Amigos

quinta-feira, setembro 02, 2010

Marcelo Rubens Paiva

No dia em que conheci Marcelo Rubens Paiva, ou melhor; no dia em que ouvi pela primeira vez falar sobre o escritor Marcelo Rubens Paiva, foi na pergunta do amigo Cazú: _Você conhece Feliz Ano Velho, o livro? Eu disse que não conhecia. Então ele bateu a mão na testa e disse: _Cara, como é que você, que faz Fisioterapia, não conhece esse livro? O livro é muito bom! Conta a história de um cara que deu um mergulho e ficou tetraplégico. Virou até filme. Não é possível, Jefh?
Pensei: “Bem, depois dessa só lendo o livro mesmo”. E eu li. Peguei na biblioteca da facu, em Batatais; comecei a leitura e só parei quando terminei. Li o livro inteiro num só fôlego. Isso foi em 93. O livro foi publicado originalmente em 82. Em 83, Marcelo ganharia o prêmio Jabuti como autor revelação. No livro o autor conta como um mergulho em água rasa mudou tragicamente a sua vida, lhe tornando cadeirante. Em 2009, estava eu em Ribeirão Preto, dentro do Theatro Pedro II, aguardando o “bate papo” - modo como os escritores gostam que chamem as suas entrevistas com um mediador e abertura ao público - com Marcelo Rubens Paiva, quando, por obra do destino, fui acometido por uma súbita vontade de urinar. Fui. Surpresa! Ao pisar no corredor que dava para o banheiro lateral ao salão do teatro dou de cara com ninguém menos que o escritor Marcelo Rubens Paiva. Era a segunda vez que eu o conhecia; se considerarmos que se conhece alguém a partir da leitura de seu livro autobiográfico.
Agora imagine: Eu, que só conhecia o autor através de sua fama e livro, me deparo com o cara no corredor, e ainda com dificuldades para ter acesso ao palco do teatro, pois a porta do elevador não era larga o suficiente para a passagem de sua cadeira. Fui até o cara, havia muita gente próxima dele, pessoas da organização do evento, gatinhas assessoras, fãs, mas eu não me intimidei; fui direto: _Marcelo, eu sou Jeferson, eu quero lhe ajudar com essa cadeira. Posso? Acho que ele achou meio esquisito. Eu também acharia. Mas ele disse que sim. E aguardou até que solucionasse o caso, eu também aguardei. Encontraram outra passagem de acesso. Ele foi de forma tranqüila ao palco. Acreditem.
O bate papo transcorreu bem. Ele falou de tudo um pouco. Do livro Feliz Ano Velho, da condição de cadeirante, de outros livros, da vida, de Machado de Assis, dos escritores do leste europeu...
Quando terminou o bate papo, eu fui até ele. Fiz fotos. Falei com o cara. Disse que eu era fisioterapeuta como um dos personagens do livro Feliz Ano Velho, porém, diferente, mais tranquilo. Ganhei um autografo no livro que havia acabado de comprar (A Segunda Vez Que Te Conheci). Ele colocou na dedicatória: Ao Fisio Jeferson, grande abraço: Marcelo. Ofereci-lhe alguns textos de minha autoria, ele aceitou. Ficou de retornar, não retornou. [sorrio]

Obs. Clicando no selo do Top Blog, logo abaixo do meu perfil, e preenchendo os campos nome/email, você contribui para que este blog concorra ao Prêmio Top Blog 2010. E eu lhe agradeço grandemente.ObsII. Estou agora, no twitter. Tenho tentado falar com o Marcelo Rubens Paiva. Trata-se do projeto "Será Que O Cara Responde?" Se quiser falar comigo lá é @Jefhcardoso74.

83 comentários:

  1. Que bacana, Jefh!

    Li o livro, e nada como ler o livro, ver o filme e conhecer o autor. Nunca cheguei perto dos autores que li, prefiro guardar a imagem que eu mesma formo deles, coisa minha..
    Mas admiro sempre sua coragem de chegar junto, de esperar, de perseverar, são qualidades que me faltam e sobram em vc,
    Abraços poéticos!

    ResponderExcluir
  2. Por isso e muito mais adoro passear por aqui.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Quando um grande compositor brasileiro escreveu com propriedade que “um mais um é sempre mais que dois”, ele já compreendia que caminhando só caminha-se mais rápido, porem aqueles que caminham em grupo vão mais longe.
    Em minha postagem no blog, estou contando com os amigos para ajudar uma família.
    Se você puder ajudar será maravilhoso.
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  4. Já li o livro. Um belo texto, mistura drama com um pouco de humor como:"Pensar até carapinha virar pipoca!"

    ResponderExcluir
  5. Caramba, que legal! deve ter sido mesmo incrível!

    ResponderExcluir
  6. oi.. adorei seu blog. Vou procurar esse livro.

    aparece lá no meu http://otaviomsilva.blogspot.com/

    Bju

    ResponderExcluir
  7. Jefh (qto tempo..), outro dia comentei sobre o livro em meu blog. Eu, assim como vc não tinha lido ainda, porém eu não tinha lido em pleno 2010, e fiz isso nas férias de julho passado (acredita?), coisas que não se explicam...
    Já vi váriassssssssss entrevistas com Marcelo, que me passa a idéia de um cara super bacana e bem humorado! Acho que é sim...
    Enfim, vim dar beijo e ler suas histórias que eu gosto muitão, e sempre!! Bj bj bj, da Bell

    ResponderExcluir
  8. Na minha cidade tem um cara que se encaixa perfeitamente na história desse livro. A diferença é que foi durante o surfe. Também me identifiquei demais com essa "busca pelo autor". Foi assim que conheci Carpinejar e me apaixonei. Ele tbm está no twitter e faz micro-literatura de ótima qualidade. Tente! @carpinejar!

    ResponderExcluir
  9. SEU BLOG É SENSASIONAL,MUITO BOM, COM CERTEZA VOU TE SEGUIR,SEMPRE VOU PASSAR POR AQUI...
    ABRAÇÃO!
    TATI
    BYTATIBARROS-AL.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  10. É isso aí meu querido, sempre na companhia de pessoas especiais. Gostei do que disse e da sua atitude em ajudá-lo...
    Ele pode não ter voltado, mas já estiveram juntos por um momento e isso é o que vale ;)

    Um beijo com amizade.

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pelo comentário.
    Que palavras bonitas. :)

    O amor é, mesmo, "como o metal mais precioso, a pedra mais rara". Por ser tão raro, ainda não o encontrei, mas anseio pelo dia em que tal aconteça.

    Excelente blog! Continue a escrever tão bem quanto escreve.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns por tê-lo conhecido, e espero que ele ainda retorne, rs. E parabéns pelo blog e pelos textos, maravilhosos! ♥

    ResponderExcluir
  13. Eii esse livro é relmente muito interessante! Interessnte tb é o seu blog! E olha, obrigada pela visita lá no meu blog e o carinho!Abraçoss

    ResponderExcluir
  14. Olá Jefh!
    Bom texto.
    E um ótimo final de semana.
    Abraço repleto de PAZ.

    ResponderExcluir
  15. Jeph..
    como sempre amo este cantinho..=)
    estou fazendo figa pra ele retornar pra vc..
    (não fiz pra Adriana Calcanhoto..rsrs)

    é muito bom quando o leitor se encontra com o escitor..(quem sabe qualquer dia a gente se esbarra por aí..rs)

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  16. Meu caro amigo Jef, minhas sinceras desculpas por não ter comparecido anteriormente ao teu blog que merece certa atenção. Meus parabéns pelos textos e teu trabalho. Gostaria de perguntar-te como descobriu meu blog e, também, o que quis dizer com teu comentário. Uma crítica ou apenas um comentário?
    Um grande abraço e sucesso!
    Obs: Feliz Ano Velho, sem dúvida alguma, um excelente livro e uma bela lição.

    ResponderExcluir
  17. Eu acredito que vc fez a diferença naquele momento....e o seu grande momento com certeza esta chegando por ai....torcendo por vc de verdade!!!!

    grd abraço!

    Zil

    ResponderExcluir
  18. Olá! Vim conhecer seu blog, e achei muito interessante :)

    Obrigada pela visita.
    Bom feriado.

    ResponderExcluir
  19. Marcelo Rubens Paiva é uma das mentes mais bentas dos nossos brasis. E seu post cheio de sensibilidade captou mto bem a sua essência.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  20. O comentário anterior era para esta postagem.

    Adoro este "livro".
    Muito interesante o seu relato.
    Parabéns pelo blog, tens o Dom das Palavras.
    Abraços
    Sara Vicente
    http://vidapretaebranca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom
    Ass:Rodrigo Rocha

    ResponderExcluir
  22. Ola Dr. Jeferson venho a entrar no seu blog e sempre me deparo com mas esta história meio que inesplicavel talvez por ser real, mas o que dizer de Marcelo Rubens Paiva nas suas palavras o senhor soube ressumir de uma maneira que parece ter, sido um momento mas que real, mas nas palavras dava pra perceber sua emoção o que você consegue, passar de uma maneira simples mas que gostamos muito, parabens e que sorte por conhecer nada menos que Marcelo Rubens Paiva , muito sorte pro senhor e nos faça um favor deixe teu orkut abraço
    Eurico jr
    Ituverava SP

    ResponderExcluir
  23. Jefh, que legal! Parabéns pelo seu blog, adorei.
    Você passou primeiro no meu : Gota de Limão, mas só agora eu vim aqui.
    Eu também li Feliz Ano Velho, li nesse ano, nesse ano novo. hehe
    O livro me transportou para alguma coisa muito boa.
    Um beijo, passe mais vezes lá no meu refúgio.
    http://dropoflemon.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Os livros que me sensibilizam e emocionam também me despertam interesse em conhecer e e dialogar com o autor.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  25. Ester, eu também nunca tinha chegado perto de um autor. Um dia eu decidi e fui. Suas qualidades podem estar contidas em você, esperando uma oportunidade para emergir. Abraço e obrigado por seu carinho!

    Rosane Marega, que coisa boa! Venha mesmo. Abraço e obrigado!

    Nanda, ;-]

    Tatiana, fundamental isso. Irei ao blog saber melhor. Abraço!

    Rosa Carioca, é bem ao estilo dele. Ele brinca. Acho isso importante na literatura e na vida. Abraço e obrigado por compartilhar aqui!

    Anna Beatriz, sim. É incrível a minha sorte. Sempre acabo encontrando os caras além das formalidades, do previsto. [sorrio]. Abraço!

    F. Otavio M. Silva, procure sim. Irá gostar. Obrigado pelo convite. Irei conferir. Abraço!

    Bell, acontece de protelarmos para ler vários livros. Creio ser assim com todos. O Marcelo também me passou essa impressão, a de um cara muito bacana. É um guerreiro. Obrigado por me prestigiar com sua doce atenção. Um grande abraço!

    Amanda, são muitas as histórias desse tipo de lesão. Nada fácil. Eu conheço o twitter do Carpinejar sim. É muito bom mesmo. Sempre dou uma conferida. É muito bom conhecer gente que se dedica a fazer literatura; é cada universo... fantástico! Obrigado por compartilhar aqui. Um grande abraço!

    Tati Barros, que bom que tenha gostado. Estarei lhe esperando. Um grande abraço!

    Pat., sim. Valeu muito a pena. E um dia, quem sabe o cara não vem, lê, e deixa um comentário até. [sorrio]. Abraço e obrigado, minha amiga!

    Joana, fico muito feliz que tenha gostado, e obrigado por seu incentivo. Muito obrigado! Você é muito gentil. Um grande abraço!

    Nina Auras, eu também espero que o cara diga o que achou dos meus textos, ou não. [sorrio]. Muito obrigado por vir! Obrigado pelo gentil comentário. Um grande abraço!

    Michelle, sou eu quem lhe agradece. Um grande abraço!

    Dóris, paz! Obrigado, linda. Ótimo final de semana pra você também!

    Sol, você é linda. Todas as vezes que vem aqui me deixa uma sensação agradável de amizade pura, de carinho gratuito, de cuidado. Um dia os autores virão. Um dia esse cantinho se tornará um velho armazém da net, então muitos virão bater papo. [sorrio]. Abraço!

    Um louco, era um comentário. Encontrei o seu blog durante visitas. Sempre saio visitando, de um blog vou a outro. Obrigado por sua atenção, amigo. Grande abraço!

    Zil, que lindo isso. Senti-me lido para além dos meus textos. [sorrio]. Muito obrigado pelo apoio. Veio em ótima manhã. Quero que aceite o meu mais terno abraço, Zil. Beijo!

    Jaque, fico feliz que tenha vindo e se interessado. Obrigado! Tenha você também um bom feriado. Abraço!

    Wilson Torres, há de se valorizar este belo escritor. Dos contemporâneos, em minha opinião, é um dos melhores e mais verdadeiros na arte. Ele está todo em seus textos. (transformei essa resposta em um twett no @Jefhcardoso74). Abraço e obrigado!

    Sara, não se preocupe, adoro comentários. [sorrio] Obrigado, linda! Abraço!

    Rodrigo Rocha, muito obrigado por suas atenciosas e gentis palavras. Você é muito gentil. Venha mais vezes. Será sempre muito bem vinda a sua energia. Grande abraço!

    Jovem José Eurico, vulgo Zeo, obrigado por sua atenção e gentis palavras. A intenção é esta, compartilhar o vivido, o sentido. Grande abraço, amigo!

    Helena Reis, este foi um bom livro para mim também. Obrigado por vir e pelo delicado convite. Será um prazer. Abraço!

    Lívia Azzi, isso é muito bom. É sempre uma honra e um grande prazer. Abraço e obrigado!

    ResponderExcluir
  26. Essa é, sem dúvida, a melhor realidade :D

    ResponderExcluir
  27. Oi Jefh, respondi seu comentário no meu blog e decidi vir aqui ver o seu. É muito legal. Quero agradecer-te pelas palavras e pela bonita frase que deixaste em meu blog. Estou a seguir-te e espero poder sempre vir aqui ler seus posts. E espero também sempre ter algo legal em meu blog para agradá-lo. Foi um prazer lhe conhecer. Mais uma vez agradeço. Beijo e fique na paz de Cristo! :D

    ResponderExcluir
  28. Armazém..saudade..
    sensação de cheirinho de café moído na hora..
    apito de trem..
    charrete passando em frente..
    e o rádio ligado tocando uma música de Vicente Celestino..
    (fui fundo agora)
    bjs.querido.

    ResponderExcluir
  29. Feliz Ano Velho, é, é realmente encantador. Uma das melhores histórias que já li. Li há uns 3 anos atras, acho que vou rele-lo. É sempre bom reencontrar velhos e fieis amigos nos livros!
    bjoos

    ResponderExcluir
  30. Obs: teu blog é tão simples, não simples, mas humilde, humilde e sincero. Parabens por tanto sucesso, por tantos seguidores, por tantos comentarios que recebe e especialmente parabens por escrever! Obrigado por escrever, é sempre bom ler nesse blog!

    ResponderExcluir
  31. sim, o amor só é ruim por ser finito, e tudo o que é finito, trás certa dor depois.

    ResponderExcluir
  32. Apesar das dificuldades que le passou, mostras como a força e persist^rencia para viver nos torna capaz de mover o mundo de difrentes maneiras.O livro é muito bom.Saudades de você meu amigo bjs Lu saldanha

    ResponderExcluir
  33. Dei um pulo no passado lendo o seu post!
    Quando tinha 15 anos me deparei com esse livro, mas meus pais nao me deixaram ler, entao procurei o livro na biblioteca e li sem que eles soubessem. Foi chocante, mas me fez entender nuota coisa! Ate, Barbara

    ResponderExcluir
  34. eu adoro teu blog, tuas dicas...
    bjok, querido...

    ResponderExcluir
  35. Receber sua visita em meu blog foi um imenso prazer... Afinal o seu blog é um sucesso! Parabéns pela dedicação aqui... Muito mais sucesso é o que desejo a você. E obrigada pela visita & comentario. Grande abraço

    ResponderExcluir
  36. querido amigo jefh, que saudades de você....
    valeu a pena vir te visitar.
    lindo o que vejo aqui...amo este livro a algum tempo que o li mas ele ficou na minha memoria ele é um grande escritor.
    fico feliz por vc viver estes lindos momentos...
    grande abraço com carinho e bjos.
    venha me visitar quando der um tempo....

    ResponderExcluir
  37. Nunca conheci nenhum escritor que gosto, nem ator!
    Legal hem!

    Obrigada pelas belas palavras em meu blog, espero que volte pra ler o post! rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  38. Obrigada por sua inesperada visita. Parabéns pelo teu blog.

    ResponderExcluir
  39. Eu sei, por isso disse que errei. Mas eu também acredito que antes de dividi-la com alguém, preciso conquista-la. Sinto que a conquistei, e já estou começando a dividi-la com quem me faz bem. E fique a vontade para ser "chato" quando quiser, afinal, fico feliz de saber que alguém leu meus textos :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Angelpoetico.com te invita a publicar tus escritos en su espacio de poemas, reflexiones, aforismos y relatos.

    No dudes en escribirnos. Una vez aprobad@, podrás publicar y ser leíd@ por nuestro creciente número de seguidores.

    Te esperamos.

    Saludos cordiales.

    ResponderExcluir
  41. Obgada pela visita!
    Linda a frase
    *É lindo ver a mulher se revelar/O jeito da mulher amar, e até desamar, é algo, paradoxalmente, suave e intenso (Jefhcardoso)

    Parabéns!
    Camila

    ResponderExcluir
  42. Hola amigo,paso a saludarte,veo que no has dejado de escribir y eso es muy bueno!
    un abrazo inmenso
    lidia-la escriba


    hay traductor en mi blog,asi que si te gusta podes leer, en tu idioma

    ResponderExcluir
  43. Blecaulte, de Marcelo Rubens Paiva, foi um dos primeiros livros que li na vida. Marcou-me como ferro quente em gado. abs

    jorge

    ResponderExcluir
  44. valeu a visita e parabens pelo blog ta de +. Ja estou te seguindo...
    bjus

    ResponderExcluir
  45. Eu li Feliz Ano Velho pela primeira vez em 1989, comprei o livro em um feira do livro aqui em minha cidade. Foi paixão a primeira "vista" (?) quem me dera já ter-lo visto.


    P.S
    Ah obrigado por sua visita em meu blog, volta outra vez, volta?


    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  46. Sim já li o livro, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  47. Vai fazer dois anos que eu li Feliz Ano Velho, e indiquei ele para muitos amigos. Eu sempre admirei o senso de humor do Marcelo, haha *-*

    Obrigada novamente pela visita no meu blog.
    Saiba que é muito bem vindo, me sinto horanda com a sua visita.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  48. Estou aqui retribuindo sua visita e o belo comentário que fizeste.
    Sei o que sentiste ao se deparar com Marcelo, pois já passei por essa experiência várias vezes com autores que admiro.

    Parabéns pelo blog...

    Um forte abraço...

    ResponderExcluir
  49. Ana Moura, não há de quê. [sorrio]. Abraço!

    Catarina’C, firmo ser verdade o dito. [sorrio]. Abraço!

    Cynthia Brito, muito obrigado por sua atenção e gentis palavras! Será um prazer retornar ao seu blog. Beijo e a paz de Cristo!

    Daniela, que bom! [sorrio]. Abraço!

    a,r, sou eu quem agradece. ;)

    Solange, que bom que mergulhou fundo e me trouxe tudo isso. Aceito a sua memória como um lindo presente. Abraço e obrigado!

    Thaís Winck, que legal você compartilhar tudo isso. Muito obrigado! Leia sim. Também quero ler novamente o Feliz Ano Velho.
    Tão simples, não simples, mas humilde, humilde e sincero, modesto, pobre, paupérrimo... [{rindo}, eu entendi, mas não pude deixar de brincar, linda] Abração! Adorei seu carinho.

    Undisclosed, que bom que curtiu a frase que lhe deixei no blog. Venha mais vezes. Abraço!

    Lu Saldanha, que bom que temos mais isso em comum; a admiração por este escritor e sua obra. Saudades sim. Abração, linda!

    Barbara, você foi terrível, e hoje seu comentário foi doce e travesso. Obrigado por compartilhar algo tão legal! Abraço!

    Deborah, você é sempre doce e gentil. Abraço!

    Kamile Rabelo, sou eu quem lhe agradece pela atenção e pela generosidade do comentário. Grande abraço!

    Rita, que bom que gosta dele. Ele é mesmo fantástico. Tive muita sorte em encontrar-me com o cara. Visito sim. Um grande abraço e obrigado, linda!

    Ariana, já voltei, já li, já comentei. [sorrio]. Foi um prazer ler em seu blog. É mesmo muito legal conhecer as pessoas cujo trabalho admiramos. Obrigado por vir aqui! Um grande abraço!

    Kitsune e L, sou eu quem lhe agradece. Um grande abraço!

    Débora, que bom que compreendeu meu comentário. Não consigo ficar indiferente ao que leio. [sorrio]. Espero não ter sido muito chato. Abraço e obrigado!

    Ángelpoético.com, muchas gracias! Agradeço ao seu convite. Estudarei com carinho a possibilidade de participar em seu blog. Um grande abraço e sucesso!

    Inês Zép, sou eu quem agradece. Abraço!

    Camila, que bom que tenha gostado. Um grande abraço. Obrigado!

    Lidia, mesmo que eu queira não consigo parar de escrever. [sorrio]. Muito obrigado pelo convite. Senti saudades de você e estou feliz em reler-te aqui. Um saludo!

    Jorge dos Santos, caramba! Que legal! Esse eu ainda não li. Estou lendo Feliz Ano Velho pela segunda vez. Obrigado por compartilhar aqui. Um grande abraço!

    Carolina, obrigado, linda! Fico muito grato. Um grande abraço!

    Mahria, legal o que você compartilhou aqui. Voltarei sim. Muito obrigado!

    Lombita, que gracioso o seu comentário. Considere divulgado o seu blog. Venha sempre que puder. Será um grande prazer lhe ter mais vezes por aqui. Um grande abraço e obrigado!

    Prity, que bom que leu. É mesmo muito bom. Obrigado por compartilhar aqui. Um grande abraço!

    Nadine, legal. Obrigado por compartilhar aqui. Irei sim. Grande abraço!

    Natália, tomara... [sorrio]. Abraço!

    Ciara Gomes, é muito bom né. Obrigado e um forte abraço!

    ResponderExcluir
  50. Olá =)
    adorei a frase que criou, ótima mesmo!
    obrigada por compartilhar comigo, fiquei muito feliz!
    Ainda nao tive tempo de ler todo seu blog, mas já dei uma olhada e percebi que trata-se de um grande escritor :)
    Quando tiver um tempo passa no meu blog pra ler e me diz o que acha!
    beijão, tô te seguindo!!

    ResponderExcluir
  51. Olá Jefh!!

    Seu texto me remeteu ao dia em que encontrei Rogério Skylab, também no banheiro, num cinema em Botafogo! Só que eu gostaria de ser mais como você, fiquei meio constrangido... enfim, Skylab se foi sem que eu pudesse trocar uma só palavra! Quem dirá foto... rs.

    O fato de estar dentro do banheiro foi uma agravante para o meu bloqueio... rs.

    Abraços!! :)

    ResponderExcluir
  52. Demorei a vir após seu comentário e convite. E só lamento para mim a demora. Porque gostei demais daqui! Não sei se por que seu jeito de escrever me faz continuar lendo além das primeiras linhas - com a mesma animação até as últimas - ou se por que coincidentemente o primeiro texto que li foi este, sobre o Marcelo Rubens Paiva. Eu tinha uns 13/14 anos quando li Feliz Ano Velho, e foi arrebatador. Na minha idade. Na minha vida. Nas coisas que eu pensava. Tenho uma admiração enorme por ele desde então. E que sorte encontrá-lo mencionado aqui!

    Vou te seguir! Um abraço.

    ResponderExcluir
  53. Tem post novo no meu blog, gostaria de ter sua opinião la!

    Beijos

    ResponderExcluir
  54. Olá Jefh,
    Muito legal a descrição do seu encontro com o autor Marcelo Rubens Paiva! Inspirador!
    Aproveito aqui, mais uma vez, para agradecer-lhe pelos comentários no meu Blog, principalmente pelo último!
    Abração amigo,
    Flávio Nunes.

    ResponderExcluir
  55. Jefh

    Não li o livro..por isso não poderei opinar sobre o assunto.
    Mas que grande honra conseguir conversar com o autor de um livro que apreciaste. Tantas vezes li um livro do qual adorei, e pensei: Valeria a pena conhecer esse cara..

    Mas isso nunca aconteceu..rs

    Obrigada pela visita no meu blog!

    Grande abraço,

    Bia

    ResponderExcluir
  56. Já havia lido Feliz Ano Velho, e vonfesso, não sabia que ele tinha outros livros! :x
    Gostei bastante do livro e estou super curiosa para ler outros agora...
    adorei o blog
    beijos

    ResponderExcluir
  57. Li este livro aos 14 anos de idade. Li milhares de vezes. O cara é uma inspiração.
    Obrigada pelas visitas ao meu blog. Volte sempre!

    ResponderExcluir
  58. Obrigada pelo conselho ^^ Com muito agrado continuo e continuarei a visitar o seu blog que tanto me fascina :) obrigado e abraço

    Lombita

    ResponderExcluir
  59. Li o livro muito nova, acho que uns 14 anos. Hoje, lendo seu texto, me lembrei e me deu uma vonta de lê-lo novamente. Excelente por sinal.

    bjoos

    ResponderExcluir
  60. Oiiê..
    Gostei bastantee do seu comentario no meu blog *--* é preciso reagir a vida, se não ela te afunda! Li Feliz Ano Velho, é um livro mto bom mesmo!
    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  61. Desculpa *-*

    Eu fiz outro blog porque aquele outro tava dando muito problema !

    http://lemdamaris.blogspot.com

    espero que vs de uma passsada lá!
    fooi mals pelo spam !

    beijinhos

    ResponderExcluir
  62. Obrigado pela visita ao blog e ao comentário incentivador.
    Deve ter sido legal este encontro.
    Li este livro na década de 80 e gostei do estilo do Marcelo.
    Se vc. gosta deste gênero mais despojado, leia o Roberto Drummond. Ele, também, faz o que se chama literatura pop.

    Abraço.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir
  63. obrigado por me visitar em meu blog, apenas retribuindo a visita, abraços.. espero contato.

    ResponderExcluir
  64. Bom Fim de Semana, amigo...

    Jacque

    ResponderExcluir
  65. Oi Jefferson! Aqui estou conhecendo o seu blog e, mais uma coincidência: um texto sobre o Marcelo Rubens Paiva=)
    Bem legal.

    ResponderExcluir
  66. que honra conhece-lo
    espero um dia ter essa sorte!!!


    Bjussssss

    ResponderExcluir
  67. Fernanda Zampieri, obrigado por sua atenção, apoio, e gentis palavras. Aceito o seu convite. Será um prazer estar em seu blog. Abraço!

    Cara, foto com o Skylab, dentro do banheiro, sem chance. [rindo muito]. Cara, brincadeiras à parte, se eu lhe disser o quanto sou tímido, você fica com pena. Eu tenho pena de minha timidez. Pena que chega a dar nojo. Não perca a oportunidade. Se encontrar o Skylab novamente no banheiro, não é lenda urbana, é sua chance de esperar o cara sair, checar se ele lavou a mão, e cumprimentá-lo. Abraço e obrigado por compartilhar algo tão bacana!

    Larissa, nossa! Que coisa linda você está compartilhando. É muito bom esse retorno. Você está sendo muito generosa para comigo. Marcelo é o cara. Abraço e muito obrigado, linda!

    Ariana, será um prazer. Um grande abraço e até lá!

    Flávio Nunes, prazer imenso, cara! Continue me avisando de suas aventuras de blogueiro. Fico muito grato por sua amizade e atenção. Um grande abraço!

    Bia Pessoa, essas coisas são muito legais, valem o esforço, o desprendimento. Leia o livro. Creio ser impossível não se emocionar. Abraço e obrigado pelo carinho!

    Gabriela Furtado, eu posso lhe recomendar o último, “A Segunda Vez Que Te Conheci”, está muito bem escrito, o estilo é constante e marcante, e as descrições são muito realistas. O apelo não é emocional como o primeiro, mas a consciência dos fatos vale muito a leitura. Abraço e obrigado!

    Tuka Siqueira, que legal! É muito bom quando acontece essa identificação forte com algum assunto que aqui trago. Continue lendo o cara. Ele está ótimo. Abraço!

    Lombita, você é uma graça. Abraço!

    Clara, fica aí a dica então. [sorrio]. Abraço e obrigado!

    R;*, que bom! Que bom! [sorrio]. Obrigado! Abraço!

    Ellen, tudo bem. Não se preocupe. Visitarei-lhe sim. Abraço!

    Ricardo Mainieri, sou eu quem agradece. Foi legal sim. Grande Roberto Drummond! Atleticano doente. É dele a frase:“Se houver uma camisa preto e branca secando no varal, o atleticano torce contra o vento”[sorrio, pois acabei de ler no Google]. Obrigado pela dica, Ricardo. Será muito proveitosa sim, mas meu estilo é todo estilo, é tudo. Leio o livro que me caia nas mãos. Abraço!

    Rafael, valeu! Abraço!

    Jacque, pra você também, linda. Abraço!

    Caleidoscópio, quantas coincidências mais? [sorrio]. Abraço e seja bem vinda!

    Super Lana, foi sim muito legal. Foi especial. Sorte pra ti, linda. Abração!

    ResponderExcluir
  68. Olá! Estou passando para agradecer a visita ao meu blog. Sabe eu também li "feliz ano velho" e "Blecaute" ambos do Marcelo Rubens Paiva. Sou fã dele também. Se conseguir conversar com ele quero ficar sabendo. Vou passar por aqui constantemente, afinal gostei dos seus textos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  69. Oi, entrei aqui por acaso e vi esse post.
    Não sou uma leitora nata, mas uns dos livros que conseguiram me prender e fazer eu grudar e largar só no final foi desse cara aí.
    Bom Parabéns pelo Blog


    Beijocasss... Bina

    http://bybina.blogspot.com
    http://acheiisso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  70. Cara tu conheceu o Marcelo Rubens Paiva?..show ein..li o livro dele mt mt bom mesmo,to seguindo teu blog,gostei bastante seguindo já.=D! tenho um blog tbm de moda,mas se quiser visitar é seguir tbm www.modadasgurias.blogspot.com rs

    ResponderExcluir
  71. Legal sua história com esse grande nome da literatura contemporânea. Li esse livro faz tempo e me deu vontade de ler de novo.
    Super abraço

    ResponderExcluir
  72. Obrigada por visitar meu blog. Seja sempre bem vindo.
    Eu amei o livro Feliz ano Velho também, já li faz muito tempo.
    Parabéms pelos escritos.
    Lita

    ResponderExcluir
  73. Adelaide, sou eu quem lhe agradece. Se eu conseguir eu lhe aviso. [sorrio]. Muito obrigado por seu carinho e atenção! Abraço!

    Sabrina Sebaje, que legal! Que bom que veio até aqui. Espero que textos meus lhe peguem, lhe façam grudar... [sorrio]. Obrigado por sua atenção! Volte. Abraço!

    Fawkers, eu estive em um bate papo público, por assim dizer, e ali ocorreram situações que me permitiram me aproximar e trocar umas palavrinhas com o caro. Ele é dono de um estilo próprio. Gosto muito da literatura dele. É muito verdadeiro e atual. Abraço e obrigado pelos convites.

    Sheilla Liz, legal! O cara é mesmo um dos grandes escritores de nosso tempo. Leia sim, eu reli e foi muito prazeroso. Abraço!

    Lita, muito obrigado por sua atenção! Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  74. Oi muito interessante o seu blog.
    Li Feliz Ano Velho quando eu tinha uns 15 anos. Já naquela época achei uma lição e tanto, principalmente para os jovens que se sentem imortais e inabalaveis.

    Erica

    ResponderExcluir
  75. Erica Moreira, seja qual for o momento, Feliz Ano Velho é um daqueles livros que nos coloca para repensar a vida, o meio, tudo. Abraço e obrigado por compartilhar aqui! Até!

    ResponderExcluir
  76. eu li....e me lembro nitidamente da sua estória...o mais lindo foi ele ter feito da sua dor um livro..e deixar que nós leitores fizessemos parte em sua dor...sua superação...

    ResponderExcluir

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails