quinta-feira, agosto 26, 2010

A Dominação

Certa vez um homem pequeno recebeu em seu lar um homem de grande porte que teria ido ali para realizar alguns reparos urgentes e inadiáveis na rede elétrica. Recebeu-o pessoalmente à porta de sua residência. Era próxima a hora do almoço. O homem de pouca estatura ali estava excepcionalmente naquele horário e exclusivamente para receber o técnico eletricista.O técnico era um sujeito robusto, muito alto, falante aos brados, possuía um modo expansivo de comunicar-se, ao passo que o dono da casa era um sujeito franzino, baixo, acanhado, muito miúdo, que possuía uma fala discreta, econômica em palavras e expressões, e de volume baixo. Imediatamente ocorreu o inevitável choque de estilos. O homem grande ficou muito à vontade diante o homem pequeno, que, sendo muito retraído, não poderia variar de forma perceptível o seu grau de inibição. Era muito tímido e pronto. O pequeno homem, possivelmente contra gosto, conduziu o grande homem para dentro de seu lar. Passaram por uma passarela ornada de cada lado por longas fileiras de bonsais. O grande homem atravessou o alpendre ouvindo o ladrar de um cão oculto, deixou para trás um receoso olhar de canto de olho na direção do latido. O problema da instalação elétrica apresentou-se justamente dentro das câmaras mais restritas do lar. O chuveiro a ser reparado era o da suíte do casal, e o bocal de luz a ser trocado era justamente o da luz que pendia sobre a cama dos cônjuges. Ao adentrar a sala de visitas era possível avistar os adolescentes filhos do casal, que timidamente retribuíram o sonoro bom dia do grande homem.Mais adiante, ao atravessar outra ante-sala, era possível avistar a pequena mulher que corria com os últimos preparativos para o almoço. Aquela era a esposa do pequeno homem. Ela também fora cumprimentada sonoramente pelo grande homem e respondera de modo tão tímido como permitia o padrão de comunicação vigente na casa. Porém, antes de dirigir a palavra ao “intruso”, ela furtivamente conferiu o olhar inspetor do marido, e somente depois desta ação foi que retribuiu ao cumprimento.O grande homem, ao adentrar o quarto, ia observando tudo com olhos grandes e indiscretos, cheios de deliberada curiosidade. Foi possível ao grande homem perceber que eram dois os Kinguios no aquário sobre a cômoda e ainda avistar uma ponta do espelho que teimava em aparecer por de trás das inúmeras almofadas, propositalmente depositadas para ocultá-lo na cabeceira da cama do casal. Os acessórios do banheiro igualmente atraíram o olhar curioso do grande homem. Realizados os reparos, o pequeno homem, que não se afastara por minuto algum do técnico eletricista, o conduziu pelo caminho de retorno até o alpendre. Imediatamente ao pisar no alpendre eis que surge o emissor dos latidos ocultos. Rapidamente o cão partiu para cima do intruso e neste momento o pequeno homem sorriu, riu e gargalhou enquanto dizia para o interior da casa: _Ele está assustado! Ele está com medo, né! O cão não era pequeno. Não estava enquadrado dentro dos padrões de porte da casa. “Bom cachorrinho!” Deve ter pensado o pequeno homem ao ver seu Akita com ares de fera investir intimidando o “intruso”. Descobriu o ponto fraco do grande homem, que teve por reação apenas encolher-se covardemente diante da ameaçadora criatura peluda. Era como se o cão tivesse farejado a fraqueza daquele Golias. O pequeno homem ria e não bronqueava com os filhos, que pareciam ser propositalmente incompetentes na tarefa de conter o animal. Os filhos participavam do regozijo do pai, e riam tanto quanto ou mais. A mulher, recostada na porta que dava para o alpendre, também ria de modo mais discreto da situação. Aquele parecia um espetáculo ao qual a família já estivesse acostumada. Os meninos contiveram o animal. Contudo não o recolheram. Apenas o seguravam por sobre as escápulas enquanto o afagavam no pescoço e palpavam afetuosamente as suas orelhas. Ali mesmo o pequeno homem pediu a conta pelo serviço e, sobre o olhar ameaçador do cão o grande homem tomou e colocou seu pagamento no bolso. Ainda houve duas ocasiões para que os meninos deixassem “acidentalmente” o cão escapar e ir para cima do grande homem. Foi rindo muito que o pequeno homem fechou o portão e despediu-se do técnico eletricista enquanto repetia para o interior da casa: _Ele tem medo, né. Ele tem medo de cachorro, né.
*
Obs. Clicando no selo do Top Blog, logo abaixo do meu perfil, e preenchendo os campos nome/email, você contribui para que este blog concorra ao Prêmio Top Blog 2010. E eu lhe agradeço grandemente.ObsII. Estou agora, trôpego e errante, no twitter. Se quiser falar comigo lá é @Jefhcardoso74

98 Comentários:

Blogger Amanda Luna disse...

tô meio sem jeito, mas queria te pedir um favor.. é que eu me increvi num concurso e preciso de votos, se você puder passar no meu blog é clicar no icone " este blog pode virar livro" e vota e agradeço demais... tô precisando de votos, porque só soube hoje, mas os outros concorrentes já estão recebendo votos desde o dia 12.. aí para eu ter uma chance vou precisar de votação... ah e para quem divulgar vou fazer um sorteio com presentinnhos surpresa!!! quero muito poder concorrer pelo menos!!
beijão com carinho
www.sermulhereomaximo.com.br

26 de agosto de 2010 18:39  
Blogger POEMAS DE AMOR disse...

Oiê, adoro ler seus contos e gostaria de convida-lo a ler um romance que escrevi e estou publicando num blog: meuromance1.blogspot.com/
Gostaria muito de ouvir sua opinião, pois até então só havia escrito poemas.
Bjs e aguardo....Seja bem sincero!
Gena

26 de agosto de 2010 19:59  
Blogger Clara disse...

Bem bacana seu texto.. muito bom de ler.

bjoo

26 de agosto de 2010 20:05  
Blogger Solange disse...

O auto controle é que mostra a grandeza do homem..
não necessariamente deixamos transparecer o que somos por dentro. Prova disso é o quarto do casal..rs

bjs.Sol

27 de agosto de 2010 03:57  
Blogger Wilian Bincoleto Wenzel disse...

E já dizia o sábio que tamanho externo não demonstra o tamanho interior.
Belo retrato, Jefh!

Obrigado pela visita! A retribuição foi simples, porem sincera! Tenha um ótimo final de semana!

27 de agosto de 2010 04:57  
Blogger George Dantas disse...

Nem todo mundo é grande o suficiente que não encontre algo maior, nem pequeno o suficiente que não encontre algo menor.

27 de agosto de 2010 05:21  
Blogger Dóris disse...

Oi Jefh.

Ótimo texto.
Devemos ser grandes internamente, pois todo grande homem sempre é mais suscetível a dominação.(grande por fora, internamente cheio de medos)
Quão grandes são os seres humanos? Qual a sua maior verdadeira grandeza?

Abraço com toda a minha PAZ.

27 de agosto de 2010 06:55  
Blogger @ugust@ disse...

. vc passou pelo meu blog e perguntou "Alegria ou tristeza @ugust@?" eu respondo: as duas coisas, a tristeza é tão importante quanto a noite para o dia, a lua para o sol, o café para o leite (adoro pingado, risos)... ela faz parte de nós e acho que a sensação pós tormentas e consequentes tristezas é tão de alívio, é de tanta leveza, que vale a pena sentir a tristeza.
. quanto a alegria, essa dispensa maiores comentários, se bem que, quando fico muito feliz, sinto medo dessa felicidade estrema.
. obrigada pela visitinha.
. excelente final de semana.
. fique com DEUS.

27 de agosto de 2010 07:51  
Blogger Jessica Viégas disse...

Obrigada pela visita e comentário lá no blog. Volte sempre.

www.deliriosdeconsumista.blogspot.com

27 de agosto de 2010 07:57  
Blogger Naty Figueirêdo disse...

Oi..
Obrigada pela visitinha no blog.. Adorei..
Adorei seus textos..
E sobre *Alegria ou Tristeza, Naty?

Prefiro a Alegria com muita realidade!!
Bjss. Volte sempre!!

27 de agosto de 2010 08:24  
Blogger Valéria Bernardo disse...

Oi valew a visitinha no Looks Like seja bem vindo!Eu prefiro a relidade com a cebeça em nuvens!
amei o conto!
volte semore
bjk♥
http://valeriajuda.blogspot.com/

27 de agosto de 2010 08:30  
Blogger Srtª Bêêh disse...

Certamente... o que diz a estatura de uma pessoa não contrasta com o que há em seu interior.
Tens o meu voto.

Beijos!

27 de agosto de 2010 08:34  
Blogger lea disse...

oi obrigada pelo carinho la no blog, ja to aqui retribuindo, to seguindo.belos textos vc tem aqui, bjos

27 de agosto de 2010 08:43  
Blogger Jussara Christina disse...

Adorei teu blog! Belíssimo!
Gosto de conhecer pessoas inteligentes, observadoras e sensíveis, ainda mais qdo se trata de um homem!
Já estou te seguindo ...
Se puder visita meu cantinho tb, que é feito com muito carinho.
Bjs doces!

*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

27 de agosto de 2010 09:29  
Blogger Jéssica Mariane :D disse...

:S
adorei o texto ...
nem me fale em dominação ..... =/

beijo, seguindo .

27 de agosto de 2010 10:49  
Blogger raquel cardozo disse...

Querido me perdoe eu estava em uma correria com a faculdade, hoje vi seu comentario, me add no msn: raquelcardozo2010@hotmail.com
bjus

27 de agosto de 2010 11:05  
Blogger tecla disse...

Me lo he leido todo entero en tu idioma y no me ha costado.
Es un cuento muy bonito. Los veía a todos reirse incluso a la mujer.
Un cuento precioso y muy tierno.
Así somos los seres humanos, por muy feroces que parezcamos, antes o después nos aparecen los miedos.

27 de agosto de 2010 11:37  
Blogger Mais Mulher Por Mel Marques disse...

Alegria,alegria, sempre!!!
Mel

27 de agosto de 2010 12:08  
Blogger RosanAzul disse...

Muito legal o teu escrito!
Parabéns!
Um bom fim de semana!
Rosana

27 de agosto de 2010 12:22  
Blogger Irismar disse...

Olá!!! Tudo Bom!!! ví ,o seu comentário no meu Blog e estou aqui conheçendo o seu!!! Ler é um hábito muito gostoso!!! Gostei bastante do Texto!!! Abraços!!!

27 de agosto de 2010 13:06  
Blogger Nayara Michelle disse...

Oiie'
Obrigada pela visita em meu blog e sempre boom ter gente nova em nosso cantinho neeh'
Ja estou te seguindo'
E a Alegria e sempre beem vida em minha vida!
BjOo

27 de agosto de 2010 14:19  
Blogger † Samurai † disse...

Jehf, gostaria de dizer que simplesmente adorei seu blog!
Li alguns textos e me identifiquei com muitas coisas aqui descritas

quanto à "alegria ou tristeza"...
a alegria muito bem faz para o ser humano, mas ele só evolui após uma tristeza e eu tenho vivido nesse sentimento já tem um tempinho
ahuahua

Parabéns pelo blog
bjus

27 de agosto de 2010 16:03  
Blogger Aline disse...

porque a fraquesa do outro é uma forma de justificar a nossa, ou amenisar.
como sempre muito bem 'contado'!
adoro visitar aqui!
Beijo!

27 de agosto de 2010 18:39  
Blogger Josi Puchalski disse...

Gostei muito do blog! Voltarei aqui mais e mais vezes. um beijo

27 de agosto de 2010 23:27  
Blogger Solange disse...

meu querido Jefh..

o humilde é sempre exaltado!!

bjs.Sol

28 de agosto de 2010 07:00  
Blogger jefhcardoso disse...

Amanda, não se iniba. Este espaço é de todos que o adentram. Conte com meu voto. Abraço e boa sorte!

Gena do Pemas de Amor, parabéns por este projeto a que está se dedicando. Não me comprometo em ler agora o seu romance, pois quase não tenho tido tempo para blogar e fazer leituras, mas mesmo assim lhe desejo sucesso e terei prazer em ler o seu trabalho assim que tiver uma oportunidade. Fiquei naturalmente curioso. [sorrio]. Abraço!

Clara, obrigado! Fico feliz que tenha gostado. Grande abraço!

Solange, que olhar magnífico você tem lançado para os meus humildes escritos. Muito obrigado! Você é linda! Abração!

Wilian Bincoleto Wenzel, sua retribuição foi um requinte isso sim. Muito obrigado e tenha um ótimo dia. Abraço!

George Dantas, tudo é relativo e muda o tempo inteiro. Abraço, amigo e obrigado por compartilhar aqui!

Dóris, existem homens grande e grandes homens. [sorrio]. Abraço e muito obrigado por vir, linda!

@ugust@, não tema a alegria que lhe tome. Vinícius certa vez disse: “antes ser alegre do que triste”. Os alegres estão com a razão. [sorrio]. Abraço!

Jessica Viégas, sou eu quem lhe agradece. Um grande abraço!

Naty Figueirêdo, fico feliz que tenha gostado. Alegria e juízo sempre. Abraço!

Valéria Bernardo, sou eu quem agradece. Voltarei sim. Abraço!

Senhorita Bêêh, obrigado! [sorrio]. Abraço!

Lea, fico feliz que tenha gostado. Obrigado por sua atenção e apoio. Conto com você. Abraço!

Jussara Christina, quanta disposição. Uau! [sorrio]. Visitarei sim. Um grande abraço!

Jéssica Mariane, nem falo. [sorrio]. Obrigado por sua atenção e apoio. Um grande abraço!

Raquel Cardozo, não se preocupe. Eu sei como é nosso tempo. Add sim. Abraço e obrigado!

Tecla, todos tenemos nuestros miedos. Es natural.
Gracias por tu gran comentario. Gran abrazo!

Mel, sim! Sim! Sim! [sorrio]. Abraço e obrigado!

RosanAzul, obrigado! Bom fim de semana pra você também, linda.

Irismar, sim, é muito bom. Espero lhe receber mais vezes. Um grande abraço!

Mayara Michelle, alegria sempre!!! Obrigado por seu apoio. Grande abraço!

Samurai, salve salve, Samurai! Espero que tempos melhores lhe abracem. Espero que seja mais feliz do que triste. Obrigado por sua atenção. Abraço!

Aline, você é muito gentil. Obrigado, linda! Venha mais vezes, é muito bem vinda. Abraço!

Josi Puchalski, será muito bom se vier. Obrigado e um grande abraço!

Solange, que assim seja. Sempre. Abraço e continuo grato a sua atenção ampla, abrangente e irrestrita. [sorrio]. Bom final de semana, linda!

28 de agosto de 2010 07:46  
Blogger Mauro S disse...

Oi Jefh, lindo este texto, e valeu pela visita no meu blog.
Vou lá votar agora!
Abraços e bom final de semana.

Sobre minha primeira viagem de avião faz um bom tempo, alguns aninhos, mas achei cara de pau da minha parte, hoje, na época foi muito bom.

28 de agosto de 2010 08:36  
Blogger João disse...

Esse medo corrompe qualquer um..medo abstrai qualquer reação seja a pessoa quem for, sempre ira inibi-la. abrçs e obrigado pela visita!

28 de agosto de 2010 08:47  
Blogger Camila disse...

Adorei! Todo mundo tem seu lado mais fraco, por mais que não aparente, não é mesmo?

28 de agosto de 2010 10:23  
Blogger Manu disse...

Jefh!
Retribuindo sua visita e agradecendo as palavras deixadas. Não tenho pretensão de ser exemplo para ninguém mas sempre posso dizer que esse seu sonho de editar apenas depende da sua vontade e perseverança. Eu demorei 14 anos a fazê-lo. Abraço luso.

28 de agosto de 2010 14:05  
Blogger Thunay disse...

Leitura simples, gostosa de se ler, o cotidiano escrito dentre palavras. Cotidiano este que pode ser interpretado. Essa é a riqueza das palavras, umasimples frase que parece não dizer nada poder significar muito. É isto a vida, a leitura simples encarnada nas pessoas.

28 de agosto de 2010 14:27  
Blogger joanabogalho disse...

adorei, muitos parabéns (:

28 de agosto de 2010 14:50  
Blogger Lєтıs '' disse...

. linda frase *.*

28 de agosto de 2010 14:52  
Blogger Assis Freitas disse...

conhecendo tuas narrativas e me familiarizando com as palavras,


abraço

28 de agosto de 2010 15:33  
Blogger Heliomar melo disse...

Ola Jefh Cardoso, Adorei o post!

Texto inteligente,gostoso de ler. Gosto dessas situacoes do dia a dia. Farei visitas regulares apartir de agora.

Abraco!!!

28 de agosto de 2010 17:41  
Anonymous Anônimo disse...

Ser grande de caráter deveria ser meta de todos. Agradeço sua atenção por visitar e comentar o meu blog. Tenha um ótimo domingo.

28 de agosto de 2010 19:16  
Blogger Fabiana disse...

Sempre as proporções teimam em falar mais alto, por que quem se acha acima, acredita que realmente está? Sempre existem situações que mostram a possibilidade (ou não), de haver pessoas superiores às demais... Isso é uma falha do ser humano? Não acredito que seja, mas sim, um hábito agregado à nossa educação. E os medos?! Ah, muitas vezes são os menos perceptíveis, mas existem, e ao nos fazer encontrá-los, paramos, e todas as reações podem se esvair da nossa mente...
Desculpe às vezes falar coisas sem sentido algum, para mim têm sentido, vou deixando o cérebro trabalhar e os dedos transmitirem os pensamentos, sem filtro, quase sempre... Adorei o texto, realmente do tipo que me prende, e olhe que não são fáceis os textos que prendem minha atenção e me fazem querer chegar ao fim. Vou lendo, sim, aos poucos, e sem pressa, entendendo e compreendendo todas as palavras, todas as frases... Aos poucos, em que for lendo, deixo um recado, só para registrar minha passagem, rápida e sorrateira, mas verdadeira. Um ótimo domingo!

28 de agosto de 2010 21:22  
Blogger duendes disse...

Passei para desejar um otimo domingo.

29 de agosto de 2010 03:04  
Blogger Rafael Castellar das Neves disse...

Muito bom, Jefh...que desenvoltura e facilidade você tem com esses contos...realmente é muito bom aqui!!

Tô ficando por aqui...vou dar mais uma olhada..

[]s

29 de agosto de 2010 04:55  
Blogger Joana Carvalho disse...

gostei :)

29 de agosto de 2010 05:45  
Blogger jefhcardoso disse...

Mauro S, obrigado! Gostei muito do seu relato também. Abraço!

João, muito bom! O medo transforma em estátua de gesso. Abraço e obrigado por compartilhar aqui, amigo!

Camila, sim. Tudo é uma questão de momento e circunstância. Abraço e obrigado por sua atenção!

Manu, seu relato vem para fortalecer o meu ânimo. Muito bonito saber de sua longa espera brindada por uma grande vitória. Parabéns! Vida longa e prospera para o seu livro. Abraço e obrigado!

Thunay, fico feliz que tenha gostado. Realmente é das coisas simples que retiro a essência dos meus textos. Obrigado e um grande abraço!

Joanabogalho, que bom! Obrigado! [sorrio]. Abraço!

Letis, obrigado! Abraço!

Assis Freitas, fique à vontade, amigo. Abraço e obrigado por vir!

Heliomar, conto com sua atenção. Fico muito feliz que tenha gostado. Abraço!

Feeling, eu concordo com você. Obrigado por vir. Um ótimo domingo pra você também! Abraço!

Fabiana, a natureza humana, assim como toda natureza, é algo em constante evolução. Suas colocações me fizeram todo sentido também, você foi muito clara e consciente. Fico muito feliz que meu texto tenha lhe seduzido, espero que isso ocorra com outros, assim terei mais comentários atenciosos e ricos de sua parte. Grande abraço e muito obrigado!

Duendes em meu blog! [sorrio]. Este lugar está mesmo cada vez mais rico. Obrigado e um ótimo domingo pra você também!

Rafael Castellar, olhe à vontade. É um prazer lhe receber aqui. Espero que goste de mais coisas. Obrigado por sua atenção e leve um grande abraço!

Joana Carvalho, que bom! Venha mais vezes. Abraço e obrigado por vir!

29 de agosto de 2010 08:40  
Anonymous Anônimo disse...

obrigada!

29 de agosto de 2010 13:25  
Anonymous Anônimo disse...

Seguindo tbm !
beeijos ;*

29 de agosto de 2010 13:34  
Blogger Yago Nogueira disse...

Awn, adorei a história, ainda mais por envolver um cão tão raro e desbravador, o lindo Akita.

Adorei o blog, tá de parabéns, abraço!

29 de agosto de 2010 16:01  
Blogger Michelle Nazar disse...

Amo encontrar passagens.como esta..que nos fazem parar por alguns isntantes e refletirmos, sonharmos..simplesmente.."pausar" um pouco a frenética vida..! Abraços.. ;-)

29 de agosto de 2010 16:06  
Blogger Cris Souza disse...

Fiquei confusa... não sei dizer se você queria fazer uma crítica ou um elogio... ou se foi só ironia mesmo. =/.

29 de agosto de 2010 17:49  
Blogger Francisco disse...

Chegando aqui pela primeira vez, agradecendo a visita e gostando demais do seu estilo de escrita.
Gosto de textos assim, com início, meio e fim. E que prendam a atenção do leitor.
Sobre os símios, esponjas, Paulo Coelho e afins, gostei da sua autenticidade. E viva as diferenças de opinião...rsrs!
Grande abraço!

29 de agosto de 2010 17:50  
Blogger Ale Danyluk disse...

Nossa Jefh! Quantas palavras tão bem colocadas...Você foi lá no blog e eu tô aqui te agradecendo a ilustr;issssima visita, mas o melhor de tudo foi ter conhecido esse seu cantinho. Estou adorando viu?
beijão
Ale

30 de agosto de 2010 04:45  
Blogger ZAMPIER disse...

Obrigado pelo comentário no Blog. Está tudo no começo ainda, mas o grande lance é que pessoas como vc podem dividir opiniões. Já estou seguindo seu Blog !!!
Abraços !!!
Fabrizzio - @FZAMPIER

30 de agosto de 2010 05:05  
Blogger Pri disse...

Alegria sempre!
Adorei o texto, muito bem escrito, me sensibilizei com o "grande homem" e me revoltei com o pequeno...

Abraço
http://deliriosdeconsumosa.blogspot.com/

30 de agosto de 2010 07:23  
Blogger Thaís Siqueira disse...

Adorei a visita no meu blog! Venha sempre que quiser =]
Muito lindo o que vc escreveu... adoro coisas escritas pelas próprias pessoas... sentimentos, emoçoes, ou até mesmo uma cronica, ficçao, enfim... o importante é escrever =]

30 de agosto de 2010 08:19  
Blogger ♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Muito bacana, Jheff. Ótima lição. Nem sempre a dominação está com os mais fortes!
Obrigada pela visita... adorei!
Estou te seguindo ja colokei na lista dos prediletos e estarei sempre aki.
Me segue tb!
Abraços!
http://evesimplesassim.blogspot.com/

30 de agosto de 2010 09:30  
Blogger Ana Lange disse...

Gostei mto do teu blog. Obrigada por me visitar. Salvei nos favoritos pra poder ler com calma quando estiver com mais tempo!
bjos

30 de agosto de 2010 11:12  
Anonymous Anônimo disse...

Vim retribuir a visita! ;)
Legal o seu Blog. Vc quem cria todas as histórias?

Apesar de ser pequenina, sou mais do tipo do do eletricista, bem falante e expansiva. Contudo eu quem me incomodo com pessoas retraídas, me sinto sufocando qdo perto delas.

30 de agosto de 2010 11:36  
Blogger Amanda Mércuri disse...

Quando falei no texto que era inútil, queria dizer que já sabemos de tudo aquilo! tudo bem saber sobre as leis de trânsito e os primeiros socorros... Mas de resto, já vimos desde o pré!

E pode deixar que vai ter a prova prática pra contar! hehehe

30 de agosto de 2010 12:14  
Blogger jefhcardoso disse...

Mauro S, obrigado! Gostei muito do seu relato também. Abraço!

João, muito bom! O medo transforma em estátua de gesso. Abraço e obrigado por compartilhar aqui, amigo!

Camila, sim. Tudo é uma questão de momento e circunstância. Abraço e obrigado por sua atenção!

Manu, seu relato vem para fortalecer o meu ânimo. Muito bonito saber de sua longa espera brindada por uma grande vitória. Parabéns! Vida longa e prospera para o seu livro. Abraço e obrigado!

Thunay, fico feliz que tenha gostado. Realmente é das coisas simples que retiro a essência dos meus textos. Obrigado e um grande abraço!

Joanabogalho, que bom! Obrigado! [sorrio]. Abraço!

Letis, obrigado! Abraço!

Assis Freitas, fique à vontade, amigo. Abraço e obrigado por vir!

Heliomar, conto com sua atenção. Fico muito feliz que tenha gostado. Abraço!

Feeling, eu concordo com você. Obrigado por vir. Um ótimo domingo pra você também! Abraço!

Fabiana, a natureza humana, assim como toda natureza, é algo em constante evolução. Suas colocações me fizeram todo sentido também, você foi muito clara e consciente. Fico muito feliz que meu texto tenha lhe seduzido, espero que isso ocorra com outros, assim terei mais comentários atenciosos e ricos de sua parte. Grande abraço e muito obrigado!

Duendes em meu blog! [sorrio]. Este lugar está mesmo cada vez mais rico. Obrigado e um ótimo domingo pra você também!

Rafael Castellar, olhe à vontade. É um prazer lhe receber aqui. Espero que goste de mais coisas. Obrigado por sua atenção e leve um grande abraço!

Joana Carvalho, que bom! Venha mais vezes. Abraço e obrigado por vir!

Renata :`0, por nada. Sou eu quem lhe agradece. Abraço!

Luaniinha Lacerda, obrigado! Espero que curta. Beijos!

Yago Nogueira, fico feliz que tenha gostado. Os Akitas são mesmo lindos. Abraço e muito obrigado!

Michelle Nazar, que bom que lhe proporcionei uma paradinha. [sorrio]. Como diria Arnaldo César Coelho: A regra é clara: paradinha vale. Abraço, sorriso e obrigado!

Cris Souza, é uma frase que uso quando encontro uma alma que conserva os traços singelos da beleza e da jovialidade. É como pedir para que a pessoa preserve algo que ela possui e é raro de se ver os tempos atuais. Abraço!

Francisco, [sorrio]. Cara, muito bom. Fiquei feliz com seu comentário. E viva as diferenças! Um grande abraço e muito obrigado!

Ale Danyluk, muita generosidade sua. [sorrio]. Enche-me e disposição com estas palavras de incentivo. Muito obrigado. Espero lhe receber mais vezes. Abraço!

Fabrizzio, vida longa e sucesso para o seu blog, amigo! Obrigado por vir e apoiar-me. Continuarei contando com sua atenção. Abraço!

Pri, é ótimo poder ler o que o texto diz para cada pessoa. Muito obrigado por compartilhar. Achei demais. Um grande abraço!

Thaís Siqueira, sim. O importante é escrever sempre. Escrevamos. Grande abraço!

Evelin Pinheiro, obrigado por sua atenção e apoio. Acompanharei o seu blog sempre. Grande abraço e muito obrigado!

Ana Lange, Ana Lange. Cuidado com o patrão lhe vendo ler estes blogs aê no trabalho! [sorrio]. Espero que volte com tempo e leia à vontade. Obrigado e um grande abraço!

Prissy DeCastro, a pequena gigante. [sorrio]. Que legal você vir e compartilhar tudo isso aqui. Delicioso. Grande abraço/não sufocante, e muito obrigado por vir. Até!

Amanda Mércuri, sim. Compreendo. Espero que se saia bem na prova e poste as novidades. [sorrio]. Venha mais vezes. Um grande abraço!

30 de agosto de 2010 12:19  
Blogger Kamila Behling disse...

Um ótimo texto. Gostei do seu blog. Estou seguindo!
Tenha uma excelente semana, fique com DEUS

30 de agosto de 2010 14:08  
Blogger Ro disse...

O medo está presente entre todos não é? Em partes isso também é bom, prova-nos que somos criaturas normais!

Beijos e obrigada pela visita!

30 de agosto de 2010 17:20  
Blogger Jéssica Brunelly disse...

Oiie :}

estou até sem jeei, você teve no meu blog há um tempo... mas não tive tempo de retribuir a visita!

Muito obrigada!
beeeeijo.

30 de agosto de 2010 17:32  
Blogger Stacy Rajab disse...

Olá Jefhcardoso!

Espero que todos os encontre bem. Obrigado pela sua mensagem no meu blog. Estou ansioso para ler seus contos em seu blog. Eles são mais divertidos. Tenha uma ótima noite.

Stacy

30 de agosto de 2010 19:37  
Blogger Luna Conrad disse...

Muito legal teus textos... Estas de parabens... Agradeço a visita ao meu blog a algum tempo, deixei ele abandonado mais agora estou retomando! Agradeço a visita e volte sempre, sera um prazer. E continue assim com teu! Otima semana!

30 de agosto de 2010 22:30  
Blogger Cris Souza disse...

Obrigada Jefh. Eu fiquei extremamente feliz por você dispor desse tempo para ir me explicar essas minhas interrogações. Aninho-me com a sinceridade, mesmo que esta, me fira com as sutis garras.

31 de agosto de 2010 03:48  
Blogger Eric Ricardo disse...

Jehf Cardoso,
Obrigado pelo comentário em meu blog!
Também estou curtindo o seu, que achei muito bacana. Gosto de ler contos e achei muito interessante o contraste entre os personagens.

Em seu próprio ambiente, um homem pode se dar ao luxo de ser franzino e tranquilo. Já em ambiente desconhecido, até mesmo um homem robusto pode encontrar algum desafio.

Vou acompanhar a partir de hoje, beleza?
Abraço!

31 de agosto de 2010 07:04  
Anonymous Anônimo disse...

É sempre tão bom receber sua visita!
Estou sempre por aqui, mas as vezes não sei o que comentar. Fico só no: que beleza de texto e por ai afora, as vezes fico com vergonha.
Já votei em vc com gosto!
Bjs.

31 de agosto de 2010 08:47  
Blogger Renatinha Breier Porto disse...

Que lega!! Às vezes me sinto assim como o pequeno homem, já que sou uma "pequena mulher". Mas, na verdade, as coisas em comum com seu conto páram por aí, pois mesmo sendo pícola, para compensar, falo, falo, escrevo, escrevo... nada de timidez na minha praia. Mas gostei do teu jeito Jefh de contar... Ah... a propósito, já votei em ti lá no concurso do qual participa... tomara que vença! Abraços pequeno, mas nem por isso, menos calorosos.

31 de agosto de 2010 11:24  
Blogger Gabri disse...

Eles eram japoneses, né? Bonsais, Kinguios e Akita...
Imagine que interessante esse contraste de personalidades... isso que faz nosso mundo tão rico.

Gostei do estilo do teu blog.

Beijos.

31 de agosto de 2010 12:13  
Anonymous Anônimo disse...

boa tarde, obrigada! Que bom q gostou dos meus trabalhos, é uma honra receber elogios de alguém tão inteligente e sabio, parabens vc tem um grande talento!
Boa sorte

31 de agosto de 2010 13:29  
Blogger Lila Rosana disse...

Hello, I'm back too!
Os seus textos são bem escritos, interessantes... Já pensou em escrever um livro?
Legal ter "outra Lila" por perto, né?
O quadrinho é genial mesmo. Navegando pelo site do Mauricio, você vai encontrar coisas bem legais para os seus filhos.
Boa semana e saiba que voltarei por aqui mais vezes.
Lila

31 de agosto de 2010 13:37  
Blogger Lila Rosana disse...

Ah! Esqueci... Já votei no Top Blog. O seu merece vencer.
Abraços,
Lila

31 de agosto de 2010 13:38  
Blogger Veronica Rodrigues disse...

Meu Deus que tanto de comentários. hahaha.

Saiba que é muito bom ter você em meu blog.
E que pode voltar sempre, é claro.
Será muiro bem vindo pra sentar e tomar um café.

um grande beijo e boa semana.

31 de agosto de 2010 14:17  
Blogger Deni Maciel disse...

mais uma vez venho aqi e sou premniado com um ótimo texto
parabens...

um abração..
feliz dia do pau brasil
repassado para os americanos...
e amanhã que será
dia do rádio com AM e toca-fitas..
até breve *-*

31 de agosto de 2010 17:11  
Blogger Sara Martins disse...

Obrigada por sua visita (:

vou seguir *

31 de agosto de 2010 17:17  
Anonymous Anônimo disse...

Seguindo-te com meu voto !

BjO de Boa Sorte !!!

31 de agosto de 2010 19:22  
Blogger Lih ~ disse...

É, a forma que ele encontrou de intimidar o homem grande foi o cachorro grande na casa de gente miuda...

Belo Texto.

1 de setembro de 2010 10:12  
Blogger Monique Premazzi disse...

Que lindo aqui!
Belas palavras, Jef.
Seu blog é muito bom, viu?
E obrigada pela visita no meu, volte sempre que quiser e será bem vindo.

Beijinhos ;*

1 de setembro de 2010 10:34  
Blogger paraiso disse...

Oi, obrigada pela visita..
Muito bons seus contos..


Beijos.

1 de setembro de 2010 14:31  
Anonymous Anônimo disse...

Oi...quero lhe agradecer pela visita e tb pelo comentário...precioso..obrigada!

Amei seu conto...pequeno em estatura sempre tem estratégia contra os grandes de estatura...rsrsrs

BJO!

Zil

1 de setembro de 2010 19:37  
Blogger Tati disse...

Oi... Muito prazer. Não sei bem como comentar o 'conto'. Gostei do jogo de palavras, do tempo, da disposição das cenas e da facilidade do leitor ser levado linha após linha.

É engraçado isso que acontece nos seres humanos, somos tão fracos, tão frágeis, temos as nossas tantas e tão intensas fraquezas e tantas vezes escondemos/mascaramos os nossos medos, nossas limitações atrás de uma aparência rude, grosseira e afins.

Todos temos essas coisas frágeis em nós. É o que eu sinto.


Passei na intensão de retribuir a visita, mas não sabia que ia encontrar um universo de sonhos pintados em palavras. Muito obrigada pela visita e muito mais pelo prazer que me proporcionar ao lê-lo.

2 de setembro de 2010 06:34  
Anonymous ManhosaLobaVirtual disse...

Jefh

Adorei teu conto... (risos... sou grandona e adoro cães... eles também gostam de mim... )

Hoje estou no corre corre... mas vo0u voltar para ler tudo que puder... podes ter certeza...

Obrigado pela visita... alegrou meu coração...

Bjs.

2 de setembro de 2010 10:11  
Blogger - lemonah - disse...

Muito obrigada por ter visitado meu blog, ta? Parabéns pelo seu. Muito bom mesmo! :) To te seguindo \o/ Se der me segue...

2 de setembro de 2010 10:20  
Blogger Carochinha disse...

Oi Jefh, sou a Carochinha :) nao se lembra de mim mas passou pelo meu blog, e ao ver um comentario seu num blog que esta no meu perfil, surgiu-me esta questão, porque não há espaço no meu blog para comentarios? Obrigado e continuaçao de um bom blog ;)

2 de setembro de 2010 11:24  
Blogger Malú Nunes disse...

O maldito - ou não - ponto fraco. Tô seguindo hein, se quiser retribuir ! Beijos ;*

2 de setembro de 2010 11:56  
Blogger Fabiane Aline disse...

Parabéns pelo texto bem escrito. Gostei da história e da estrutura de cada parágrafo. Não posso deixar de falar que a sua visita é sempre bem vinda. Beijinhos.

2 de setembro de 2010 12:46  
Blogger jefhcardoso disse...

Kamila Behling, fico feliz que tenha gostado. Obrigado por sua atenção e apoio. Seja ótima a sua semana também! Abraço!

Ro, ninguém está livre da praga dos medos. Sou eu quem lhe agradece. Beijo.

Jéssica Brunelly, não há motivo para que fique sem jeito. Fico feliz que tenha vindo. Obrigado e forte abraço!

Stacy Rajab, leia à vontade. Espero que venha mais vezes. Um grande abraço!

Luna Conrad, vida longa ao seu blog! Obrigado por vir, pela atenção, e pelo carinho! Ótima semana e um grande abraço!

Cris Souza, [sorrio], obrigado por seu gracioso comentário. Garras são garras, não? Abraço e foi um prazer!

Eric Ricardo, que bom que gostou e vai acompanhar. Conto com a sua atenção. Muito obrigado por compartilhar a sua leitura aqui. Valeu! Abraço!

Fatima, comente o que quiser, e quando não quiser, diga oi. Será sempre um grande prazer lhe responder. Obrigado por seu carinho e atenção. Esses cuidados, esses depoimentos, tudo isso, são essas as coisas que fazem o trabalho de um blog valer realmente à pena. Abraço, linda!

Renatinha Breier Porto, recebo os seus abraços com “grande” afeição e prazer. Seu tamanho não se define por sua estatura, mas pelas suas atitudes e posturas diante a vida.
(essa frase virou uma twittada hoje no @Jefhcardoso74). Obrigado por sua atenção e apoio, linda! Abraço!

Gabri, [sorrio], que bom que gostou. [sorrio]. Espero lhe receber comentando outras vezes mais. Abração ow!

Mônica, são lindos! Sou eu quem agradece por seu generoso comentário. Você é muito gentil. Muito obrigado! Abraço!

Lila Rosana, todos os dias. [sorrio]. Sim. Adorarei ter contato com você. Realmente Maurício de Souza é um patrimônio cultural vivo de nosso país. Obrigado pela dica. Obrigado por toda a atenção e apoio. Abraço e venha mais vezes!

Verônica Rodrigues, eu não sou do tipo que dispensa um bom café eim. [sorrio]. Obrigado por seu carinho e atenção. Um grande abraço e boa semana também!

Deni Maciel, bondade sua. Você é muito gentil. Feliz datas comemorativas pra você também. E viva o rádio e Pau Brasil neles! Abraço!

Sara Martins, sou eu quem lhe agradece a atenção e o apoio. Abraço!

Malu, obrigado! Muita atenção sua. Grande abraço!

Lih, obrigado por sua atenção. [estou sorrindo]. Obrigado por seu comentário!

Monique Premazzi, que bom que gostou! Obrigado por vir e pelo convite. Abraço!

Paraíso, obrigado! Bondade sua. Abraço!

Zil, sou eu quem lhe agradece. Todos temos os nossos jeitinhos para nos virar. Não é? Abraço!

Tati, o seu comentário de tão generoso é um prêmio. Não mereço. Muito obrigado pelo desprendimento com que me enche de carinhosas palavras. Grande abraço e queira vir mais vezes com sua atenção. O prazer foi todo meu. Abração!

ManhosaLobaVirtual, volte sim. Corra corra, mas volte. [sorrio]. Muito obrigado por sua atenção. Abração!

Lemonah, obrigado por suas gentis palavras. Obrigado por sua atenção e apoio. Um grande abraço!

Carochinha, eu me lembro sim. Bem, os comentários são muito importantes para quem escreve no blog. Abra espaço se ainda não abriu, e verá que cada postagem fica muito mais rica a cada comentário. As pessoas completam, enriquecem as postagens. Abraço e obrigado!

Malú Nunes, nunca é bendito o ponto fraco, mas faz parte do que somos. O que se ha de fazer? Abraço, obrigado por seu apoio, convite e atenção!

Fabiane Aline, obrigado por sua atenção. Aprecio muito a sua visita também. Um grande abraço!

2 de setembro de 2010 16:39  
Blogger Pat. disse...

Várias situações e tipos de dominação.
Adoro imenso o jeito que escreves..tens arte nos dedos...na mente.

Venho prestigiar-te meu amigo!
Beijo com amizade.

3 de setembro de 2010 13:46  
Blogger Minha vida Preta e Branca disse...

Olá!
Tenho certa doração por este "Livrro".
Muito interessante o seu relato.
Parabén pelo blog, tens o dom das palavras.
Abraços
Sara Vicente
http://vidapretaebranca.blogspot.com/

4 de setembro de 2010 06:37  
Blogger Talita disse...

Adorei teu blog! Belíssimo!
Gosto de conhecer pessoas inteligentes, observadoras e sensíveis, Se puder visita meu cantinho tb, que é feito com muito carinho.
Bjs doces!
tatapalavrasaovento.blogspot.com

4 de setembro de 2010 18:22  
Blogger Lombita disse...

Obrigada pelo comentário ao meu blog :) mas a sua escrita e bastante fascinante e extremamente cativante.

Obrigada mais uma vez pelo comentário que ajudou a aquecer um pouco o meu cantinho tão frio ^^ por favor, se for uma possibilidade, e se gostou dos meus humildes textos, divulgue o meu blog e a minha escrita aos seus seguidores, ja que ainda estou bastante na sombra e as visitas não aumentam xD

De qualquer maneira, obrigada pelo pequeno apoio e muitos parabéns pelo fantástico trabalho.

*Ela queria o mundo, pois nao tinha nele um pequenino espaço só seu.* (by Lombita)

7 de setembro de 2010 12:57  
Blogger Karine Bass disse...

E o cão como sempre, maior do que qualquer grande homem, acho que é isso que o torna o seu melhor amigo.

10 de setembro de 2010 19:13  
Blogger Maíra Souza disse...

Oii!
Bem legal o texto! =)

10 de setembro de 2010 21:32  
Blogger Ana Cavalcantti disse...

Oi Jefh !
Obrigadinha pelas palavrinhas no meu blog !
E veja só ... cão que ladra não morde rs !!!
O alto, grande e todo poderoso é humano igual o pequenininho e tímido ...por dentro os mesmos um "milhao de sentimentos, medos e emoções"...só mudamos na nossa casca !!
E já que temos que "jogar" com o que temos, que soltem os cachorros hahahaha !!!!
Beijo !!!

11 de setembro de 2010 11:30  
Blogger Ana Beatriz Frainer Burgarelli disse...

Parabéns pelo seu blogger,muito criativo e produtivo principalmente.

11 de setembro de 2010 15:18  
Blogger Nani disse...

Oi Jefh
Obrigada pela visita no meu Blog,gostei muito dos teus textos,eu ando um pouco sem tempo para ler mas quero retomar o hábito,vou deixar meu voto para você!
abraço
Nani

1 de outubro de 2010 03:36  
Anonymous Anônimo disse...

Parabéns pela sua sensibilidade, rara nos dias de hoje. Você produz textos muito lindos e com alma, isso é o mais importante !
Grande abraço.

21 de dezembro de 2010 04:36  
Blogger jefhcardoso disse...

Pat., obrigado por seu carinho e atenção, linda! Um grande abraço, minha amiga!

Sara Vicente, que curtiu o meu texto! Obrigado por sua atenção e elogiosas palavras. Um grande abraço!

Talita, stt, ah! Você diz isso pra todos. [sorrio]. Abraço!

Lombita, que seu espaço se amplie e tome as dimensões que lhe deixe feliz e contente. Venha mais vezes. Visite muitas pessoas. Lembre-se : “Quem muito visita muito é visitado”. Abraço e obrigado!

Karina, em tempo de cão homens são medrosos. [sorrio]. Obrigado por sua atenção, linda. Abração!

Maíra Souza, quem bom que tenha gostado. Obrigado, linda! Abração!

Ana Cavalcantti, no fundo somos todos muito parecidos mesmo. E que soltem os cães. [sorrio]. Obrigado por seu espirituoso comentário, linda, e por toda a sua atenção. Beijo!

Ana Beatriz, muito obrigado por suas elogiosas palavras. Abraço!

Nani, oi! Obrigado por sua atenção e apoio. Espero que volte outras vezes para prestigiar o blog. Abraço!

Kika Pipper, muito obrigado. O seu comentário de enche de ânimo. Abraço!

21 de dezembro de 2010 12:17  
Blogger PROF.ROBERLAND@LIGIA disse...

Parabéns pelos seus contos! São dignos de um grande escritor. Já votei no seu blog. Um abraço do aloeducacaoapodi.blogspot.com

21 de junho de 2011 11:28  
Blogger Nyce Pinto. disse...

Boa noite Jefh, adoro a maneira com que você faz comparativos entre o grande e o pequeno, o bem e o mal...Isso me leva a muitas reflexões, se pararmos um pouquinho, veremos com nitídez, a dualidade de tudo em nossas vidas, não é mesmo? E com tudo observamos que, por maior que seja nossa auto-confiança,em algum instante ficaremos amedrontados, paralizados...o tamanho fisíco não é tudo, ou melhor a aparência é quase nada...teu personagem sentiu na pele o que é um enorme cão se aproximando ameaçador...adorei! Ah! Ia esquecendo...seu interesseiro ( risosssss), também temos interesses em comum... sua amizade é importante em minha vida e aprendo todos os dias um pouco com tudo que leio...Um grande abraço amigo, muita luz!

19 de julho de 2011 15:57  
Blogger Ceiça disse...

Oi Jefh! Boa noite! Acabei de ler mais um de seus textos e como sempre maravilhoso!!!!!!!!!!!!Vemos nessa narrativa que tamanho não é documento quando se trata de medo! Quem não tem hem! Parabéns e muito sucesso na arte de escrever! Que Deus o abençoe! Um abraço...

4 de novembro de 2011 16:34  

Postar um comentário

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial