Quando evoluem e crescem, agiganta-se e dá frutos, permitindo um dueto apoteótico, como o relatado por você.

    Paz pra você e um excelente fim de semana! Abçs!

    Ebrael.

    ResponderExcluir
  28. Oi, você passou pelo meu blog há um tempo atrás, falando sobre parceria. Desculpe a demora, mas queria te dizer que sim, eu e minha colega de blog, acharíamos muito legal fazer esta parceria. você tem banner? se tiver, posso colocar ele na parte reservada para parceria no meu blog. se não, acharemos um jeito de deixar um link pro seu blog, no nosso. se ainda estiver interessado, passa lá no blog e deixa um comentário.
    afnaofuieu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Sem dúvida quando em dificuldades percebemos se há amor. É a velha história de saber empregar essa "palavrinha"... A cultura do "Maior Amor da Vida do Mês Passado" impera e banaliza o sentimento. Amar é um exercício de permissividade enorme! E para poucos...

    Embora meu comentário possa corresponder em acidez (rs), acredito no amor! :)

    ResponderExcluir
  30. Ah, mais uma vez um post muito bom, Jefh! :)
    Gosto muito de visita-lo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  31. Nossa, que história mais linda! E com essa frase você a fechou com chave de ouro, com toda a razão: "Paixão é muito bom, mas não é amor."

    ResponderExcluir
  32. Jefh, texto lindo e verdadeiro...
    A história e a mensagem...
    Parabéns...
    Faz a gente refletir sobre nossas vidas e o rumo das nossas escolhas...

    ResponderExcluir
  33. Olá! Quero dizer que seu blog também é maravilhoso! Já estou aqui te seguindo e será um prazer se me seguires também!

    Ana Bia

    http://um-cantodemar-pra-se-viver.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Uma visão verdadeira de amor. De que vale tantos relacionamentos de prazeres efêmeros, comparados a uma uniao de respeito mútuo.

    Parabéns, Caro!Mesmo! A sua visão é muita centrada, muito consciente da importancia que o amor faz na vida das pessoas.

    O seu texto não é ácido.
    Mas permita-me dizer que é afetuosamente agridoce.

    Um grande abraço,
    obrigado por ir no Caminho, e me mostrar o caminho pra chegar até aqui.

    ResponderExcluir
  35. Olá Jefh, Como vai amigo?!
    muitas saudades...fui esqueçida mas tudo bem rsrsr.
    que linda historia!! comovente alias tudo aqui é perfeito...
    vim desejar um otimo dia dos pais para você e seus lindos filhos que sejam muito felizes.
    deus os abençõe.
    otima semana com carinho e bjos.

    ResponderExcluir
  36. Amor não é só sorrisos, flores, diversão;
    amor é principalmente doação, renúncia...

    Obrigada pela visitinha!
    Tenha uma ótima semana!
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  37. Olá... boa noite, obrigada por sua visita em meu blog... fiquei muito feliz com seu comentario... adorei seus textos... parabéns vc escreve divinamente...
    com carinho... Diario de uma bruxa

    ResponderExcluir
  38. Oh Jefh, obrigada por tar lá meu cantinho dos mimos. Tem o outro mesmo ao lado que é onde escrevo quase todos os dias, se quiser ver...
    http://seda7selvagem@gmail.com/

    O seu post:
    Parabens pelo seu trabalho, são ocupações que nos tornam mais humanos, o contacto diário com o sofrimento alheio, que passa a ser um pouco nosso também..., é também de amor que se trata, o acto de cuidar de quem sofre!
    E a verdade Jefh, é quase sempre ácida, mas há que não esconde-la nunca.
    Amar nunca foi fácil, mas é muito bom quando se consegue de verdade!
    Gostei muito da tuaa página.
    Obrigada
    Beijo.

    ResponderExcluir
  39. Parabéns pelo blog!!!

    Estou seguindo.....

    ResponderExcluir
  40. jefh! obrigada pela visita no meu zonzóbulando...
    eu entendo seu ponto de vista, mas pode se despreocupar..pois o zoológico daqui de recife, é muito legal..eles cuidam bem de tudo..
    alimentam direitinho, inclusive enquanto eu estava lá foi no horário de fazerem a limpeza na parte de trás e alimentarem os bichos.. sem falar que lá na parte dos felinos, tinha um tigre que viveu por 18 anos em um circo..daí o Horto do dois irmãos(zoo) trouxe ele pra cá.. ele é cego das duas vistas e da cintura pra baixo, tem a pelugem preta, esfumaçada, em vez de preta e laranja, por causa dos mal-tratos do circo..fogo, produtos quimicos..etc..eu nunca vou a circos que tenham animais. e eu sou apaixonada por circo..mas não com animais..
    e agora esse tigre vive sob os cuidados do zoo. e ele é muito bem tratado lá.. o zoológico daqui, sempre que pode pega os bichinhos que são mal-tratados por aí..
    é isso aí..
    vou nessa..
    pode ficar despreocupado.
    :)

    ResponderExcluir
  41. Amor é mesmo algo que não se explica. É amor `a moda antiga. É profundo, é além da carne e além do espírito. Difícil mesmo é amar sem abdicar de certos caprichos... Obrigada pela nota no meu blog. Um abraço, MissCris

    ResponderExcluir
  42. Jefh.....Em primeiro lugar, parabéns pelo seu blog, maravilhoso entrei para dar uma olhadinha..mas foi impossível....fiquei horas e horas lendo. Parabéns!!!! Adorei...estarei sempre por aqui!!!
    Quanto ao meu blog, obrigada pela visita e sempre que quiser sinta-se a vontade a aparecer..comentar, serás sempre bem vindo!

    Tenha uma ótima semana , abençoada por Deus!

    Gr Abraço!

    ResponderExcluir
  43. Renato Orlandi, sim. Há horas em que não há como fugir das nossas verdades. E é nessas horas é que melhor nos conhecemos. Obrigado, amigo. Grande abraço!

    (-), obrigado! Bondade sua. Grande Abraço!

    (Luuuuuua), obrigado! Grande abraço!

    Rafa, fico feliz que tenha gostado. Muito obrigado! Super beijo!

    Brunno Lopez, sou eu quem lhe agradece por sua atenção e por compartilhar o seu amor aqui, amigo. Grande abraço e volte mesmo! Será um prazer.

    Larissa Tenório, linda profissão você escolheu. Desejo sucesso nesse seu intento. Certamente você irá se confrontar com muita humanidade e situações de emoções extremas. Esteja sempre atenta para o outro ser humano. Abraço e sucesso, linda!

    Ebrael, sim, a paixão é o ensaio do amor. Um coração virginal, um amor real e de dimensões teatrais... Obrigado por compartilhar seu amor aqui, amigo. Fico honrado. Paz! Feliz Dia dos Pais! Abraço, Ebrael!

    (Adriana), agradeço por sua atenção e por lembrar. Conte comigo sempre. Grande abraço!

    El Bailaor, “Maior Amor da Vida do Mês Passado”. (sorrio). Isso foi a cara de nossos tempos. Tudo em embalagens que facilitem o consumo. Ótimo! Um abraço ácido pra você! Gostou muito quando me visita, Bailaor. E viva o AMOR e os amores!

    Camila, muito obrigado! Você é muito gentil. Abraço!

    Deborah Simões, que bom que meu texto lhe alcançou. Estou feliz. Abraço e muito obrigado, linda!

    AnaBia, agradeço por sua atenção, por seu carinho, por seu convite. Muito obrigado! Abraço!

    Willyan Luemi, você não comentou, você retemperou o meu texto. (sorrio). Ótimo. Ficou melhor. Obrigado e um grande abraço, amigo!

    Rita, muito obrigado, linda! Que os pais de sua vida também tenham tido um ótimo dia. É isso que lhes desejo sinceramente, amiga. Não suma. Eu já disse: postagem que você não comenta não é postagem completa. Abraço e ótima semana, Rita!

    Cecília, sim. O amor é tudo isso mesmo. Sou eu quem lhe agradece, linda. Tenha uma ótima semana. Abraço!

    Poema as Bruxas, obrigado por seu carinho e atenção. Divinamente é muito. Não mereço. Você é doce. Grande abraço e tenha uma ótima semana, querida!



    OutrosEncantos, sim. O amor se apresenta em diversas formas. É muito bom quando o presenciamos, bem como quando o vivemos. Obrigado por seu carinho e por seu convite. Irei assim que puder. Grande abraço e tenha uma ótima semana!

    Maurício Canuto, obrigado por sua atenção e apoio, amigo. Espero que goste daqui. Abraço!

    Tati_Nanda, obrigado por sua atenção. Eu tenho certeza que há muito mérito no trabalho do pessoal do Horto do Dois Irmãos. Quando falei que não curto zoológicos não quis lhe desagradar, sei que o tema é delicado, apenas expressei um ponto de vista. Prefiro animais soltos em seu habitar natural e não presos, mas é claro que existem os que são dependentes de cativeiro por diversas razões, e um zoo que os trata e os dá conforto merece todo respeito. Obrigado! Um grande abraço e tenha uma ótima semana!

    Miss Cris, para amar temos mesmo que estar vestidos e revestidos de amor. Abraço!

    Déia Tariga, muito me honra saber que dedicou seu tempo lendo aqui no blog. Muito obrigado por este carinho e por esta atenção! Sou eu quem lhe agradece pela visita, e irei ao seu com todo o prazer. Ótima semana, bênçãos de Deus, e abraços!

    ResponderExcluir
  44. Amor é se importar verdadeiramente com o outro, ao contrário da paixão, que tem uma pitada de egoísmo.
    Em um casal, seria perfeito se amor e paixão andassem sempre juntos, mas é raro. A paixão vai embora com o tempo e o amor é quem (em alguns casos) fica presente até o último minuto.

    ResponderExcluir
  45. Olá,
    Emocionante e comovente a história que vivenciou, realmente é nestas horas que podemos avaliar o tamanho do amor verdadeiro.
    Você é uma pessoa sensível, continue assim.
    Sucesso.
    Um abraço
    Eliana Delatorre

    ResponderExcluir
  46. Amor, é sempre contraditório e totalmente envolvente.
    Desculpa a demora por retribuir sua visita ao meu blog SegredosAdocicados (Sophias'Lu), adorei suas palavras. Obrigada pelo carinho.
    Agora, não mais postarei nesse blog e sim, no Menina Bordada (www.menina-bordadaa.blogspot.com). Te espero por lá também.

    Te sigo. Gostei muito do seu canto. Parabéns.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  47. Olá. boa tarde.
    sim eu consegui a missão impossível... mas comparada com o que acbei de ler não vale nada.
    o seu "relato" foi tão intenso que nos transporta a uma realidade que pensamos ser só dos outros... vim aqui por curiosidade e agora vou segui-lo;)
    não haja dúvidas que o Amor quando verdadeiro é eterno.

    ResponderExcluir
  48. TODAS AS POESIA MERECE ATENÇÃO E NÃO CRITICAS, ADOREI TUDO QUE VI, ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  49. Gostei do blog, mas esse fundo preto atrapalha e cansa minha visão.

    De qq sorte, o q é o amor? Se fosse apenas paixão nao teria durado mais q uma década. ABS

    ResponderExcluir
  50. Retribuindo a visita... Numa passada rápida de olhos, percebe-se que há muito a ser lido.

    Quanto ao amor... diz-se: "Que não seja imortal, posto que é chama. Mas que seja infinito enquanto dure."

    Vinícius já havia bebericado de certo realismo ao falar de amor, e nem por isso deixou de ser lindo. O amor combina com tudo.

    ResponderExcluir
  51. Muito interessante sua história.. e por mais "ácida" que ela seja, é feita de mais pura verdade.

    A acidez é sentida naqueles que fazem da mentira uma verdade irrefutável.

    =)

    ResponderExcluir
  52. Muito obrigada pela visita no meu blog, me encantei com teus textos! Parabéns!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  53. Olá,Boa tarde!!
    Obrigada pela sua visita ao meu blog, você sempre será muito bem-vindo!
    Amei seu blog, você escreve maravilhosamente bem... Serei sua seguidora, tenho certeza que aprenderei muito com você.
    Brevemente serei sua colega de profissão, sou estudante de Fisioterapia com muitooo amor...Amo está profissão!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  54. Seguindo... q blog "rico"
    parabéns !

    ResponderExcluir
  55. Não vou escrever mto ate mesmo pq meu comentário passara despercebido entre tantos.

    Apenas... parabens =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  56. Obrigada pela visita ao meu muquifo!
    adorei seu comentário.

    bjusssssss

    ResponderExcluir
  57. oi jefh! obrigada pela visita no meu blog! adorei o seu cantinho aqui.. parabens! me diverti muito lá na flip.. ano que vem tem mais, quem sabe nesse você vai em? rsrsrs um abraço... Anne Luka
    www.anneluisebr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  58. Nos emociona mesmo..

    Adorei como você escreveu!

    tenha um lindo dia, jefh

    ResponderExcluir
  59. Que bom qure voltei e encontrei minha prometida e bela história de amor... tão bem descrita que quase pude sentir o cheiro de hospital e gostinho de sal causado pela dor e tvz também pelo soro...
    Não que seja uma história triste, ao contrário, é amor, doação...e é muito importante que você tenha tido a delicadeza e generosidade de dividi-la assim...
    Realmente paixão é uma delicia de ser sentida, inegavel porém que dure tão pouco tempo.. Menos que uma lágrima contida de quem ama incondicionalmente!
    Adoro aqui...
    Volto sempre!Parabéns!
    Beijos!
    Aline Morais Farias
    Blog: Periódico Subversivo
    http://alinemoraisfarias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  60. Olá Jefh, Promete que ai acompanhar seus textos, estou aqui!

    Gostei muito da história, realmente só reconhemos um sentimento puro, nos piores momentos, quando mais precisamos.

    Ah.. se ser ácido para ti significa ser sincero, Bem vindo ao clube! rs.

    Abraço

    ResponderExcluir
  61. Antes de mais nada, agradeço a visita no meu singelo blog.
    E aproveito pra dizer que seu último post é mto bacana! Vou passar a acompanhar.Beijs

    ResponderExcluir
  62. Não foi ácido. De modo nenhum! Muito pelo contrário. Foi polido, doce e sutil. Escreveu sobre o amor ainda que não o citando explicitamente em cada frase, mas ainda assim dava para vê-lo rodeando as ideias e os propósitos do texto. Adorei!

    ResponderExcluir
  63. Jeferson, você está de parabéns acho que você também podia ser psicologo pois sabe entender tudo o que se passa e concerteza tenta ajudar quem está ali desabafando nas suas sessões de fisioterapia, portanto tudo o que você escreveu no tema OS NAMORADOS relata um pouco do que vivemos hoje em dia nós seres humanos precisamos motiva sempre quem está presente com a gente tanto amigo,família, namorado,vizinhos ...Enfim eu adoro tudo o que você escreve você é uma pessoa com uma cultura muito grande continue sempre assim..
    Bejos-FELICIDADE SEMPRE !!

    ResponderExcluir
  64. Sá Luz, sim. É tudo verdade. Agradeço por compartilhar aqui também o seu amor consciente. Abraço!

    Mais Equilíbrio, obrigado. Você é muito gentil e observadora. Um grande abraço e sucesso para você também, Eliana!

    Thammy, obrigado por compartilhar aqui. Irei ao seu novo endereço. Sucesso! Abraço!

    Apenas eu, obrigado por sua atenção, carinho e apoio. Fico feliz que tenha refletido no texto. Abraço!

    Marquinhos Poesia, obrigado por compartilhar aqui o seu ponto de vista. Grande abraço, amigo!

    Priscila Leandro, o amor é tudo, e dure o tempo que durar, vale por uma vida inteira. Abraço, Priscila, e espero que não deixe de me visitar devido ao fundo preto. É que já tentei mudar, porém não me identifiquei com as mudanças. (sorrio). Obrigado!

    Nina, Vinícius é fantástico e o amor é tudo. Abraço e muito obrigado pelo doce comentário, linda!

    Clara, muito obrigado por sua atenção. Abraço com ph neutro! (sorrio).

    Anna Laura, encantado fiquei eu com o seu desprendimento. Você é muito gentil. Abraço e obrigado!

    Maria Borges, que legal! Está em qual ano? Seja bem vinda. Ao blog e a profissão. (sorrio). Abraço e até!

    Marina, mais rico agora com a sua presença, linda. Abraço e muito obrigado por sua atenção e apoio!

    Cáh, o seu comentário muito me agrada, pois escrevo mesmo para ser lido e quando comentado o prazer é dobrado. (sorrio). Obrigado e um grande abraço!

    Nane Marins, foi um prazer estar em seu muquifo, é um cafofo muito aconchegante. Abraço!

    Anne Luka, que Deus te ouça, pois é um de meus sonhos estar em uma Flip. Parabéns! Abraço!

    Karine Melo, obrigado! Você é linda! Grande abraço!

    Aline, muito obrigado por compartilhar aqui até a sua sensação gustativa durante a leitura. Achei fantástico, incrível. Fico muito feliz que tenha sentido o quanto doei de minhas percepções para contar esta história. Sinta que é sua, nossa, de todos que lêem e sentem. Abração, linda!

    Guilherme Fraga, obrigado por sua atenção, e que nossa acidez perdure e resista. (sorrio). Abraço, amigo!

    Aninha, obrigado pela atenção, pelo carinho... Conto com o seu apoio. Foi um prazer estar em seu blog. Um grande abraço!

    Luiza, obrigado pela delicadeza do polido, doce e sutil! Fico feliz que o amor subentendido tenha lhe alcançado nas palavras. Grande abraço e conto com você!

    Gabi, menina Gabi, que alegria imensa receber o seu comentário cheio de carinho aqui no meu espaço! Espero contar com as suas palavras por muitos outros textos. Você é linda! Grande abraço e conto com você!

    ResponderExcluir
  65. Olá meu querido, como vai tudo!
    Saudade viu, mas como já falei anteriormente, nem todos os amores conseguem extrair o mel do osso, não é mesmo.
    A verdade é que a teoria do amor é bem mais fácil que a prática, infelizmente.

    Beijinho no coração.

    p.s.: como não voltei a falar de Rubem Alvez, falo de Rubens Fonseca, serve! Assisti ontem no Jô uma entrevista com o filho dele, Zéquinha Fonseca que está lançando um livro "Pandemonium" ( origem inglesa essa palavra, não é do latin) foi ele quem disse, mas me parece ser um estilo do qual eu não vou gostar, muito mundano os fatos e o palavriado. Ô fofoqueira eu,rs.

    ResponderExcluir
  66. oi!!
    mas bah!!! agradeço a tua visita no meu blog.

    E tenho algo a te dizer: Adorei o teu blog, o jeito que se expressa e por óbvio, os teus textos.

    *.*
    Carol

    ResponderExcluir
  67. Retribuindo a visita(Risos) Eu ainda prefiro sonhar a encarar uma realidade tão brusca.... Mas entre elas encontramos jovens talentos num espelho gigante assim como vc... Maquinas de amor. Beijos fica na paz.

    ResponderExcluir
  68. Já me considero sua amiga,e como tal só tenho agradecer tudo o que você escreve. Você é um doce, obrigado...

    ResponderExcluir
  69. Na minha idade, ainda muito nova para ter um amor desses, creio que há uma característica semelhante em todas as histórias da amor: os dois dão coisas diferentes, na mesma medida.

    Espero dar dessa forma, um dia. E receber na mesma medida.

    Obrigada pelo comentário, é muito gentil.

    Beijinhos,
    Rita

    ResponderExcluir
  70. Que historia comovente. Além de inquietante, será que todo mundo tem um amor desses? Enfim, deu um brilho lindo ao meu final de dia. Lindo texto, mesmo mesmo!

    um beeijo

    ResponderExcluir
  71. Esse texto é muito bom!
    "Amor de verdade é mais que um culto às carnes, aos fluidos, a libido, aos desejos."
    È pena tive q sofrer na pele pra aprender essa grande lição que esta nessa frase...
    Gostei muito viu!

    ResponderExcluir
  72. Poxa, que legal você compartilhar aqui, Fátima! Não sabia do lançamento deste Pandemonium. Mas do amor é impossível falarmos tudo, então falemos o quanto der, seja do mel do osso, ou do osso do osso, falemos. [sorrio]. Abração e muito obrigado!

    Malukete Carol, obrigado guria! Fico feliz que tenha gostado. Você volta? Abraço!

    Marisa Torres, [sorrio], obrigado por seu comentário. Sim, sou uma máquina. Beijos e paz também.

    Alice Athenas, você é muito gentil, amiga. [sorrio]. Sou eu que agradeço por tão delicada atenção. Abração, linda.

    Rita, obrigado por seu doce e atencioso comentário em meu texto “Os Namorados”, esse texto é muito especial para mim, tive muita alegria por tê-lo composto. Abraço desde o Brasil!

    Thainara, não sei. Mas fico feliz em saber que acrescentou brilho ao seu dia. [sorrio]. Abraço e muito obrigado!

    Daise, às vezes é difícil o aprendizado. Fico feliz que tenha gostado. Obrigado por sua atenção. Abraço!

    ResponderExcluir
  73. olá Jef,não sei se posso chama-lo assim...somente neste momento....indo viajar para paris tomei conhecimento do seu blog,pois estava passeando pelo blog do flavio e li seu comentario e,lá, descobri o seu....espero que não se importe....(é porque não pedi a sua permissão,mas sei que se vc não gostar vc pode apagá-lo)mas vou comentar....pelo menos esse texto....até onde der,pois estou indo para o aeroporto....com esse texto vc deu um soco na boca do estomago de seus leitores pelo menos foi que senti.....e só senti isso poucas vezes...uma vez em 1999 quando meu avô faleceu e eu não estava por perto(ele em paris e eu no brasil) quando recebi a noticia,senti uma dor tao grande que perdi totalmente o folego.....chorei muito,pois me orgulhava muito de ser a neta de um dos homens mais importantes....sofri muito...em 2003 perdi a esposa del,a minha querida avó....uma mulher inteligente ,bonita e muito importante também ( e uma vez mais eu estavalonge...eu no brasil e ela em paris....tambem novamente recebi o tal soco na boca do estomago como hoje.....sofri demais....em 2004 numa manhã de fevereiro perdi meu rumo totalmente....perdi uma grande mulher de minha familia...e como das outras vezes.. recebi aquela dor na barriga que parecia que o mundo estava acabando....fiquei tão desnorteada que corri...corri....sem rumo....certo....queria que essa dor passasse,então quando estava exausta sentei-me e chorei ...chorei a perda da poesia...dos meus momentos magicos e transgressores,das tardes em que eu tocava piano para ela,ou que declamava em frances poesias...só para chamar a sua atenção...não fui ao enterro como das outras vezes....não sei o motivo śo o que sei que naquele dia as minhas pernas não me obedeceram....e durante um ano usei preto...em sinal de protesto pela partida dela....senti-me sozinha abandonada e sem companhia....chorei muito,sofri muito ...e no começo do ano minha querida prima Julianaé internada as pressas....exames...medicos em volta....palavra maldita e outra vez soco na boca do estomago...minha querida prima????não !!!!!ela esta viva lutando muito pela sua vida .....mas cada vez que eu a vejo sofrer....eu recebo o soco que vc me deu ao ler esse texto denso, devastador .....que prova que na alegria e na dor temos que nos unir ainda mais....a minha prima é tão corajosa que não contou aos pais que muito em breve.....acontecerá a sua mudança....e uma vez mais o amor....está aí....provando que quando há amor....as vezes tambem tem sofrimento,dor,abandono....e abnegaçao...a lição que trago comigo???? é amesma da musica ..."é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã.....""" e é o que faço sempre ....nessa pequena experiencia de vida que meus 17 anos trouxeram.....lindo texto.....neste momento estou chorando pois vc acabou de me dar todos os socos que havia descrito ...e mais um ao ler o seu texto....um beijo da amiga clarissa

    ResponderExcluir
  74. olá novamente...esqueci de me apresentar....foi eu que ecrevi o ultimo comentario e assinei...me chamo Clarissa e estou no livreiro do seu amigo Flavio Nunes.....Tens livreiro????caso positivo...podemo ser amigos????? parabéns pelo blog e um grande beijo....Clarissa
    em tempo....voltarei mais vezes.....para receber,não só socos,mas tambem palavras que me conduzam pelo mundomagico das palvras que todas juntas formam vida....diversas vidas!!!!!Meu email...clarissaapvh@hotmail.com

    ResponderExcluir
  75. Clarissa, de modo algum minha intenção era socar o estomago de uma leitora tão delicada como você. Eu queria mesmo era tocar suavemente, porém profundamente o interior de quem eu conseguisse alcançar. E sei que alcancei. Pois receber comentários em textos que já estão com alguns dias de publicação é algo muito prazeroso, quando vem com uma carta comentário linda como essa que me enviou, é mesmo uma grande honra. Fico muito feliz e grato por ter-me achado digno de receber este lindo relato. Quero muito ser seu amigo sim.
    Não sei o que é livreiro, seria o mesmo que seguidores? Podemos ser amigos sim. Vou lhe enviar uma solicitação para amizade no hotmail. Abraço!

    ResponderExcluir
  76. Roderick, é muita sensibilidade de sua parte vir comentar essa postagem, e a maneira como comentou. Você me trouxe de volta a um dos melhores momentos do meu blog. Tenho um carinho especial por esta postagem. Obrigado!

    ResponderExcluir
  77. Tudo nesta vida passa....o que permanece é o amor, este verdadeiro, que conta as histórias, acompanha a saudade e revela a verdade.
    Abraço a todos!!

    ResponderExcluir
  78. Roderick, é muita sensibilidade de sua parte vir comentar essa postagem, e a maneira como comentou. Você me trouxe de volta a um dos melhores momentos do meu blog. Tenho um carinho especial por esta postagem. Obrigado!

    Roberto e Glauce, que o amor seja constante em nossas vidas, amigos. Abraço e obrigado por vosso carinho e atenção!

    ResponderExcluir
  79. Obrigada por seu comentário ao meu Blog, e sua preciosa Presença.
    Parabéns pelo seu blog,
    Beijos carinhosos...


    http://www.youtube.com/watch?v=db96EPXK_o4

    ResponderExcluir
  80. Olá, antes de tudo, muito obrigada pela sua visita ao meu humilde blog.
    Estive lendo seus textos, e percebi a bagagem sentimental que você carregar. Creio que a medicina e a escrita devem andar juntas, uma complementando a outra.
    Aliás, que texto mais lindo. Pena que os casamentos hoje em dia não são tão puros e duradouros como os de antigamente. Porque amor que é amor dura a vida inteira. Belíssimo texto.
    E parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
  81. Realmente o amor ultrapassa fronteiras de prazeres carnais. Nenhum toque, nenhuma aproximação, somente a distância, o olhar e a aflição provaram o quão grande e verdadeiro é o amor prometido.
    Meus parabéns pelo blog histórias lindas.
    Confeço que me atentei a ler este por fases de angustia amorosa, sem perder a fé e sem desacreditar no amor.UM ABRAÇO E SUCESSO

    ResponderExcluir
  82. UmCoraçãoQueTransborda, sou eu quem lhe agradece. Você é muito gentil.
    Abraço!

    Maria Isabel, a Fisioterapia tem me dado a oportunidade de conhecer de perto a realidade de pessoas que viveram em outros tempos. Não diria melhores ou piores, mas diferentes certamente. Obrigado por seu carinho e atenção. Grande abraço!

    Camillarochak, obrigado! Grande abraço!

    Inês Correa, muito obrigado! Grande abraço!

    Hyslla Reset, espero que você supere bem o seu momento difícil. Obrigado por seu carinho e atenção! Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  83. O amor verdadeiro se concentra é nos momentos dificeis,concordo com vc.
    Tenho certeza que esse sentimento se fortaleceu mais ainda.
    To subindo rs e adorando é claro.
    To lendo tudinho rs.
    Beijokas millll

    ResponderExcluir
  84. Jefh..

    Não acho que vc foi ácido. Vc foi verdadeiro.
    O amor ramantico, este dos contos de fadas..este passa...passa não,s transforma.
    O amor verdadeiro é aquele que fica, sem ilusões, sem cobrança, é vc torcer pelo outro, caminharem juntos., confiança, ouvir..
    O amor romantico é ilusão. ´Paixão, que muitas vezes se confunde com amor.
    O amor incondicional é diferente.
    Vc ama..simplesmente pq vc tem amor pra dar. Sem megosimo e com muita compreensão.. e um tantinho de paciencia, é claro..rs
    Ama-se a vida, o trabalho, a vocação..

    Mas de vez enquando a gente sente falta de um pouquinho de amor romantico...mesmo sabendo que é ilusão.

    Espero ter conseguido passar ao comentário o que pensei, o meu raciocinio.

    Então... Brad Pitt é feio...hahã..sei...


    Ah...queria te pedir..Leia por favor..a postagem de ontem, veja o video que complementa a postagem. O CANTICO DA TERRA.
    Meus seguidores gostaram muito. Espero que vc gosta!!
    Um beijo..meu amigo ESCRITOR!!

    Ma

    ResponderExcluir
  85. E agora? Fiquei muda...só agora estou tento oportunidade de ler e com certeza não é por acaso que aqui estou...lendo, lembrando...chorando até e porque não...Jefh, eu vivi um amor assim, quatro anos de casada, uma filhinha de dois aninhos...E derepente o diagnóstico que ninguém quer ouvir, nem ler...
    Foram poucos dias e ele partiu, viajou antes de mim ousaria afirmar...Tenho certeza, um dia mais cedo ou mais tarde viajamos retornando a verdadeira Pátria...Foi um desáfio que a espiritualidade amiga me proporcionou...Aceitei o desáfio...Continuei vivendo!!!Hoje 20 anos já se passaram, filha criada, casada, vivendo também a sua história de AMOR! Perdoe meu desabafo...não poderia deixar de compartilhar...
    Linda ....linda e real sua crônica...Você é muito especial meu amigo (já posso chamá-lo assim?)Um abraço e muita luz na sua vida!

    ResponderExcluir
  86. OLÁ JEFERSON !!! ADOREI O SEU O BLOG E AMEI O TEXTO DESTA POSTAGEM. VIREI SUA SEGUIDORA RSRSRS...
    AGRADEÇO SUA VISITA E O COMENÁRIO QUE DEIXOU NO MEU BLOG, EU SOU APAIXONADA PELO CALVIN E HAROLDO DESDE A MINHA ADOLECENCIA E ATÉ JÁ FIZ UMA TATOO DELES.
    QUE SEU FIM DE SEMANA SEJA MARAVILHOSO !!!
    E QUE SUA VIDA SEJA CELEBRADA COM HONRA, AMOR E ALEGRIA SEMPRE ...

    ResponderExcluir
  87. Olá
    passei pra agradecer sua visita na minha página,visto que sou iniciante! Obrigada pelo comentário!
    Acabei de ler o text: Os namorados",e quero colocar minha opinião.
    É uma história linda e emocionante. E concordo que essas histórias existam,são reais ainda,mesmo considerando que vivemos num mundo tão cheio de ocupações sem fim,ainda tem gente que ama! E ama incondicionalmente!

    tenha um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  88. Ola,
    Adorei seu texto, sua sensibilidade com as palavras, é uma historia muito bonita.
    "Da mesma forma que ninguém faz um cadeado sem chave, Deus não te apresenta uma provação sem solução."
    Confie NELE e tudo se resolverá.
    Obrigada pelo seu comentario , foi o primeiro e muito valioso para mim, ainda estou aprendendo como esse mundo virtual e maravilhoso funciona, sou uma exploradora e aventureira neste campo. Espero um dia ter coragem e publicar meus pensamentos tão bem escritos como os seus ...bjssss
    Anna Klaudya

    ResponderExcluir
  89. Adorei o texto, bem profundo, e sensível...
    É realmente como você diz:
    "E é nessas horas de ferro e fogo que se prova se possui um amor de verdade pelo outro."

    Parabéns, adorei seus textos...
    Bjss...


    Nilvana

    ResponderExcluir

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails