quarta-feira, outubro 26, 2011

XONGAS

Sua ausência lhe causava um vazio. Esse vazio era preenchido por saudade e tédio. Muita saudade, e todo o tédio do mundo. Não havia como atravessar àquela rua sem lembrar-se das vezes em que a atravessaram juntos, sorrindo e se resvalando nas mãos, nos antebraços, braços, nos ombros, quadris, coxas, pés, nos troncos, nas faces, nas frontes, nas cabeças, nos cabelos um do outro. Praticamente se embolavam diante do trânsito nervoso, tenso, bem como dos transeuntes apressados de caras amarradas. Naquelas ocasiões, nada importava de fato, senão o amor que os envolvia e os movia na travessia daquela rua, e na travessia de todas as ruas que cruzavam juntos.

A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Quem é que nunca provou dessas poções mágicas e transformadoras? Quem? Quem?


Ele sentia vontade de escrever. Escrever era a única maneira barata e acessível de espiar aquele tumulto de sentimentos à deriva no marasmo dos sentidos em que vivia seus dias. Mais uma vez pensou nas palavras de João Paulo Cuenca durante um bate papo na feira literária de Paudalho, Pernambuco: “Eu precisava escrever para dar conta daquele momento, e assim eu comecei a escrever num velho computador”. O escritor disse esta frase quando se referiu a um momento muito difícil de sua vida onde morou em um minúsculo apartamento em um conjunto residencial que mais parecia uma colméia superlotada.


Pensativo, preparava-se para atravessar a rua. Tinha em sua mão um copinho plástico de água fresca que acabara de extrair do bebedouro dentro da pequena loja. Já deixava na calçada o pensamento e a química da saudade. Agora sentia seu corpo reagir ao pensamento e à química da angustiante solidão que pairava sobre sua cabeça. Sabia que, ao chegar em casa, era a casa vazia, poeirenta e mofada que lhe aguardava. De longe, avistou uma figura que se aproximava lhe dirigindo a palavra e enlanguescendo o passo, ao mesmo tempo em que aumentava a oscilação dos braços a roçar o abdome roliço e globoso. Cumprimentaram-se. Era o Xongas, João Xongas. Perguntou de como ia sua mãe. Ele, o Xongas, detalhista como poucos, decidiu explicar. Explicou. O outro ouviu. Na boca de Xongas, perdigotos eram vírgulas, pontos, e pontos e vírgulas. Sentiu medo do amigo. Como tomaria sua água depois daquela conversa? Perdeu um copo de água fresca. Despediu-se, e partiu.


Gostou desta humilde postagem? Não? Tudo bem, eu entendo. Mesmo assim, obrigado por ler! Este conto continua em AMÉLIA É QUE ERA MULHER DE VERDADE

73 Comentários:

Blogger ruma disse...

Hello, Jeferson Cardoso.

The excellent and lovely work.

The autumn profound, painted space

The prayer for all peace.
from Japan, ruma ❋

26 de outubro de 2011 23:37  
Blogger Tayrine Castro disse...

Obrigado pelo comentario tão carinhoso em meu blog gostei muito das tuas postagens e voltarei assim que tiver novidades, te linkei na barra lateral do meu blog.

27 de outubro de 2011 05:31  
Blogger Claudia Santos disse...

Olá Jeferson,agradeço a visita em meu blog,e seu comentário que muito me honra.
Li,gostei e me identifiquei com seu texto.
Quando a gente vive algo que deixa nosso coração marcado,é assim que a gente fica,com saudade e com tédio...
Mas enfim,agradeço e retribuo o abraço.

Gostei do seu blog.
Vou colocá-lo em minha lista com certeza.
Até mais...

27 de outubro de 2011 05:50  
Blogger Anjo Luzzzzz disse...

oiee bom diaaa...gostei da postagem..seu blog é muito show viu...um dia chego lah tbm

27 de outubro de 2011 06:12  
Blogger JAN disse...

QUÍMICA DE... XONGAS :-)))))))
FAZ BEM, PRA MIM, QUE VC ESCREVA;-)

ABRAÇÃO
JAN

27 de outubro de 2011 10:37  
Blogger Leonardo Camilo disse...

Jefersom postagem maravilhosa essa postagem pode ser um enredo para um grande filme
Feliz por acompnhar seu blog
Abraços fraternos e muitas felicidades!!!!

27 de outubro de 2011 11:01  
Blogger Marili Alves disse...

muito bom, li várias vezes, interessante essa visão.
paz e bem!!!

27 de outubro de 2011 12:18  
Blogger Beatriz! disse...

Boa tarde querido Jefh!
Espero que esteja tudo bem com você.
Honestamente, desta vez me perdi em seu texto.
Percebi que tenho que estudar mais.
Um abraço e muita felicidade sempre!
Bjs...

27 de outubro de 2011 12:48  
Blogger Marly Bastos disse...

Jef, Jef,
Como não gostar dos teus textos? Simples, detalhistas, vivazes e nos remetem à ele. Sempre fã e claro que meu voto é seu.
Esse Xongas deve ser do tipo que a gente precisa de um guarda-chuva pra poder conversar frente a frente, senão sai toda babada. Ecaaaaaaa
Beijokas doces

27 de outubro de 2011 13:26  
Anonymous Luzinete disse...

Não tem como não gostar de suass matérias amo histórias como humor e amores, com certeza meu voto vc já tem .Abraços Boa noite***

27 de outubro de 2011 15:29  
Blogger Gika Baptistella ♡ disse...

Belo post, adorei, e fico feliz em ver que ainda há pessoas como voce que conservam esse sentimento lindo ,e escreve muito bem sobre !
Votarei no seu blog,Boa sorte !
Beijos

27 de outubro de 2011 15:39  
Anonymous Anônimo disse...

Muito bommmmmm! adoro vc! beijos Andressa

27 de outubro de 2011 16:25  
Blogger Paula Fliess disse...

"Gostou desta humilde postagem?" Claaro que sim. haha. Posso pedir pra ter esse texto no A Vida é Minha?

27 de outubro de 2011 16:47  
Blogger Roberta Aldry disse...

Boa noite, Jeferson!
Obrigada pela visita! Parabéns pela matéria! Hoje em dia como dantes há que se sentir amor e um desejo de entrega. Atualmente, muito se torna tão ríspido e cruel que se carece de amor e de paciência, bem como de posicionamento político diante de tantos acontecimentos.
Estou começando um percurso com o blog Em Formação. Estarei a postar mais matérias que possam ser relevantes e do seu interesse. Quando dispuser de tempo visite o http://roberta-aldry.blogspot.com
Agradeço sua participação e incentivo.

27 de outubro de 2011 17:15  
Blogger Juliana disse...

Gostei da ideia de escrever como uma maneira de espiar os sentimentos confusos!

28 de outubro de 2011 03:35  
Blogger Jô Piantavinha disse...

Olá, Jeferson!
Não sabe como me alegra saber que meu blog está sendo lido e comentado por pessoas da maior qualidade como você! Concordo com tuas palavras, por isto não podia deixar de fora de meu blog esta publicação do Momento Espírita.
Adoro teu blog também! Meu sonho é ter um número de seguidores igual a você.
Muita paz e bem para ti!

28 de outubro de 2011 04:29  
Blogger Pura Arte disse...

Oi Jeferson, vim conhecer esta pessoa que brinca,com as palavras ao reproduzir o nosso cotidiano de forma tão humorística.


Em relação a transformação, acredito que só acontece com o nosso consentimento.
Obrigado pela visita;

Tania oliveira ( puraartesanatos.blogspot.com )

28 de outubro de 2011 04:38  
Blogger Karyna disse...

"Blogueiro Navegante"... Li alguns dos seus textos, acabei me perdendo nas suas palavras, frases envolventes e poções mágicas... Adoro isso... Saber que ainda existem pessoas que acreditam em algo tão utópico, como a tal da poção. É um deleite para minha mente (em ler um texto tão bem escrito) e um conforto para o meu coração (ainda há quem sinta emoções tão intensas)... Obrigada por me permitir essa leitura,realmente suas palavras são um presente! Em um universo onde tudo é tão descartável, ainda posso me surpreender no mundo virtual! Beijos no seu coração, Karyna

28 de outubro de 2011 05:47  
Blogger Rose Dayanne disse...

Parabéns! VIsitando sempre que posso!

28 de outubro de 2011 08:57  
Blogger Roberta Aldry disse...

Boa tarde, Jeferson!
Parabéns pela publicação!
Obrigada pela visita ao meu blog Em Formação (http://roberta-aldry.blogspot.com).
Aguardarei sua visita nas próximas publicações! Estarei acrescentando postagens que possam ser interessantes.
Abraço!

28 de outubro de 2011 11:08  
Anonymous Márcia Reis disse...

Parabéns Jeferson, gostei bastante do seu blog e já estou seguindo... e caso queira seguir o meu fico muito feliz e visite sempre que puder! Um grande abraço!!!

28 de outubro de 2011 12:18  
Blogger Bruna Letícia disse...

oiiiiii!!! lindo esse trecho: "Sua ausência lhe causava um vazio. Esse vazio era preenchido por saudade e tédio. Muita saudade, e todo o tédio do mundo."
"Naquelas ocasiões, nada importava de fato, senão o amor que os envolvia e os movia na travessia daquela rua, e na travessia de todas as ruas que cruzavam juntos."
Quem nunca sentiu a química do amor, do tédio e da saudade??
beijos e ótimo fds.

28 de outubro de 2011 17:46  
Blogger Ceiça disse...

Olá Jeferson, vi seu comentário e passei pra ler mais um texto e adorei! Você foi agraciado com o dom da escrita. Rogue todo dia a Deus para que continue te dando esse dom tão raro.Sempre que me sobrar um tempinho passarei pra me deliciar com seus textos. Gosto muito de ler, e ter conhecido seu blog foi maravilhoso ! Irei fazer propaganda dele para meus amigos mais próximos e pedir alguns votos para vc. Conte com o caminharnamissao.Atenciosamente, Ceiça

28 de outubro de 2011 18:41  
Blogger Nyce Pinto. disse...

Bom dia amigo! Passando para desejar sempre um feliz final de semana, com muita alegria, companhia e amor...sei que isso não lhe falta nesta família linda que tem... Jefh...agora lendo o texto fico aqui pensando e,usando frase sua: "A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Quem é que nunca provou dessas poções mágicas e transformadoras? Quem? Quem?..." Lindo! As vezes (poucas é verdade) sinto essa "saudade" e esse "tédio"...(sorriooo) Grande abraço!

29 de outubro de 2011 05:41  
Blogger Ceiça disse...

Estou dando uma passadinha e ontem votei. Tire-me uma dúvida :Quantas vezes podemos votar? É por textos ou não?Um abraço

29 de outubro de 2011 06:58  
Anonymous Bia disse...

Ou muito me engano ou seu texto "Xongas" tem um qu~e de machado de Assis..talvez vc até nem saiba,talvez saiba..enfim,agradou-me,como fâ ardente e conhecedora da obra deste que lhe citei.

Abraços \o ,Bia.

29 de outubro de 2011 08:29  
Blogger Beatriz! disse...

Boa tarde querido Jefh!
Voltei sim e resolvi dar mais algumas lidas e com calma. Agora conseguir entender seu texto. Um momento, um instante, uma lembrança boa em que o mundo passa em nossa mente, depois notícias detalhadas da família de um amigo tudo isto em uma esquina onde a água ia se esquentando.
Um forte abraço e obrigada pelo carinho constante.
Deus lhe abençoe sempre!

29 de outubro de 2011 09:28  
Blogger Jô Piantavinha disse...

Jeff,
Obrigada você por visitar sempre meu blog, gostar e comentar as postagens e, principalmente, ser instrumento de incentivo.
Muita paz e bem!
Beijos,

29 de outubro de 2011 11:55  
Blogger Jô Piantavinha disse...

A propósito, adorei este conselho...
“Mesmo que a felicidade lhe caia do céu é preciso estar na hora e no lugar certo. Mova-se!” (Jefhcardoso)

29 de outubro de 2011 11:58  
Anonymous Lucia Sobreira disse...

O amor é que move o universo sem ele somos nada.
Que cada um aroveite a máximo o momento que esta perto de quem se ama,para que depois ,não se arrependa,para o resto da vida,ou viva so de saudades.bj

29 de outubro de 2011 12:21  
Anonymous Rita disse...

Obrigado pela visita Jeferson,não entendí como voce foi parar no meu blog de artesanatos, mas tudo bem, que bom que foi lá (rsrsr)!Também gosto de escrever, tenho também um blog:misticpoesia.blogspot.com
Espero que goste.Parabéns pelo seu trabalho, muito bom;passarei por aquí mais vezes!

29 de outubro de 2011 14:44  
Anonymous Luzinete disse...

A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Que linda matéria,essas químicas fazem grandes transformações na nossas vida, traz em aguns momentos tristezas mas tambén muitas felicidades, tenha um ótimo domingo***

29 de outubro de 2011 18:28  
Blogger DÉIA disse...

Amei teu BLOG e agradeço por comenta em meu BLOG é uma pena que vc não seguiu estou te seguindo e amando tudo isso aqui...Bjus

30 de outubro de 2011 13:52  
Blogger Camila Barrochelo disse...

Boa noite Jeferson.
Agradeço a visita em meu blog, espero que volte mais vezes.
Tô sem palavras para esse seu texto, é uma poesia, perfeito.

Um abraço !
E por favor, continue à escrever :D

30 de outubro de 2011 15:54  
Blogger Van disse...

Oi Jefh

Xongas...esse nome combinou tanto com a figura!

Muito boa a sua crônica, um final inusitado, é pra ver que quando nossa energia é de solidão e de mofo em casa, a gente atrai muitos xongas e perde muitos copos d'água.

Beijos!

30 de outubro de 2011 18:09  
Blogger Aninha Franco disse...

Como sempre, oq vc escreve, enche meu coração!
Parabéns, querido!

31 de outubro de 2011 04:40  
Blogger ana costa disse...

Foi na riqueza dos detalhes, nos mais pequenos pormenores deste maravilhoso texto, que eu me encantei!
Com perdigotos ou não, o que interessa é que quem lê, para além de ler um texto bem escrito, consegue no fim soltar um sorriso!
Beijo Jeff, e uma linda semana

31 de outubro de 2011 04:55  
Blogger Fagnara Fabrícia disse...

ola meu querido, muito obrigada pela visita, quem nunca sentiu nao mesmo, tenha uma otima semana!!!!
Fagnara

31 de outubro de 2011 05:47  
Blogger Beatriz! disse...

Obrigada querido por ser sempre carinhoso.
Um abraço fraterno da Bia!
Excelente e abençoada semana!
Bjs...

31 de outubro de 2011 08:10  
Blogger Tábata Gomes disse...

Obrigada ^^
http://stupedodesejo.blogspot.com

31 de outubro de 2011 08:23  
Blogger FashionArts | Terezinha disse...

oi Jeferson! obrigada pela visita no blog! gostei do seu texto, belas palavras! se puder volte sempre no blog!

31 de outubro de 2011 09:07  
Blogger Solange disse...

O limite entre o que temos de mais precioso no momento,
e os vários Xongas que por acaso encontramos,
é somente de uma rua movimentada..

bjs.Sol

31 de outubro de 2011 09:11  
Blogger Janaína Pupo disse...

Meu querido.
Como sempre, me perco e me transporto pra dentro de suas palavras. Que coisa maravilhosa seu jeito de escrever.

"A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Quem é que nunca provou dessas poções mágicas e transformadoras? Quem? Quem?"

Amei isto!

Ótima semana meu lindo amigo.
Beijos

31 de outubro de 2011 11:56  
Blogger Butterfly Smile Klaudia disse...

Mto bom Jeferson Cardoso seu blog. Segue tbm o meu. Um abraço!

31 de outubro de 2011 12:16  
Blogger JULIANDRA ALENCAR disse...

Olá amigo. Parabéns novamente pelo texto, como sempre, muito detalhista e realista: "A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Quem é que nunca provou dessas poções mágicas e transformadoras? Quem? Quem?"
Valeu a pena esperar pelo proximo post, excelente texto. Parabéns! Fique com Deus! Abraços...

1 de novembro de 2011 03:21  
Blogger Janaina disse...

Retribuindo a visita .
E sinceramente com humildade te digo que fui procurar o significado da palavra xonga.
Bem mais uma no meu vocabulário.
E vou votar na sua xonga.

1 de novembro de 2011 05:39  
Blogger Néia Lopes disse...

Oi querido! você sempre me alegra com sua visita e seus comentários.Já dei meu voto lá tá?
Abraços!
avidaemversos-clopestsouza.blogspot.com

1 de novembro de 2011 06:01  
Blogger Iliane disse...

já cheguei e amei..vou ler com calma..tudo..e..tô seguindo!!!um grande abraço

1 de novembro de 2011 06:08  
Blogger Lelia Dourado disse...

"O XONGAS" é simplesmente espetacular!
Parabéns "Poeta" Jeferson.

1 de novembro de 2011 11:06  
Blogger Nayara Jacquelyne disse...

Ok, gosto de algo assim meio inacabado fazendo o outro tentar deduzir o "e depois"... Li com bastante calma e intensa compreensão a dica que deixo é - Não deixe o amor passar..
Obrigada pela sua visita ao meu blog sou nova por aqui mas conto com vc!
Boa Semana..

1 de novembro de 2011 12:59  
Blogger Rafael Castellar das Neves disse...

Eita Jefhão!! Seu texto me trouxe tanta coisas...tantas...que coisa...[revendo]..

Abração!!

1 de novembro de 2011 15:55  
Blogger Daniele disse...

Gosto dos que escrevem palavras vivas. Então seguidores um do outro, em palavras escritas, de agora em diante.

1 de novembro de 2011 18:14  
Blogger Lucineide Medeiros disse...

Olá amigo.Obrigada pelas palavras ao blog. Já acrescentei seu link ao meu. Também adoro, mas por enquanto as minhas próprias não tenho tempo. Ainda vou começar a fazer também que adoro.

Abraço
LUCINEIDE MEDEIROS

1 de novembro de 2011 19:24  
Blogger Gabii Roque disse...

caro Jefh, vc ainda pergunta se pode contar cmg p ler seu blog?! obvio q pode contar cmg, ñ precisa nem pedir q jáh estou aki lendo, ñ ñ foi apenas carinhoso de minha parte, realmente você tem um dom, fala de coisas tão interessantes de uma maneira q as faz parecer mais interessates ainda...
bjão

2 de novembro de 2011 09:10  
Blogger Betina Magalhães disse...

Uau, adorei o post rs.
Meu blog que você disse ser lindo parece brincadeira de criança perto do seu hein!
Adorei, adorei, adorei *--*

2 de novembro de 2011 12:05  
Blogger Gika Baptistella ♡ disse...

Os posts sao maravilhosos ! Parabéns!
Muiiito obrigada pela visita em meu blog e pelo comentário, fico muito agradecida ! :)
Tudo de bom para voce!
Beijos !

2 de novembro de 2011 17:19  
Blogger Favo de Mel disse...

Oi Srº Jefh, passei para fazer minha leitura, melhorar meu vocabulário e aprender um pouco mais das coisas da vida. Sua forma de escrever é muito simples e complexa ao mesmo tempo, as vezes sinto uma profundidade em seus textos que nos faz refletir sobre os fatos diarios de nossas vidas. Mais uma vez parabéns uma boa noite e até breve.

2 de novembro de 2011 18:50  
Anonymous Giovanna disse...

Olá Jefh passei para uma visita e amei a sua postagem, mensagens transparentes e explicitas, gostei do que li.

deixo te um abração
Giovanna

2 de novembro de 2011 19:51  
Anonymous Anônimo disse...

"XONGAS": De tanto lê-lo, vou acabar decorando. Você será o vencedor porque é o melhor.
Quanto a Salvador/Ba, até eu fico encantada com tanta beleza, é tudo aquilo e muito mais que você verá lá pra frente. Obrigada pela sua visita.
http://www.lelia-dourado.blogspot.com

3 de novembro de 2011 04:26  
Blogger cemart´s disse...

Olá Jeferson...
Obrigado com atraso,,,rsrsrs...pela visita em meu blog.O seu é uma maravilha.Que Deus continue te abençoando ricamente.Que bom que gostou da xícara rsrsrsrs...Bjs

3 de novembro de 2011 11:28  
Blogger Erneston_gf disse...

Ola... Passando para conferir as novidades do seu blog, como sempre ótimo. Sempre com uma boa leitura. Sempre aqui... Até mais...

3 de novembro de 2011 13:59  
Blogger Cassia Amanda Flores disse...

Obrigado pelo comentario tão carinhoso em meu blog gostei muito das tuas postagens :)

3 de novembro de 2011 16:39  
Blogger Tábata Gomes disse...

Oláa obrigada pela visita ♥
http://stupedodesejo.blogspot.com

4 de novembro de 2011 02:37  
Blogger Simone butterfly disse...

A química do amor... A química do tédio... A química da saudade... Quem é que nunca provou dessas poções mágicas e transformadoras? Quem? Quem?
De todas essas quimicas fico com a quimica do amor é gostoso e faz bem! beijos carinhosos

4 de novembro de 2011 07:38  
Blogger Larissinháa. disse...

Oii, passando pra deixar um otimo fds .Abraço
OBS: Parabéns seu blog tá oteeemo.

4 de novembro de 2011 09:05  
Blogger Roberta Giannini Psicóloga disse...

Boa tarde Jefersom, um fisioterapeuta sensível, e isso é ótimo!!!
Você é muito bom como escritor e vou divulgar seu trabalho sim, porque ralamente é bom, parabéns.
Beijos,
Roberta.
http://robertapsicologa-rp.blogspot.com/

4 de novembro de 2011 11:54  
Blogger Vanessa Sullivan disse...

João...João, nome do meu amado pai, muito obrigada por ter comentado em meu blog, ainda só sou uma iniciante e, a minha busca ainda é constante. Fico feliz, que tenha se identificado com a minha postagens, que só são pensamentos paralelos, o qual, decidi dividir, com o público. A propósito, gostei muito do seu post, é rico em detalhes e emocionante. Afinal, somos movidos pelos nossos pensamentos, né? E, pode deixar, que ajudarei a divulgar também ;) espero, o mesmo de você...^^

4 de novembro de 2011 12:25  
Blogger IaraOliveira disse...

obrigada pelo comentário e pela visita!
Muito interessante seu blog :D
já votei lá!

4 de novembro de 2011 15:17  
Blogger Beatriz! disse...

Boa noite Jefh!

Tudo lindo por aqui como sempre!
Passei para deixar uma mensagem:
Exclua os problemas da mente, valorize as coisas boas que te acontecem durante o dia, a semana...
Pense nelas...
espere coisas boas...surpresas agradáveis..
Faça por onde..
Lembre-se as vezes é sorte, mas na maioria das vezes é merecimento!
(Renata Medeiros)
Ótimo final de semana!
Beijos da Bia com muitas bençaos!!!

4 de novembro de 2011 15:27  
Blogger Ig. disse...

Olá Jeferson (é assim que se escreve?)...
Grata pela visita no Dona Sinhá, votei, li prá caramba e adorei sei blog; tanto que esou seguindo.
Um abraço
Ig.

5 de novembro de 2011 06:31  
Blogger Nuvembranca disse...

É para ler e reler. Parabéns, belíssimo poema.

5 de novembro de 2011 12:27  
Blogger Anny Diniz disse...

Fique encantada com o poema, até chorei #bestaeu
você escreve muito bem e transmite todos os sentimentos que deseja através das palavras.
você falou de uma forma que eu me identifiquei com o poema.
realmente me impressionou (:

fiquei muito feliz com sua visita em meu blog, o espero mais vezes por lá. você acabou de ganhar mais uma seguidora e leitora, espero que eu também ganhe :D

http://leideanediniz.blogspot.com :*

6 de novembro de 2011 09:10  
Anonymous Dilma Esteves disse...

Caro blogger,
gostei das suas publicações alusivas ao 3.º aniversário do seu blog. Achei-as super interessantes. Continue com essa dinâmica...nem sempre é fácil. Obrigada pla visita e plo comentário no meu blog "angochina".

14 de novembro de 2011 04:52  

Postar um comentário

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial