Amigos

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

O Diário de Bronson (02 - A Primeira Tentação de Bronson)

Quatro dias haviam passado com Bronson comendo a intervalos máximos de três horas e mínimos de duas e meia; comia metade dos lanches costumeiros; comia maçãs, mamões e pequenas fatias de melancia, por vez uma ameixa fresca, e tudo em pequenas quantidades; bebia mais água; fazia suas refeições em um delicado prato de sobremesa e não repetia jamais; quanto à sobremesa propriamente dita não repudiava, ainda que fosse um naco de qualquer doce ele provava; levava consigo durante o dia umas bolachas água e sal para os casos de urgência, como um surto de fome aguda no meio da rua; comia sopa no jantar, um único prato; e ceava uma fruta, ou duas torradas com um copo de chá “adoçantado”.
Passava os dias relativamente bem. Recebia algumas visitas da fome, porém se controlava com os artifícios supracitados.
Contudo, o quinto dia não seria nada fácil. Amanheceu faminto. Tomou seu café regular. Fez o lanche da manhã, um chá com três bolachas, tenso, até um pouco trêmulo e muito afoito; e ao sentar-se para almoçar teve dúvida se resistiria com moderação ao frango ensopado e a polenta de milho verde que fumegava na travessa.
Bronson respirou fundo; – era para tomar coragem para abdicar-se de parte de seu ímpeto, mas fora traído na estratégia, pois o delicioso cheiro da polenta lhe deixou ainda mais excitado – fez seu prato com a boca inundada por saliva. Um mísero prato de sobremesa preenchido por uma concha de polenta e um pedaço de peito de frango ensopado cravado sobre o inebriante creme amarelo; ao lado destes, em um canto mal arranjado e meio inventado, repousou uma colher das de sopa de feijão carioca – ainda sofria com o medo inconsciente de passar fome durante a tarde de trabalho. Pobre Bronson! Ai dele!
Bronson terminou o prato bem antes do que seria civilizado. E permaneceu à mesa como que lamentando o azar de seu metabolismo não ser mais acelerado, como o daquelas pessoas que comem feito uns cavalos e jamais engordam. Após algum tempo veio-lhe um pensamento permissivo, um sopro “lipidinoso”, talvez oriundo das profundezas do Tártaro: “Vamos Bronson, coma mais um pedaço de frango; isso não fará diferença, você já comeu pouco mesmo; e que mal pode haver neste pedaço de ave?”
Bronson teve comichões ao pensar em reabastecer o pequeno prato limpo e enxuto por folhas de alface. Foi neste momento que lhe vieram às palavras de Dr. Mendelson: (“...irá retirar os excessos e as indisciplinas.”). Bronson tomou um café, comeu uma colher de sobremesa com doce caseiro de abobora, e resistiu à astuta voz da gula disfarçada de fome. Porém o pior ainda estaria por vir.

43 comentários:

  1. Putz!
    Tô com inveja desse Bronson...
    Que cara mais metódico e disciplinado...rs

    Vamos combinar... Servir polenta e frango ensopado para quem tá de regime é covardia pura ou masoquismo dos "brabos"...

    Só trocando muitas energias, para amenizar a danada da fome...rs

    Estou adorando essa saga do Bronson...rs


    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  2. Do Bronson eu só posso dizer que o cara deve estar sofrendo muuuiito, Ava.
    Que legal você estar acompanhando e curtindo! Adorei sua visita e seu comentário! Forte abraço e tudo de melhor!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Estava navegando pelos blogs sobre "emagrecimento" e vim parar aqui. Dei uma xeretada básica nos seus posts e simplesmente fiquei encantada...rsss É fascinante ter a oportunidade de fazer uma boa leitura... Li "O céu de Anabela" e não pude deixar de me emocionar. Lindo!!! Daí... Continuando a leitura, vi que você é Palmeirense... rsss (sou corinthiana) Puxa!!! O cara tinha que ter algum defeito!!! rsss Brincadeiras à parte, desculpe por ter invadido seu blog e ser xereta de até deixar comentário... rss
    Passarei mais vezes, se não se importar.

    Até mais!

    Sil

    ResponderExcluir
  4. Jefh, quero mais!!! heahehaeh...
    Estou adorando o Diário do Bronson, ele é meu herói!!!! heaheha...
    Mas não me identifico, sou do tipo que não resiste quando o assunto é comida heahehae...
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi amigo, muito legal seu blog. Virei sempre.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oh my God ... estou ficando com raiva deste tal de Bronson ... eu queria ser assim ...

    hihihi


    ;-)

    ResponderExcluir
  7. Sil, adoro este fenômeno de comunicação. Adoro ter uma janela para o mundo e avistar as janelas dos mundos. Amo O Céu de Anabela, tenho um imenso carinho por esta cria minha, ela significa muito. Fiquei muito feliz que teve ânimo de ir mais fundo no meu blog, e se emocionar até. Quanto ao defeito de ser palmeirense... eu já providenciei a solução, sou corintiano agora (sorrio). Abraço e muito obrigado!

    Chris, que bom que esta adorando! Estou adorando a sua companhia durante esta criação. E comida é ótimo! (sorrio). Abraço!

    Miss, venha mesmo, estarei esperando. Beijos para você!

    Paulo, realmente este Bronson está se revelando um disciplinado irritante, amigo (sorrio)! Prazer imenso lhe ver por aqui. Muito obrigado, Paulo e um forte abraço!

    ResponderExcluir
  8. salve salve jefh...

    como tá? 'matando' o Bronson aos poucos, né.... cara to começando a ficar com dó dele.. o cara não pode comer uma droga d um peito de frango sem sentir culpa..haha

    mas enfim, to achando mto boa (leia-se divertida) essa história e espero que ele consiga vencer seu corpo...

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Rá Jefh, o Bronson precisa disso: http://ofensivopornatureza.blogspot.com/2009/11/bom-e-quando-faz-mal.html e Ofensivo com nova atualização hoje!

    ResponderExcluir
  10. olá vim retribiur a visitinha, muito boa essa história, sei que dessa forma eu não chegaria nem no terceiro dia hehehe, por isso me mando pra academia, dieta realmente é para os fortes...

    ResponderExcluir
  11. Jefh,

    Pôxa, o diário de hoje terminou na melhor parte. Eu queria logo ver qual "pior" é esse que está por vir.

    Mas só mesmo quem sabe escrever consegui ser engenhoso assim para segurar o leitor a fim de ver o "próximo capítulo".

    Abraços, bom final de semana.

    (Aguardo você lá no meu blog)

    ResponderExcluir
  12. Ai Bronson que disciplina hihihi. Adorei o texto é bem assim que me sinto!

    ResponderExcluir
  13. Genial, me fisgou...
    agora vou ter q voltar pra acompanhar o destino do coitado do Bronson. rsrs

    chamo isso de habilidade com as palavras.
    abs

    ResponderExcluir
  14. Amigo Cardoso

    Muito obrigado por ter passado pelo "cidadão de corrida" e ter lá deixado um simpático comentário. Aceitei o seu convite para visitar este seu espaço que é, absolutamente excepcional. A sua prosa faz-nos penetrar nela e absorver tudo o que nos quer transmitir. Com o maior sucesso. Parabéns. Gostei muito deste "Diário de Bronson" - que vou continuar a acompanhar.
    Já tomei a liberdade de o colocar na minha lista.
    Grande abraço e continue a deliciar-nos.
    FA

    ResponderExcluir
  15. Olá meu amigo...uma homenágem a vc no meu blog...passe lá e veja...

    Abração e até mais...

    ResponderExcluir
  16. Zé, eu também não queria estar na pele do Bronson; – que pelo andar da carruagem se tornará a pele e osso de Bronson – mas estou torcendo pelo cara. E obrigado por vir e comentar, amigo. Abraço!

    Aí Beça! Valeu amigo! Abraço e até mais vê!

    Obrigado Jú! Beijo pra você!

    “...dieta realmente é para os fortes”: Mandou muito bem Carla. Parabéns!

    Esteja preso Valdeir. Obrigado amigo. Você que é muito generoso ao comentar. Muito obrigado e forte abraço!

    Eliane, acho que há um Bronson dentro de cada um de nós (sorrio). Abraço!

    Amigo Gian, se eu lhe disser qual é o destino... você não volta, né! (sorrio). Conto com sua atenção e comentário pelo resto da vida de Bronson.

    Fernando, seu comentário é combustível para minha escrita, amigo. Muito obrigado. Sou eu quem agradece pela oportunidade de conhecer o seu blog. Abraço e fique com o Bronson, por que a luta continua!

    Kin, estou arrepiado aqui no meu rudimentar escritório. Não me lembro de ter recebido tamanha homenagem em outra ocasião dessa jornada de escrita livre. Anotarei esta data como um marco na história de meu blog. Não me farei agora nem um bocadinho
    arrogado, nem outrora.
    Kim, meu mais entusiasmado e sincero obrigado; valeu blogosférico amigo!

    ResponderExcluir
  17. Ainda to em duvida se eu sou uma BRONSON ou se já fui...rss muito bom..adorei, de ficção para pura realidade de quem sonha e luta para emagrecer. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  18. Obrigado pelos comentários... Esse tal Bronson tem que ter muita força de vontade, é parecido comigo nesse aspecto.
    Abraço,
    Gonçalo Pitarma

    ResponderExcluir
  19. Esse tal Bronson. Caraca.Que raiva. Ele é tão disciplinado. Chego a ficar com raivinhaa. Muito sinceramente rsrs

    ResponderExcluir
  20. Como é dificil fazer regime!Eu me vi na pele do Bronson!...rsss...Alface e água á vontade!Um belo texto que registra bem a realidade de quem precisa perder alguns quilinhos!Abraços,

    ResponderExcluir
  21. Começarei a ler seus contos. Obrigada por apreciar um dos meus blogs. Espero que visites os outros dois: www.marquesiano.blogspot.com e www.degraucultural.blogspot.com
    Depois deixarei minha opinião aqui. Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Queria ser tão disciplinada assim....rsrsrsrs
    Por enquanto estou no pão....adoro pão!!! Não consigo parar de comer.
    Bjuuu e me segue lá!!! Vou te seguir tb. gostei muito do seu espaço. Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. vim agradecer seu comentario e te conhecer.. amei seu blog.. e agora estou curiosa para saber sobre o regime.. o pior está por vir ? e eu precisando de fazer regime.. crueldade..beijão

    ResponderExcluir
  24. Jeff, cumpadre
    Valeu pela visita ao "Mundo Mágico". "Linkei" você por lá ! Obrigado pelo carinho e parabéns, o Bronson tá fazendo sucesso (mas vai ser sempre gordo, coitado).

    Abração
    HorseMan

    ResponderExcluir
  25. Toda força ao Bronson! Resista bravamente, Bronson!
    :)

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pela bela postagem. Espero que o amigo Bronson, não tenha nenhum parentesco com o Charles,mas pelo jeito tem a mesma determinação de matar o inimigo, ou seja o peso.

    Abraço.

    Luís Fabiano.

    ResponderExcluir
  27. Nossa.. preciso de um Bronson perto... ele come tanto o tempo todo que eu só de ler perdi o apetite... então faria dieta forçada! kkkkkkkk

    Amei o texto!

    ResponderExcluir
  28. oi Jefh...
    Olha...vou ser muito sincera...já que você pediu a minha opinião...
    Passei pelo primeiro parágrafo com muita fome...fome mesmo...Coitado do Bronson...
    Mas...nos outros parágrafos vi que ele não é tão obsessivo assim...e isso parece um ótimo sinal...
    O duro da dieta...são as medidas descompensadas...os desequilíbrios...
    ...Restrição gera compulsão e compulsão...culpa

    Parabéns...pelo blog, pelo texto, pelo suspense do final...
    beijo
    Leca

    ResponderExcluir
  29. Ei!
    Chegando pra conhecer seu blog...vou passear entre seus textos primeiro
    e so depois comentar.Esta bem assim?
    Enquanto isso vou adorar que aceite
    uma provocação minha e passe la
    no meu blog.
    Depois me diz.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  30. Oi Jefh!! Adorei a sua visita ao meu blog. Que privilégio!!!Gostei muito do seu texto sobre a morte que li no blog do Kim. Sublime!!
    Passeando por aqui, gostei do que vi e senti, por isso ficarei!!rsrsr...

    Volto sempre, já estou seguindo!!
    Beijão e ótimo final de semana!!!

    ResponderExcluir
  31. Interessante? Intrigante? Ou simplesmente uma história que vale a pena ler para saber o próximo capítulo?
    Gostei desse tal de Bronson... !
    E o seu blog não tem nem explicação para o tamanho do seu talento. Continue assim!
    Abraços, fui.

    ResponderExcluir
  32. Vanessa, creio que o Bronson interior sempre exista, ainda que adormecido (sorrio). Abraço e muito obrigado pelo comentário!

    Gonçalo, você e o Bronson são pessoas de garra, de fibra e inspiram muitas outras. Obrigado por vir e um forte abraço, caro jovem!


    Viviane, é mesmo um caso de disciplina irritante a deste Bronson (sorrio). Abraço e muito obrigado por vir!

    Anne, não é fácil a vida de Bronson... Obrigado por vir e um forte abraço!

    Tânia, estarei a esperar por sua opinião, amiga. Um forte a braço e logo estarei visitando os seus blogs!

    Arte com Personalidade, nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra... (sorrio). Lhe seguirei sim, amiga. E um forte abraço para você!

    Maria Bonfá, muito obrigado! Foi muito delicado de sua parte vir. E a luta de Bronson continua (sorrio). Abraço!

    Horseman, como diria Abujamra, és um provocador! (sorrio). Muito obrigado pela grande atenção! É uma grande honra para mim ter sido linkado por você, amigo! Abraço!

    Udi, Bronson certamente teve a vista turvada ao saber de tuas palavras. Foste alimento para a fome do homem. Abraço!


    Luis Fabiano, parabéns amigo; excelente citação; muito bem lembrado! O Charles Bronson é o cara. Abraço!

    Sissym, (estou rindo). Obrigado por seu espirituoso comentário. Abraço!


    Leca, muito obrigado! Fique conosco. O Bronson precisa de você também. Abraço!

    Reflexo d Alma, estarei esperando o seu veredicto. E será um prazer aceitar o seu desafio. Abraço!

    Sol, imensa honra para mim lhe ter aqui nesta casa. Fique muito à vontade. O Kim é muito gente boa! Abraço!

    Raphael, você não economiza em generosidade amigo. Valeu demais, cara! Muito, mas muito obrigado mesmo. Forte abraço, amigo!

    ResponderExcluir
  33. Saudações Jefh, buenas?

    Muito legal o teu blog, e parabéns pelos contos, gostei bastante. Parabéns.

    Abraço

    ResponderExcluir
  34. grata por visitar o meu blog. Adorei o Bronson.... super disciplinado ele heim!!! eu nunca tive problema com meu peso portanto não sei o grau de dificuldade para alguem emagrecer mais imagino que seja uma barra pesada. Vou seguir o seu blog e seguir a estoria do Bronson. Super cool indeed!!!

    ResponderExcluir
  35. Comecei a ler por aqui, não resisti e fui ao post anterior. Sim, eu gostei e quero saber a continuação...
    Você escreve de uma maneira "viciante".
    Seguindo ;*

    ResponderExcluir
  36. Buenas, Running! Obrigado pelas palavras e pela visita! Abraço!

    Runningirl, não imagina o drama que é para um Bronson abandonar o limiar de obesidade de um IMC! Abraço e muito obrigado por sua visita!

    Bela, Bela, Bela... não imagina o quanto fico feliz em ler “viciante” sobre a minha escrita! Obrigado e forte abraço!

    ResponderExcluir
  37. Olá, amigo!
    Estou entre os sentimentos de admiração e comiseração. Também eu venho tentando ter essa disciplina, sem tanta firmeza. rsrsrss
    Ainda ontem um prato de feijão de corda bailou, à minha frente, de forma desafiadora e como não podia deixar de ser, aceitei o desafio.
    Bom, vamos acompanhar Mr. Bronson, não sei porque sinto que ainda vai nos surpreender.
    Obrigada amigo Jefh, por esses textos deliciosos com que nos brinda.
    Abraços
    Bel

    ResponderExcluir
  38. Olá, gostei do seu blog...estou seguindo e sempre aparecerei...
    parabéns

    ResponderExcluir
  39. Bel, falei sobre o bailado do feijão de corda nos comentários da postagem posterior. Mas é isso. É nesse bailado que nos perdemos (sorrio). Abraço e muito obrigado por sua atenção!

    Aline, seja também muito bem vinda. Abraço!

    ResponderExcluir
  40. Ñ é muito fácil,é preciso ter uma força de vontade tamanha.Vamos ver o q acontece ao senhor rs.
    beijokas.

    ResponderExcluir
  41. Vejamos o Sr. Bronson. (sorrio).
    Abraço!

    ResponderExcluir
  42. Eu torci pelo Bronson. Torci para que ele pegasse uma bacia e chafurdasse na polenta com frango. A ressaca moral viria depois... mas torci pela felicidade desmedida e engordativa dele. Ansiosa para ler os próximos capítulos Oo

    ResponderExcluir

Comente. É isso que o autor espera de você, leitor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails