Amigos

sexta-feira, junho 15, 2012

AGORA OLGA FEZ IOGA

E estando o objeto quase todo regurgitado pra fora da bolsa, exibia detalhes que Mestre Raimundo examinava com imensa atenção e surpresa a cada vez que passava, à passo lento, introspectivo. Seus velhos e bons olhos não alimentavam qualquer dúvida quanto à natureza do objeto exposto. Viu que era uma pequena e delicada peça, não nova, pois não tinha o brilho das novidades. Mas viu também que não era velha, pois não estava desbotada, nem opaca. Verde garrafa saindo de dentro da bolsa que Olga depositara ali sobre o banco, descuidada, juntamente com sua velha blusa de lã cinza. A cada volta, a certeza de Mestre Raimundo gritava e mais revelava a natureza do objeto adereçado ornado de cetim na mesma cor, porém em uma tonalidade mais forte. O objeto misterioso era uma obra fina, rara, uma coisa apropriada somente em ocasiões muito especiais. Mestre Raimundo estava maduro e experiente o suficiente para que o mundo não lhe aterrorizasse com pequenas surpresas. Bem verdade, que nem surpreso fica quem já viu de tudo e sabe que no mundo ou os mundos estão bem guardados no interior de cada portador.

O velho iogue, diante da visão enigmática, evocou em sua memória lembranças de outras dúvidas e mistérios perenes ao longo de sua vida. Já aceitava resignadamente a verdade de que nem tudo vem à luz do dia. Aceitou que era inútil discutir a natureza e razão daquele objeto estar ali tanto quanto seria inútil, ele, um amante da literatura, discutir se Capitu traiu ou não Bentinho. Pois da medida de realidade que o autor, Machado, se serviu para compor a célebre narrativa, ela serviu apenas para alimentar a dúvida que certamente ele mesmo, o autor, trazia no espírito até sua última inspiração literária e última expiração de vida. O delicado e potencialmente revelador objeto de Olga não dizia por que estava ali, não dizia o motivo, a razão de andar com ela à luz do dia, de ir ao trabalho e, consequentemente, à ioga. Aquilo era da categoria de coisas que habitam o imenso baú dos insondáveis mistérios da vida. Coisas que não se explicam, pois quem de fato poderia esclarecer não fora inquirido, nem jamais será. Mestre Raimundo aceitou passivamente o imutável mistério da calcinha verde garrafa de Olga que fez ioga.

63 comentários:

  1. Boa noite Jefh!!!
    (risos)
    Menino, jamais iria descobrir que era uma calcinha.
    Por isso o mestre da ioga ficou tão interessado. kkkkkkkkkk
    Safadinho.
    Agora Olga gosta de usar cores chamativas tambénm de dia, ela é uma mulher diferente das demais.
    Um abraço carinhoso e até a sua próxima belíssima história.
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei...quanta delicadeza...mestre Raimundo teve que lidar com a delicia de toda mulher...encantar os homens...rsrs de maneira sutil e reveladora.
    Cristina coelho

    ResponderExcluir
  3. Olá. Obrigada pela visita no meu blog.
    Ei, quem pega pesado não sou eu. É a Paola. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ah, estou seguindo seu blog. Achei interessante.
    Obrigada pela visita e volte sempre.

    Beijoks
    Cléo - Acesse o blog Vejo Por Aí... Onde o útil, o fútil e o inítil se encontram.

    ResponderExcluir
  4. Bom, eu adorei saber o que ela levava na bolsa....kkkk cada qual com sua loucura. Mas a Olga é do tipo que surpreende a todos, sempre!!
    Incansavelmente eu digo que seu texto é belissimo!! CURTI MUITO!!

    ResponderExcluir
  5. Poxa....tanta descrição nesse enigma sobre o objeto que pensei ser qlquer coisa menos uma calcinha...kkkkkkkkkkkkkk


    Enfim, amei o texto como sempre!!!
    Parabéns...

    Bjusss!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Obrigada pela visita!
    Boa semana para você também.

    ResponderExcluir
  7. adorei, final surpreendente! mto bom mesmo!
    Bjs
    Grazi
    www.legadodamoda.com.br

    ResponderExcluir
  8. rsrs interessante não imaginei que fosse uma calcinha,mais realmente nesta vida de nada pode se esperar se não o inesperado.

    Sou apaixonada por misterios,vou ler alguns outros dos seus textos que sabe eu desvende alguns outros.!

    Bem verdade, que nem surpreso fica quem já viu de tudo e sabe que no mundo ou os mundos estão bem guardados no interior de cada portador.

    Até mais!

    ResponderExcluir
  9. Olá Jefh
    Na semana passada a Olga "faz ioga" (no presente) e AGORA OLGA FEZ IOGA (no passado) e... será que Olga tem futuro, usando calcinha verde garrafa?????
    Não sou um "velho iogue", mas já aprendi a conviver com enigmas;-)

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  10. Olá Jefh,
    Adorei o final,
    Olga carregava na bolsa uma calçinha.
    Por isso o mestre da iogue ficou tão interessado.
    Gosto muito desses mistérios que você coloca nos seus contos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. Surpreendente! uma calcinha, quem diria...
    Amei o texto. Quanta sensibilidade.
    Serei cativa por aqui. Obrigada também pela visita em Meu jardim.
    Parabéns pelo blog Jeferson!
    Um bom dia.
    Olga, temos coisas em comum: à prática esportiva, e a eterna corisa, rsrsrsrsrsrs.
    beijo querido.
    paz!

    ResponderExcluir
  12. Ótima história! Gostei de Olga... Conte mais sobre ela...
    Abraços! Janaína

    ResponderExcluir
  13. Olá bom dia de terça feira, adorei
    conhecer seu Blog, parabéns pelas belas
    postagens, saber sobre Ioga amei
    Gostei de visitar vc
    Deixo aqui um abraço com carinho
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Gostei da Olga faz Ioga ... kkkk... Gostei tb dos comentário , mas esse aí acima...kkkk

    EXCELENTE SEMANA PARA NÓS !! GRANDE ABRAÇO , vou aparecer mais por aqui, as "coisas" estão meio corridas ... kkk

    http://biavaledica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Perdida pelos caminhos dos blogs, te encontrei e me fartei com o enigma de Olga, ora, provavelmente a calcinha era para Olga uma espécie de talismã...E mestre Raimundo, um supersticioso!

    Adorei! Um abraço da amiga Ivany

    ResponderExcluir
  16. Olá tudo bem??? achei uma graça o seu texto, parabéns =)
    Até...

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Surpreendente!
    Adorei o texto e o seu blog. Seguirei sempre.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Toda mulher tem seus misterios....rs AbraCo amigo!!

    ResponderExcluir
  19. Retribuindo a visita...
    Que belo texto, maravilhoso é sorriso espontâneo que brota em nossa face ao término da leitura. Parabéns Jeferson!
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Jeferson... profundo, enigmático e prende a leitura até que possamos descobrir qual o verdadeiro mistério!!! Vou seguir seus escritos!!!

    ResponderExcluir
  21. Post novo no blog! http://www.piauiensenaafrica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Gostei muito do seu blog e do seu texto. Vou me tornar sua seguidora...
    Como descobriu o blog do Programa Autonomia?
    Desde já agradeço seu comentário. Quem escreve no blog fica muito feliz quando amigos comentam, imagine você, estar no interior do Rio de Janeiro - Noroeste Fluminense e receber um comentário de um Poeta de São Paulo? Estou muito feliz...e compartilho essa felicidade com você e com seus leitores.

    ResponderExcluir
  23. adorei... principalmente este trecho--> o imenso baú dos insondáveis mistérios da vida.
    agradeço seu comentário.
    já tou seguindo...
    excelente final de semana para vc tbm bjs!
    http://rarosej.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Um texto enigmático. Me deixou concentrada até o final. Parabéns! Vim te desejar um final de semana super especial...
    Que ele seja cheio de carinho. Aconchegante, vibrante e super gostosinho...
    Aproveite tudo que puder e um pouco mais!
    Beijinhos estaladinhos
    Gracita

    ResponderExcluir
  25. Obrigada pela visita, Jeferson.
    É interessante e criativa, a sua escrita.
    Parabéns pelos três anos do Blogue.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Olá Jeferson...
    Amei seu blog. Você escreve com a alma...
    Quanto ao texto... concordo plenamente com comentário referente aos mistérios que uma mulher carrega consigo.
    Sou praticamente de Yoga e amei a leitura. muito obrigada também por navegar no meu blog. Espero que seja um seguidor.
    Ah, por favor.... compartilhe-o
    http://fontedeterapia-orquideas.blogspot.com.br
    abraços

    Simone

    ResponderExcluir
  27. Imaginei vários coisas, mas nunca ia imaginar que fosse uma calcinha..kkk
    Esse tipo de texto nos prende a ler tudo né, ate descobriri esse mistério, muito bom :)
    ótimo texto.
    Beijos querido e bom fim de semana.
    www.esmaltesdadeiia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Adorei o texto. Ficou incrível!!!

    Beijo,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde, Jeferson. Tudo bem?!
    Obg. pela visita e pelo coment.
    Eu tbm gostei do seu blog.
    Parabéns pela esposanamorada, rs.
    Vc tem razão: é preciso continuar viajando, até pq meu filhote de 13 anos tbm precisa seguir, e bem, seu belo curso.
    Apareça sempre
    Fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  30. Amei o seu texto, parabéns!

    Você tem muito talento!

    bj

    ResponderExcluir
  31. Excelente, Jefhão!! Sempre mandando muito bem e nos deixando muito a pensar!!

    Abraçõssss

    ResponderExcluir
  32. Haha, gostei. Vou recomendar, conheço mais gente que adoraria ler isso.

    Até mais

    ResponderExcluir
  33. Muito bom!! Quanto a citação Machadiana...aformoseou ainda mais seu texto. Parabéns Jefh!! Abçs!

    ResponderExcluir
  34. Adorei...me surpreendi com a calcinha,achei o máximo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  35. Amigo Poeta, só posso me sentir uma pessoa privilegiada ao poder ler tanta sensibilidade, e estas em meus blogges, afim de dar a oportunidade de meus amigos e visitantes conhece-la.
    Parabéns

    ResponderExcluir
  36. Uma única expressão: "deliciosamente bem elaborado". Me fez sorrir como há muito tempo. Não que eu não sorria, pelo contrário. Mas me fez sorrir um sorriso diferente, desses que não se pode explicar nem classificar. Um sorriso de gratidão, de êxtase, de exaltação à simplicidade da vida e seus mistérios que nunca conseguiremos desvendar. Mas pensando bem, a vida tem lá sua magia justamente pelos "mistérios" e coisas sem explicação. Primoroso texto. Reverencio.

    Seja sempre bem vindo em meu mais modesto (e até mesmo lúdico) espaço onde escrevo meus "pensares".

    Ótimo domingo, Jeferson - _/\_

    ResponderExcluir
  37. Bom dia, Jeferson!
    Este espaço é maravilhoso. Aprecio muito este seu estilo de escrever. Certamente, retornarei mais vezes, sempre que for possível. Desde já, entro para o seu numeroso grupo de seguidores.
    Inspiração, sempre, é o que lhe desejo.
    Cordial abraço.

    ResponderExcluir
  38. Mulheres sempre surpreendendo...
    e com Olga não foi diferente.

    Adorei!

    ResponderExcluir
  39. Aiiiii que delicia de texto!!! Puxa,como vc escreve bem, que maravilha iniciar a semana lendo um texto assim, e vc tb citou Dom Casmurro, que é uma verdadeira obra-prima...E sobre a calcinha verde, esperava tudo menos isso..rsss...

    ResponderExcluir
  40. Muito bom e delicado blog!Abraços!

    ResponderExcluir
  41. Bom dia
    Muito obrigada pela visita e pelos elogios.
    Adorei seu blog, e o texto realmente Perfeito.
    Uma otima semana para vc.

    ResponderExcluir
  42. Nossa.. muito interessante seu blog!
    Obrigada por visitar o meu!

    ResponderExcluir
  43. Inusitado! Surpreendente! Adorei esse texto Jefh!!
    O que mais posso dizer: PARABÉNS mais uma vez ;)

    ResponderExcluir
  44. Olá Jeferson, obrigada pela visita em meu blog.
    Parabéns pelos três anos do blog.

    ResponderExcluir
  45. Obrigada pela visita, seu blog é muito interessante, parabéns pelo 3 anos do blog.
    Que Deus possa sempre, está nos guiando na nossa profissão.
    Namastê!

    ResponderExcluir
  46. amigo infelismente não tenho o abito de ler,quem sabe agora eu passe a gosta, não gosto de mentir vou voltar sempre aqui para ler ,aprender, e gostar. bjs fica na paz do senhor e tenha um bom dia

    ResponderExcluir
  47. Super interessante seu blog,adorei o texto.Parabéns pelos 3 anos de blog que venham muitos outros.
    http://www.chocolatecommenta.com/

    ResponderExcluir
  48. Obrigada pela visita no meu blog,
    adorei o texto!! Parabénsss!!!

    ResponderExcluir
  49. Dizem que nada neste Mundo é pior acaso ! estava a procura de uma inspiração e encontrei ! Aguarde minha próxima postagem ! Amei seu blog... ja fiquei freguesa ! Parabens Jeferson pelos 3 anos,eu sou bebezinho aqui...bjs

    ResponderExcluir
  50. Olá Jeferson, obrigada pela visita e por suas palavras carinhosas. Adorei a Olga, única e inédita como toda mulher. Brilhante texto. Bjs.

    ResponderExcluir
  51. Adoro textos que me surpreendem.
    Que bom que me convidou a conhecer seu blog, fiquei lisonjeada.
    Neste nosso meio é cada vez mais curta a linha de boas coisas pra se ver, ler e fazer.

    Sobre seu comentário no meu blog, concordo com " Infelizmente, estes desabafos se perdem no caminho".
    Se todos nós desemos um gritinho de indignação que fosse, mesmo que virtual, estes gritinhos se tornariam um berro de quebrar vidros! rsrs
    Abraços meu novo amigo.

    ResponderExcluir
  52. Olá Jeferson,fiquei muito feliz por sua visita em meu blog e por ter gostado dos meus trabalhos,amo muito o que faço e obrigado pelas palavras lindas.Achei muito interessante seu texto sobre a Alga faz ioga,vc espressa muito bem,com a'alma.parabêns,grande abraço

    ResponderExcluir
  53. Obrigada por visitar o meu blog. Tu escreves muito bem! Gostei muito deste texto.

    ResponderExcluir
  54. Calma... uma hora meu relatório fica pronto... É que eu escrevo um pouco, saio correndo pra dar uma aula, escrevo mais um pouquinho e lá vou pra mais uma aula...

    Obrigada por visitar meu blog!

    ResponderExcluir
  55. Oi Jéferson,tudo bem?
    Adorei seu blog, curti muito o texto, as postagens...
    Vc é um ótimo escritor! Passarei sempre por aqui!
    Tenha um ótimo fds!

    ResponderExcluir
  56. Já não consigo encontrar palavras para fazer comentários justos ao seu texto.
    Como levou tão bem o suspense até ao final!
    Como conseguiu prender tão bem o leitor, levando a imaginar uma série de objetos, menos ... uma calcinha!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  57. Jeferson, parabéns pelo blog e também pela literatura. Sucesso!

    ResponderExcluir
  58. Gostei muito do seu blog, vem cá conhecer o meu!!! bjs

    ResponderExcluir
  59. Olá Jeferson, primeiramente te agradeço pela visita em meu blog. Parabéns por seu trabalho, é sempre bom saber que mais pessoas se dedicam a escrita como eu e minha amiga escritora Adriana Brazil. Aliás te convido a ser um seguidor de minha página e ver que já fiz uma postagem com relação ao livro "Outono de Sonhos", meu blog é bem diversificado trato vários temas.

    http://blogismenianunes.blogspot.com.br
    Até mais,

    ResponderExcluir
  60. kkkkkk, Olga é normal, usa calcinha.
    Nem vou dizer o que imaginei...que no fim não era.
    Gostei do seu blog, grata por ter visitado o meu: atelieholistico.blogspot.com
    Sucesso

    ResponderExcluir

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails