domingo, abril 03, 2011

A ONÍRICA VIDA DE ARMELAU

Era um dia comum como tantos outros dias de trabalho comum na vida do funcionário Armelau. Com o céu nublado, caía uma fria garoa intermitente sobre os telhados marrons lodosos e o pavimento cinza escuro. A sala de Armelau ficava onde fora a sala de estar de uma antiga casa adaptada pela empresa de papeis na qual ele trabalhava.

Sentado em sua mesa, Armelau ajeitou alguns papéis, abriu uma pequena gaveta da sua escrivaninha, da qual retirou um pequeno embrulho em papel kraft. Em seguida, fechou-a e volveu a minúscula chave, duas vezes. Fechou também algumas páginas em que navegava na web. Deixou carregando um programa de dados que estava baixando desde a primeira hora de serviço. Naquela manhã a internet estava especialmente mais lenta do que de costume. Com um esforço das pernas, empurrou a cadeira com rodízios para trás, descalçou os sapatos, depois desafivelou o cinto. Também afrouxou o nó de sua gravata enquanto observava fixamente a barra de progressão do download do programa. Desabotoou o punho da camisa e puxou a barra para fora da calça... Teve a impressão de cochilar por algum tempo, por muito tempo. Levantou-se lentamente com as mãos sobre os joelhos e com os olhos fixos na tela do monitor. Espreguiçou-se longamente e bocejou feito um leão sonolento.

Após algum tempo mais, deixou sua sala e entrou pelo corredor. Caminhou macio até a pequena cozinha com o piso frio sob os pés. A faxineira, Rosalva, vinha logo atrás com um pano quase seco no rodo esfregando o chão embaçado. Ela levantou os olhos para Armelau e pareceu surpresa com o que via, espantada. Parou de esfregar o chão de súbito e passou a olhar fixamente para o rapaz. Almelau abriu o embrulho do qual retirou de dentro um enroladinho de queijo e presunto e colocou no forno de microondas, fechou a portinhola e programou o aquecimento e o tempo.

Vendo que era encarado insistentemente por Rosalva, fingiu não notar. Abriu a porta da velha, barulhenta e antiga geladeira azul, apanhou uma lata de néctar de manga. Ao ouvir o alarme do cronômetro do forno disparar, retirou o salgado e colocou-o no prato. Com o suco na mão esquerda e o salgado na direita, encaminhou-se para a recepção, onde havia uma televisão; queria assistir ao noticiário esportivo, ver se seu time dava algum indício de que escaparia do rebaixamento no ano corrente.

A secretária, ao ver Armelau adentrar com a lata de suco e o salgado no prato, também pareceu surpresa em um primeiro momento e espantada a seguir. Ele mais uma vez achou ser adequado fingir não notar o comportamento estranho das mulheres. Sentou-se na poltrona que ficava posicionada de frente para o aparelho televisor, cruzou as pernas, depositou o prato no colo e a lata de suco no chão e pediu para que Adalgisa aumentasse um pouco o volume, “se possível, por favor.”. Adalgisa aumentou o volume mecanicamente como se não entendesse algo.

Antes mesmo que Armelau terminasse o seu almoço, chegou o diretor geral da empresa, Osvaldo Graça, seguido por Rosalva, e estacou ao lado da poltrona do rapaz. Encarou-o firme e reprovadoramente dizendo “O senhor poderia, por gentileza, acompanhar-me agora mesmo até a minha sala, seu Armelau?”. Armelau depositou o restante do enroladinho no prato, a lata de suco e levantou-se ainda sob o olhar do diretor. E indagou serenamente, como que lamentando grandemente o presságio de algum fato vindouro: “Então eu não estou sonhando, Sr. Sigismundo?”. O diretor apenas repetiu o convite para que o rapaz o acompanhasse até sua sala estendendo a mão espalmada e indicando a direção. Armelau seguiu com um semblante apático e derrotado. Ao passar pela porta deslizante, pode ver no vidro a sua imagem refletida. Viu que era branca a cueca que usava, e mais nada.


Obs. A foto que ilustra a postagem fora realizada, com permissão da secretária, dentro da Galeria Municipal de Arte de Itajaí S.C, em Janeiro deste ano. O quadro fotografado é de autoria do artista Venâncio Domingos Neto. E a canção que eu recomendo para acompanhar o todo é Fantasia, da obra de Heitor Villa Lobos.


117 Comentários:

Blogger Camila Lima disse...

Muito bom, gostei!

3 de abril de 2011 19:13  
Blogger Jorge Scarpin disse...

Meu caro, gostei do texto, um texto muito bem escrito, boa ligação entre parágrafos, boa fluidez. Vou passar a visitar seu blog mais vezes.

4 de abril de 2011 05:10  
Anonymous Anônimo disse...

Adorei!!! Muito legal Jefh, bjs!!!!!!!!!

4 de abril de 2011 05:30  
Anonymous Anônimo disse...

rsrsrs ahhh Jefh.. juro que agora eu quis te matar rsrsrrssr.. tudo isso por ser uma cueca branca? rsrsrsr... com essa vc nos pegou direitinho rsrsrrss...

Beijocas super em seu coração meu menino criativo [:)]

Verinha

4 de abril de 2011 05:30  
Blogger Ana Cecilia disse...

Oi Jefh, gostei muito da cronica!
Pode continuar me avisando quando escrever outras!

4 de abril de 2011 06:39  
Blogger A Galera disse...

Parabéns pela crônica. Uma leitura muito gostosa de se fazer. Que Deus o abençoe! Abraço!

4 de abril de 2011 07:08  
Blogger Raíz disse...

Super interessante.

Quando esperava a bronca pelo fato de estar se alimentando, o cara se vê de cueca.

MUITO BOM!

Beijos

Mirze

4 de abril de 2011 07:18  
Blogger Débora Tolardo disse...

Obrigadinho pela visita e pelo carinho.
Parabéns pelo blog e pelos textos maravilhosos. Adorei... Já estou te seguindo.

Fica com Deus.

Débora Tolardo
http://artesmisturadas.blogspot.com/
http://mariakakareko.blogspot.com

4 de abril de 2011 09:04  
Blogger Equipe Jornalística ArtNews, By Morangos! disse...

Boa tarde Jefhcardoso.
Meu nome é Mariana e sou colunista do jornalzinho ArtNews.Obrigada por visitar o nosso blog.

4 de abril de 2011 11:05  
Blogger Equipe Jornalística ArtNews, By Morangos! disse...

Olá Jefhcardoso.
Eu me chamo Michelly e sou a diretora financeira do jornalzinho ArtNews.Eu gostei muito do seu blog.
Um abraço.

4 de abril de 2011 11:15  
Blogger Rhaísa Lara disse...

Ele só tava de cueca? =O
Ahh, adorei. envolvente.

Caro amigo, muito obrigada por me mandar a história, ja que não tenho como vê-la no twitter. "devo providenciar uma para mim, urgente", sinto-me lisonjeada em ajudar na inspiração!
Obrigada mais uma vez por sua atenção e visitas!

Abraços, e fique com Deus!

4 de abril de 2011 12:16  
Blogger Janaína Pupo disse...

Mais uma vez, parabéns!
Beijos.

4 de abril de 2011 13:07  
Blogger Ma Ferreira disse...

Jef..também o que poderíamos esperar de alguém com o nome de "Armelau"".
Lá fui eu no google pra ver o significado da palavra onirico. Agora eu sei...risos.
Vc assistiu o filme "Um lugar Chamado Notting Hill "?. Seu personagem me lembrou AQUELE AMIGO
do personagem vivido pelo Hugh GRant, que morava com ele e vivia no mundo da lua.

De onde vc tira tanto assunto?? risos
Parabéns mais uma vez!!!!

Ma Ferreira

4 de abril de 2011 13:53  
Blogger Ana Tapadas disse...

Mais uma crónica/história muito bem tecida e de boa leitura. Parabéns.
bjs

4 de abril de 2011 15:02  
Blogger shan-Tinha disse...

o pobre armelau estava viajando e só ele não sabia. Doença que tá pegando muita gente, o stres! alto nível seu textos jefh,bj!

4 de abril de 2011 16:49  
Blogger valquiria calado disse...

"Nosso Coração é Uma Casa onde ninguém entra e sai, com ou sem nossa permissão, sem deixar marcas nas paredes."

(Letícia Thompson)


...........|""""""""""""""""""""""""||_
...........|Neste "♥" tem amizade, |||"|""___
...........|________________ _ |||_|___|)
...........!(@)'(@)""""**!(@)(@)***!(@)

Trago um caminhão de sucessso e alegria pra tua semana.
Beijo da amiga.

4 de abril de 2011 17:11  
Anonymous Anônimo disse...

É isso que dá viver no mundo da lua. Esquecer de vestir as calças não é normal a não ser para um onírico como o seu Armelau.
Adorei sua crônica Jef.

4 de abril de 2011 18:58  
Blogger Ma Ferreira disse...

Jef...obrigada pelos comentarios tão carinhoso em meu blog. Escrever daquela maneira sobre não ser poeta ou escritor...pode. Lembra Fernando Pessoa.
Na ultima postagem do meu blog, estava sem texto te convido a voltar lá ( risos ) e ver a "obra" completa.
Abraço,
Ma

4 de abril de 2011 19:12  
Blogger Guilherme Ramos disse...

Ahahahahahah... BOA! Surpresa BOA! Muuuito BOA! Enganou a gente direitinho, hein?

Veja esse meu (curtinho e antiguinho):

http://prosopoetica.blogspot.com/2006/06/12-de-junho.html

Foi meu PRIMEIRO post no Prosopoética...

Abração!

4 de abril de 2011 20:11  
Blogger Suyanne Correia disse...

Eu juro que queria ver através dos seus olhos... são muito precisos, parece que nada escapa, e tudo tem sua importância... queria ver como você! Às vezes tenho a estranha sensação de estar perdendo alguma coisa simplesmente por não conseguir ver! Não tô falando de olhar, passar os olhos e sim de ver mesmo. Você parece que está sempre ligado, vendo tudo! Deve ser muito observador, isso sim... :)

@nannycorreia

4 de abril de 2011 20:39  
Blogger Dóris disse...

Olá Jefh!
Texto genial, muito bom...
Já pensou se a moda do Armelau pega?

Abração

4 de abril de 2011 21:38  
Blogger Universo Paralelo disse...

Muito bom ,e pensar que isso pode mesmo acontecer na vida de qualquer um, dependendo da situação, eu acredito! rsrs Visitei seu blog e fiquei admirada com tão belos escritos que por aqui eu li, parabéns e estou te seguindo, voltarei sempre! Obrigada pela sua visita! beijos

5 de abril de 2011 03:48  
Blogger Solange disse...

já aconteceu de eu estar dirigindo, e de repente olhar para meus pés pra verificar se estou de sapado ou havaianas...rs

bjs.Sol

5 de abril de 2011 05:23  
Blogger Mel disse...

Olá, Jef!

Adorei o texto com a pitada necessária de um realismo estressante da mesmice!

Obrigada, também, por comentar incrivelmente o meu blog, ainda em fase inicial.

Prazer em tê-lo como leitor e como inspirador!

Abs, Mel (http://melikai.blogspot.com)

5 de abril de 2011 05:40  
Blogger Kathley disse...

Um texto muito bem escrito . . parabens ! gostei :D

5 de abril de 2011 05:44  
Anonymous Aninha Valeska disse...

Tantos detalhes me fizeram entrar no cenário e assumir, ora a figura de Armelau, ora a figura de Rosalva. Se olharmos para o cotidiano, muitas vezes nos sentimos desnudos, mesmo estando vestidos, nos sentimos nus, mesmo estando encobertos. Serão nossos olhos, impressões, visões que nos faz enxergar o mais e o menos? Serão nossos tabus, nossas críticas, nossas exigências querer ver o outro como se nossa imagem e semelhança fosse?

Parabéns pelo blog, serei mais uma seguidora a acompanhar os seus escritos e participar, comentando. :)

5 de abril de 2011 06:00  
Blogger CF disse...

Interesante texto... Será mesmo onirismo do protagonista? ou ele estava mesmo de cueca? Lembra-se daquela história "O rei vai nu"???
Pois este texto fez-me lembrar.
Abraço

5 de abril de 2011 07:14  
Blogger Martha Helena disse...

Agradeço a visita no meu blog e o convite para vir aqui. Uma surpresa muito agradável, tua crônica é deliciosa e envolvente.
Parabéns pelo blog.

http://marthahelenaperdaseganhos.blogspot.com/

5 de abril de 2011 08:05  
Blogger Nova Holanda disse...

muito bom mesmo. @gerlaniomuniz no twitter.

5 de abril de 2011 08:07  
Blogger Yuri Michel Stelle disse...

Bacana o texto Jefh. Prende a atenção do leitor, é bem detalhado e tem um final inusitado. Parabéns. Abço

5 de abril de 2011 08:31  
Anonymous Anônimo disse...

olá Jefh!!
Parabéns pela Crônica.. Muito bom... Grande Armelau, e seu fantástico mundo rsrs
com certeza, venho mais vezes por aqui!!

bjos Beatriz!

5 de abril de 2011 08:49  
Blogger Aparecida Pimentel disse...

Caro Jefh,
Sua crônica foi muito bem elucida. Contexto brilhante! Precisamos de pessoas assim, a cada dia, a cada instante, entre a poesia e a prosa, entre a crônica e o discurso indireto livre...Parabéns! Acompanhar seu blog será um prazer! Abs, Aparecida Pimentel - http://ensinoaprendizagemdigital.blogspot.com

5 de abril de 2011 10:08  
Anonymous Anônimo disse...

Sim gostei do seu Armelau pelado(pareceu indecente isso rs). Delicio-me com crônicas, adoro ouvir causos, acho que devido ao meu pai que era um bom contador de histórias, e olha que cada uma mais mentirosa que a outra. Aliás, de 6 filhos eu era a que ficava horas sentada ao lado dele ouvindo ele falar. Adoro!
Parabéns Jef e sempre que tiver uma boa virei correndo ler. Seguir-te-ei.

5 de abril de 2011 15:49  
Anonymous Anônimo disse...

Jefh,

Muito bom seu texto.
Super criativo e de leitura fácil , leve ...



Bjo e uma Noite de Paz.

5 de abril de 2011 16:32  
Blogger Suyanne Correia disse...

:P

5 de abril de 2011 17:58  
Anonymous Anônimo disse...

Jef não venha defender esse onírico!! Apareça no teu serviço vestido de camisa azul e cueca branca pra ver! Vão dizer: "O jef está louco, veio peladão pro trabalho!".
Ao menos o Armelau tinha um corpito saradão, daqueles que vale a pena ter que olhar??? Faltou essa informação... Sabe como é a mente quando o leitor entra no texto né?? Rsrsrsrs
Abraço

5 de abril de 2011 18:46  
Blogger Thalita Santos disse...

Que envolvente narrativa. Fui lendo ansiosamente cada frase pra saber o que de fato estava acontecendo com Armelau.E confesso que ao chegar no final comecei a rir sozinha imaginando a situação.
Gostei muito do blog.

beijo!

5 de abril de 2011 19:32  
Blogger Jacque disse...

Vim visitar.........só isso...........
! Mentira ! Vim visitar porque estava com saudades !

Beijo

5 de abril de 2011 21:29  
Blogger C. disse...

Vou anotar todos os nomes desse texto para botar nos meus filhos hehehe

Bom restinho de semana!

5 de abril de 2011 23:32  
Blogger Nina Dias disse...

Oi Jefh, como vai? Obrigada pela visita e convite! Estou curiosa para saber o restande da história de Armelau! Você escreve muito bem e com detalhes. Dificilmente vejo esse detalhismo em outros escritores e pareceu estar na sala com o protagonista, vendo exatamente o que fazia! Parabéns, quero ler o restante,um abraço Nina

6 de abril de 2011 04:07  
Blogger Neusa Santos disse...

Olà Jefh, eu vi o seu comentario em meu blog somente agora, me desculpe...eu sou novo nesse lance de blog e estou aprendendo ainda, mas quero agradecer o carinho e a sua visita, gostei muito de vr seu interesse em meu blog, eu adorei o seu, adoro ler e sei que poderei usufruir muito deste blog, vou seguir vc e gostaria que tbm me seguisse, ta bom? te desejo o melhor...Deus abençoe vc!

6 de abril de 2011 04:12  
Blogger Jackeline disse...

Amei suas crônicas. estou seguindo.
obrigada pelo elogio ao meu blog.

Abraço

6 de abril de 2011 06:27  
Blogger Suzy disse...

Muito obrigada pelo comentário q vc fez no meu blog... a respeito da sua crônica... adorei!!

6 de abril de 2011 07:03  
Blogger Maria.hmm* disse...

"Olá Jefh,
Gostei mto de sua crônica, o suspense inial, e o humor do final, revelam um genero autentico de escrever e prazeroso de ler...

Parabéns!!!Estou seguindo seu blog estaremos conectados... até os proximos posts!!!
bjs e abrax!

6 de abril de 2011 08:26  
Blogger Rayssa Cunha's disse...

Olá Jefh, a garota da foto sou eu sim, quem tirou a foto foi meu irmão, então que bom que gostou da foto, e obrigada (: Bom, sobre o meu texto, ele é em relação a eu mesma, eu sou super volúvel, mas ano passado, eu estava sempre isolada por motivos pessoais, e decidi mudar, sair da toca, me mostrar, entende, foi dificil, mas fui tão bem recebi que fiz em agradecimento a todos (:
Sobre o seu texto, eu realmente gostei, e achei divertido o fato de ele achar que estava sonhando, ir ao trabalho de cueca branca e só, é muito estranho, adorei realmente o texto, muito bem escrito, parabéns.

6 de abril de 2011 13:07  
Blogger Maruska disse...

Alô Jefh,

Prazer em tê-lo no meu blog. Adoro visitas, quando puder será sempre bem-vindo.
Adorei, também,o convite para comentar sua crônica. Quanto a ela, percebo que Armelau o personagem central, vive uma espécie de delírio, é isso? Gosto bastante da flutuação entre realidade e sonho, onde está mergulhado Armelau.
Parabéns pelo texto, de ótima qualidade.

Abraços.

6 de abril de 2011 13:11  
Blogger Miguel disse...

Meu caríssimo Jefh, gostei muito desta divertida crônica, o "Armelau" é nome que deveria ser batizado em muitos rebentos. Acredito que temos o mesmo estilo de escrita, crônicas, envolvendo vários assuntos e histórias para descontrair nossos muitos amigos virtuais. Deverei vir constantemente por aqui, muito agradável este teu espaço. Até a próxima meu caro, saúde!

6 de abril de 2011 17:13  
Blogger Penélope Martins disse...

Armelau estava cliando um clima para dizer adeus aquele lugar inóspido de funções automáticas. Na verdade, Armelau é escritor e quer tentar viver sua vida vendendo suas histórias (e sonhos).

Sempre bom compartilhar experiências literárias. Apareça lá nos meus blogs Mr. Cardoso, gostei muito da surpresa! Abraço,

7 de abril de 2011 04:44  
Blogger Nina disse...

Gostei muito da crônica.
Parabéns por escrever tão bem!
Abraços!

7 de abril de 2011 05:58  
Blogger Anaa disse...

Ameei muito seuu blog,ta de parabéens ;

Tôo seguindo,me segue tmb ?!

7 de abril de 2011 06:21  
Anonymous ArtNews, by Morangos disse...

Boa noite! Passei aqui só para lhe informar que inauguramos o blog ArtNews, By Morangos!

Um abraço
Janaina Ligorio

7 de abril de 2011 16:36  
Blogger porcelain doll disse...

Simplesmente amei!Cômico e interessante.")

7 de abril de 2011 18:56  
Blogger Penélope Martins disse...

afinal a questão é aprender a ter prazer com o que se é. veja lá nas cartas de amor se podemos viver sem : www.penelopemartins.blogspot.com

8 de abril de 2011 04:06  
Blogger Fran =) disse...

Gostei da crônica...passarei sempre para ler outras!=)

8 de abril de 2011 04:09  
Blogger San Liepkaln disse...

Conforme solicitado por você, estou aqui ... hehe! E adooooooorei conhecer seu blog!
Parabéns! Muito bom seus textos! Gostei da maneira como você escreve e nos coloca em sintonia com os personagens.
Desejo de coração que continues a utilizar seu talento de maneira tão brilhante!

Seja também sempre bem vindo ao meu cantinho!!!
Espero que visite mais vezes e enriqueça esse espaço com seus comentários!

Abraços perfumados,

San ( http://cantinhosanliep.blogspot.com/)

8 de abril de 2011 09:45  
Blogger Zéia disse...

Oi!
Primeiramente quero agradecer sua honrada visita em meu espaço que amo escrever.

Nossa! Armelau com certeza estava passando uma crise de "bipolaridade", porque saiu totalmente fora do que costumamos dizer "da casinha".

Enfim... Amo pessoas que amam escrever. E portanto, vc já me atraiu para seu Blog.

E quando vi a tela a reconheci imediatamente.

Vc não pode nem imaginar... Sou "prima" do autor da tela. A mãe dele é irmã do meu pai.
A família dele é privilegiada. São todos artistas. O pai dele é um artista de renome.

Me senti bastante orgulhosa. Que bênção!!!

Jefh, sinta-se bem recebido em meu coração. Em Nome de Jesus Cristo.

8 de abril de 2011 13:20  
Blogger Lua...Luz... disse...

Belo texto, leitura que prende desde o primeiro parágrafo, parabéns pela narrativa! Gostei mto.

8 de abril de 2011 13:44  
Blogger Fabi disse...

Parabéns pelo Blog, você escreve muito bem. Gostei muito da crônica, pra quem tem uma geladeira azul, se importar com uma cuequinha branca né? hahahaha. Muito bom!

8 de abril de 2011 14:06  
Blogger Sonia Pallone disse...

Oi meu querido, voltando pro aconchego das palavras que sempre estão aqui, para nos abraçar. Beijos.

8 de abril de 2011 15:05  
Blogger valquiria calado disse...

•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*

Sobre o amor

Fácil de acontecer, difícil é descrever.
Amar é sentir sem querer, é querer sem perceber.
Fugaz ou duradouro, não importa o tempo, o que vale é o sentimento.
Que o eterno seja pra sempre, mesmo que seja breve.
Sobre o amor é tudo que não sei, daquilo que já sei.

Fim de semana de luz e paz,
abraço.

ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣڿڰۣ

Brasileiros enlutados ♥♥♥♥♥♥♥♥♥...


ڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ✿ڿڰۣ¸.•*♥ڿڿ•*♥ڰۣ¸.•*♥ڿڰۣ

8 de abril de 2011 15:35  
Blogger Zéia disse...

Novamente eu. Nossa. Agora com tempo estou vendo seu Blog. É muito bom.

E confesso que fui no dicionário para saber o que significava "onírica".

Seu texto é bem inteligente. Amo ler uma boa leitura. Quem escreve com inteligência. É amor a primeira vista.

Mt bom mesmo!!!

8 de abril de 2011 16:27  
Blogger Luz Natural disse...

Bom dia querido e mais novo amigo Jef, posso lhe chamar assim????
Estou fascinada com o teu trabalho, confesso que terei que estar mais vezes em sua casa para deliciar-me e beber de tamanha sabedoria.
Muito bom receber de ti tantas riquezas.
bjs no core
Isabel

9 de abril de 2011 05:00  
Blogger joao victor. disse...

puts kkkkk,entrem no meu blog http://instoeincrivel.blogspot.com/

9 de abril de 2011 07:13  
Blogger Ana Paula L.M. disse...

Você escreve muito bem, parabéns!

9 de abril de 2011 07:40  
Blogger Edson Carmo disse...

Tem surpresa para você no meu blog – um selo de reconhecimento. Passa lá e pegue-o.

Edson Carmo

9 de abril de 2011 09:51  
Blogger Nat Carmelo disse...

Muito bom. Muito obrigada por visitar meu blog. É um prazer ver o seu trabalho. =)

9 de abril de 2011 13:14  
Blogger ♀♥Kiara ♥♀ disse...

Olá, Jeff! Euy gosto muito de estudar, mas não se iluda: tenho um sério problema em começar algo para terminar! hehehehehe

Começo várias coisas e termino poucas! Dizem que isso é DDA, déficit de atenção... e tenho quase certeza que sofro desse mal rsrsrsrs Mas acho que não é nada que não possa ser superado. Assim espero :)

Mas tou obstinada a terminar minha faculdade de Secretariado Executivo Bilíngüe! Assim que me formar, quero tentar a sorte no mundo afora: Emirados Árabes, Barein, Catar, Austrália, África do Sul e por aí vai :D

9 de abril de 2011 15:13  
Blogger ♀♥Kiara ♥♀ disse...

Sobre o teu post.... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


Isso consegue ser pior que andar com uma toalha enrolada na cabeça pelas ruas ou sapatos de cores diferentes!

9 de abril de 2011 15:27  
Blogger Zéia disse...

Um domingo cheio de alegria e paz na Pessoa linda e amada do Espírito Santo.

Venho lhe dizer que tanto me alegrou com o quadro que vi em sua postagem (e por incrível que pareça, meu preferido) já pelo msn conversei com a mãe dele. Minha titia de 76 anos. E ela como eu, na verdade, muito mais que eu, sentiu-se honrada com sua homenagem.

Tanto que já queria saber o seu endereço. (hehehe) com certeza, vc terá novos visitantes.

Obrigada por seu um querido. Continuo lendo suas outras postagem mais antigas. E realmente vc escreve mt bem.
Para vc meu querido Jefh e sua preciosa família fique na paz do Senhor Jesus Cristo.
Bjo no seu precioso coração.

10 de abril de 2011 06:05  
Blogger joao victor. disse...

ola, vou tentar seguir seus conselhos e... a mel vai se sentir muito feliz :D

10 de abril de 2011 06:30  
Blogger Danelize Gomes disse...

texto excelente, gostei das ligações que tu criaste com o real e o ilusório.
Adorei ler!

10 de abril de 2011 11:48  
Blogger Thaise disse...

adorei a crônica. Boa semana, um abraço!

10 de abril de 2011 20:03  
Blogger Aninha disse...

OLá Jefh!!! Vim conhecer o seu espaço, pode deixar que passarei por aqui outras vezes!
Abraços, sucesso!! Obrigada pela visita no cantinho de um rosto...!!

11 de abril de 2011 05:06  
Blogger Paty Mota disse...

Jefh adorei seu blog.

To te seguindo...

Beijokas

11 de abril de 2011 05:42  
Blogger Josinete Beatriz disse...

Bom dia Jeff! Vim retribuir e agradecer a visitinha no Sonhos e Artes! Gostei da crônica e fiquei pensando no pobre do Amelau!!!De cuecas... viajou demais! Li outros escritos e gostei, por isso, estou seguindo seu Blog! Parabéns!Abços.Josi

11 de abril de 2011 07:03  
Blogger Gisela Marini Dias disse...

Olá! Obrigada pelo convite. Gostei muito do texto, bem atual.
Parabéns e muito sucesso.

11 de abril de 2011 09:57  
Blogger Tai disse...

Olá Jefh, obrigada pela visita no blog!

Gostei bastante do seu texto e da forma envolvente como escreves.. E o final foi surpreendente!

Abraços

11 de abril de 2011 12:49  
Blogger Janaína Pupo disse...

Muito bom, sempre bom.
Ótima semana.
Beijos.

11 de abril de 2011 14:29  
Blogger lisa disse...

gostei do seu blog e do seu comentário. vlw

11 de abril de 2011 15:38  
Blogger Sapa disse...

Olá,voltei para te ler,cara como vc escreve bem

Beijos ^^

11 de abril de 2011 16:41  
Blogger JhonSiller disse...

Gente to super chocado com esse conto.
Adorei de verdade.
vou te seguir, forte abraço

11 de abril de 2011 17:01  
Blogger osmar disse...

eheheheh... eta Jefh danado hein?! eu lendo esta crônica me senti um Armelau!! eheheheh
Parabéns Gurí, muito legal!

11 de abril de 2011 17:47  
Blogger Maria Luiza Silveira Teles disse...

Jeff:
Antes de mais nada, obrigada pela gentil visita.
Seu mini-conto é formidável e me fez dar boas gargalhadas. Parabéns! O abraço amigo da,
Maria Luiza

11 de abril de 2011 18:49  
Blogger Paula Moura disse...

Parabéns pela crônica.
Voce escreve muito bem...
Obrigada pela visita, adorei.

Volte sempre e tenha uma ótima semana!!!

http://paixaofashion.blogspot.com/

12 de abril de 2011 04:53  
Blogger Patricinha disse...

VOCÊ ESCREVE MUITO BEM. PARABENS

12 de abril de 2011 06:13  
Anonymous Anônimo disse...

Muito bom conto! Espera tudo no final, mesmo isso! O que é mais legal em ler algo é se surpreender com o final, o que aconteceu aqui. Parabéns!

12 de abril de 2011 06:47  
Blogger Um amor de casa disse...

Oi lindeza, obrigadooooooooooo pelo toque, já mudei.
Acontece né? rsrrsr
Bjos e espero vc lá mais vezesssss.

12 de abril de 2011 12:51  
Anonymous Anônimo disse...

Jefh..
Hoje estou passando para lhe avisar que tem um presentinho para você lá no meu cantinho [:)]

Beijocas em seu coração..
Verinha

12 de abril de 2011 14:52  
Blogger Sapa disse...

hehehhehe,meu comentário foi tão simplista uai,meu nome...olha o suspense...me deram o nome nada comum de Nathália...

Agradecida por sua visita...Beijos e boa semana

12 de abril de 2011 15:12  
Blogger Relação a Dois disse...

olá! estou aqui retribuindo a sua visita ao meu blog e como eu adorei ter feito isso! Seu texto me prendeu da primeira a ultima palavra.
parabéns
abraços

12 de abril de 2011 15:51  
Blogger Um amor de casa disse...

Olha 20 textos já é sacanagem...rsrrss
Mas uns 19 eu venho sim..rsrsr
Bj

12 de abril de 2011 15:52  
Blogger Sapa disse...

Hey valeuu...

Se for boa quem sabe escrevo sobre tal...

Beijos

^^

12 de abril de 2011 16:01  
Blogger Inaí Souza disse...

Retribuindo a visita e passando para conferir.
Parabéns pela crônica, adorei o modo com o qual escreves.
Voltarei mais vezes, certamente!
Um abraço!

12 de abril de 2011 16:41  
Blogger Profª Rosilda disse...

Essa transição de realidades pela qual passa Armelau, não é difícil encontrar fora do mundo ficcional. No mundo dito "real" são muitos os Armelaus encontrados e portanto, essa ponte entre a ficção e a realidade, além de outros predicativos, tornou seu texto uma leitura prazerosa. Parabéns...

12 de abril de 2011 17:43  
Blogger INGRID fATIMA WENTZ ANTUNES disse...

Olá Jefh,
Agradeço seu comentário sobre meu trabalho.É muito bom conhecer pessoas sensíveis,e que conseguem manifestar seus sentimentos.O seu texto sobre Portinari,salienta valores não materiais.Os seres de almas grandiosas são geralmente muito simples,o que lhes importa é o que está em seu coração e não no externo.Você conseguiu transmitir isto.Muito bom!ingrid

12 de abril de 2011 19:22  
Blogger Roberta disse...

Oi Jef..gostei da crônica..muito boa!
Bjoss
Roberta

12 de abril de 2011 20:08  
Blogger Roberta disse...

Oi Jef, estou passando para lhe avisar que tem um presentinho para você lá no meu blog ;)
Beijosss
Roberta

12 de abril de 2011 20:08  
Blogger Lis disse...

Ola...Obrigada pela visita! Volte Sempre!

Seu blog é bem interessante...bom de se ler!

Há muitos Armelau nesse mundo a fora.

Boa semana!!

http://petalasdelis.blogspot.com/

13 de abril de 2011 05:01  
Blogger Sandra Ribeiro disse...

Ótima história.
Gosto de ler e conseguir imaginar a cena.
Não acharia ruim te-la presenciado.
Obrigada pela visita!
Voltarei pra ler mais.

13 de abril de 2011 05:13  
Blogger ♥carina♥ disse...

kk oi jeff...!
gostei da cronica, rs

bjins no ♥

13 de abril de 2011 06:39  
Blogger Cantinho She disse...

Muito bom seu texto, como sempre!
Beijo, beijo!
She

13 de abril de 2011 07:42  
Blogger Um amor quase impossível... disse...

Wow! Adorei seu blog! E obrigada por visitar o meu, mesmo que seja um cantinho meu intimo q as vezes fica sem sentido... rsrs Bjos

13 de abril de 2011 08:00  
Blogger joao victor. disse...

olha so ja postei outro video porem ja estava gravado entao eu nao segui suas dicas mas no proximo, eu melhoro :http://instoeincrivel.blogspot.com/

13 de abril de 2011 08:08  
Blogger Simples Assim disse...

Oi Jefh,
Vim retribuir sua carinhosa visita no nosso Simples Assim.
Não conhecíamos seu blog, vamos nos tornar seguidoras.
Ele é muito bom e vale a pena ser acessado. Parabéns!
Até as próximas visitas.
Abraço,
Lylia e Eliana

13 de abril de 2011 13:56  
Blogger Eliana disse...

Seu blog é maravilhoso, estou te seguindo. Fico até sem jeito de te pedir pra seguir o meu. Mas se puder siga-me, é simples mas estou amando fazer. Tenha uma ótima noite! Aí está o meu link http://palavrasqueabracam.blogspot.com/

13 de abril de 2011 15:58  
Blogger noemia magalhães disse...

muito bom !

14 de abril de 2011 06:32  
Blogger Jefhcardoso disse...

Obrigado pelos comentários, amigos! Estou indo aos respectivos blogs para manter contato e agradecer. Abraços!

14 de abril de 2011 20:34  
Blogger Denise & Faria Festas disse...

JÁ ESTO SEGUINDO SEU BLOG, VOLTO COM CALMA PARA LER, ABRAÇOS, DENISE.
WWW.DENISEFARIAFESTAS.BLOGSPOT.COM

15 de abril de 2011 04:54  
Blogger Érika Batista disse...

Oi JefhCardoso!
Vi seu comentário no meu blog (Eu escrevo, você lê? - prestes a mudar de nome) e, além de esclarecer que eu não odeio os fotógrafos tanto assim ^^, a poesia Fotogenia foi escrita num momento de intensidade sentimental, por assim dizer, li seu Armelau, como pedido.
Confesso que esse não é meu tipo de texto, de história - não sou muito fã dessas que se referem ao cotidiano (você pode ver isso em meu blog, em "Vaidade" e "Rabanete e o Príncipe Desencantado"). Apesar disso, seu texto é bem escrito. Meus parabéns.

Érika

15 de abril de 2011 06:20  
Blogger Claudia Carletti disse...

Você escreve muito bem Jefh. É um talento que deve ser sempre praticado. Um grande amigo me disse: Não basta escrever bem é preciso ter boas idéias. E quando se tem os dois... Sucesso garantido!! Abco!!

15 de abril de 2011 12:45  
Blogger Horas Mágicas disse...

Olá Jefh!!

Obrigada pela visita!!
Bom, encontrei a foto em uma pesquisa que fiz à procura de algo que me traduzisse, queria há muito tempo fazer uma tatuagem, mas não sabia na verdade se teria coragem de fazer algo tão grandioso como a foto que encontrei....Me identifiquei tanto com a tatuagem e a pessoa que a carregava que senti como se fosse eu. Por isso coloquei em meu perfil, simbolizando a busca pela liberdade........ para mim é carregada de significados.......

Encaminho em anexo caso queira usar

Visitei seu blog, li o texto que me recomendou, e quero dizer que é uma leitura apaixonante, das que me prendem, adorei!!!
E como disse, tornou meu domingo mágico!!
obrigada!!

17 de abril de 2011 10:32  
Blogger Ma Ferreira disse...

Jefh!!
Deixei coloquei uma postagem em meu Blog intitulado CONSCIENTE E SUBCONSCIENTE - DEDICO A TODOS MEUS AMIGOS-FELIZ PÁSCOA!
De tiver um tempinho, de uma passadinha por lá!!

Um abraço,

Ma

20 de abril de 2011 15:01  
Blogger Isabela disse...

haha... a tal cueca branca! rs muito bom!

12 de maio de 2011 05:26  
Blogger Ana disse...

Rsrs...Adorei!!
Um abraço.

17 de maio de 2011 20:34  
Blogger Tati Lemos disse...

Muito bom!!!!

Saudades daqui, adorei o final, kkk cueca branca

21 de maio de 2011 18:01  
Blogger Thayrine disse...

muuito bom texto! a história toda é muito divertida e você é muito criativo!
adorei :D

24 de maio de 2011 11:47  
Anonymous Anônimo disse...

Olá de onde tirou o "Armelau"?

13 de junho de 2011 16:32  

Postar um comentário

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial